Que data de adolescente

Eleições 2020 - confira neste post as principais propostas dos três candidatos à presidência do Corinthians

2020.11.04 18:00 PolylingualAnilingus Eleições 2020 - confira neste post as principais propostas dos três candidatos à presidência do Corinthians

Boa tarde, nação corinthiana do Reddit. Estamos fazendo este post para deixar mais claras as propostas (já postadas em posts separados) dos três candidatos à presidência, sem precisar ir a outro site ou ver vários posts diferentes.
Aqui seguem as propostas dos 3 candidatos, em ordem alfabética.
____________________________________________________________________________________________________________

Augusto Melo:

1 - Gestão Meritocrática

Criar um plano com metas e objetivos. Gerir o Corinthians de forma clara, objetiva, profissional e organizada, com responsabilidade com os ativos financeiros, físicos, tecnológicos e humanos.
Administrar o clube para orgulho de cada corintiano, com uma visão de futuro e de vanguarda. Ter profissionais qualificados nas áreas e com perfil vencedor.

2 - Financeiro

Recuperação da credibilidade financeira e moral. Apresentar os ativos de valores da marca e de sua torcida e o seu grande potencial financeiro para toda e qualquer ação.

3 - Jurídico

Ter uma equipe profissional de grandes advogados especialistas em áreas distintas, que blindem o Corinthians.
Contratar especialistas nas áreas de: compliance (conformidade), trabalhista, esportivo, empresarial e recuperação de créditos.

4 - Clube social

Desenvolver uma administração independente para o clube social, com gestão de custos e gastos para torná-lo autossustentável. Aumentar o número de associados com atrações que o clube possa dispor, decorrente da excelente localização que se encontra.
Modernizar o clube e criar uma referência de espaço multiuso para os sócios de forma autossustentável juntando conveniência, diversão, segurança e entretenimento aos sócios e aos corintianos.
Criar uma rede de hotéis do Corinthians, começando pelo clube e depois no CT, adotando o sistema "timeshare", que dá a garantia ao Corinthians de ter receita mesmo em baixa temporada de férias ou eventos. Oferecer clube, parque, shopping e hotel num único espaço.
Trabalhar para fazer com que a mulher tenha maior participação na vida do clube, como o direito ao voto do sócio 01, por exemplo.

5 - Arena

Transformar a Arena numa grande fonte de espetáculos e de atrações comerciais e corporativas, transformando-a num grande polo esportivo, cultural e de entretenimento de São Paulo.
Restabelecer o domínio administrativo e financeiro da Arena. Revisar e renegociar os acordos vigentes.
Todos os jogos na Arena serão um espetáculo.

6 - Futebol

Desenvolver um departamento de futebol do clube vencedor, com administração séria, transparente e competente. Os atletas que vierem a jogar no Corinthians serão valorizados por toda a estrutura profissional em que estarão inseridos e, por isso, serão cobrados também pelo profissionalismo esportivo e de conduta. Um time forte se faz com atletas fortes e com planejamento pautado nos resultados, esportivos e financeiros.
Será oferecida uma gestão de marca e curadoria aos jogadores. Desenvolveremos e manteremos novos ídolos para o Corinthians. Teremos um time de futebol montado com verdadeiros guerreiros e que jogarão com o ímpeto de vencedores.
Na base, desenvolver o departamento com efetiva formação de atletas. Já no futebol feminino, ser referência esportiva, administrativa e de marketing. Utilizar premissas de desenvolvimento do futebol masculino no feminino.
Nas negociações, ter critérios pré-estabelecidos que serão rigorosamente cumpridos, satisfazendo os objetivos do atleta e do Corinthians, não dos empresários.
O time irá treinar no clube social uma vez por mês. A sirene do Parque São Jorge será tocada nas apresentações dos jogadores.
Queremos ser referência também nos departamentos de estatística, médico, de fisiologia e fisioterapia esportiva.

7 - Ingressos

O valor do ingresso será congelado durante um ano. Crianças abaixo de oito anos não pagarão ingresso. O programa Fiel Torcedor será aprimorado e com de abrangência nacional. A cada jogo do Corinthians, uma família que nunca assistiu a uma partida do time será beneficiada com uma ida ao estádio para acompanhar o espetáculo.

8 - Corinthians Solidário

Em todos os jogos mil ingressos serão disponibilizados para pessoas carentes.
A cada partida os torcedores poderão entrar numa plataforma e assinalar quantas cestas básicas eles doarão para uma entidade assistencial a cada gol marcado pelo Corinthians. Esta promoção faz com que, a cada jogo, seja criada uma “Bolsa de Apostas do Bem”.

9 - Shows e eventos

Será criado um calendário de eventos para o clube. No Parque São Jorge, serão realizados shows a preços populares. Na Arena, grandes eventos.

10 - Institucional

Reestruturar todo o projeto de iluminação do clube, batizado de "Projeto Lampião", nome inspirado na história de criação do Corinthians.
Enaltecer os ídolos que escreveram a história de conquistas e vitórias do Timão.
Desenvolver uma metodologia de incentivo aos esportes amadores do Corinthians, valorizando futuros atletas e incentivando a prática do esporte em suas diferentes modalidades e características, com incentivos fiscais federais e estaduais.
Pensando nos jovens, o Corinthians terá uma das mais importantes e modernas arenas de e-sports do Brasil.
Construir o Hospital Dr. Sócrates no Parque São Jorge e desenvolver clínicas de exames e primeiro atendimento.
Criar a "Salve", operadora de telefonia própria do clube, além de uma uma rede social própria do clube e uma plataforma digital de transmissão por streaming de conteúdo audiovisual por demanda. A programação da televisão contará com conteúdo jornalístico, esportivo e filmes.
Inaugurar a Corinthians Academy, uma plataforma de educação e intercâmbio do Corinthians através do futebol, compartilhamento das metodologias esportivas e de gestão do clube.
Desenvolver uma aliança junto a uma grande instituição internacional, com o compromisso para o ensino da língua inglesa para todos os jogadores que estiverem na base do Corinthians.
Realizar uma vez por mês uma reunião com os torcedores para discutir novas ideias através da perspectiva e experiência de quem vive o dia a dia e acompanha o time em todos os jogos.
Criar a "Fiel Cap", título de capitalização do Corinthians, um produto financeiro/filantrópico que premiará a torcida e destinará parte da arrecadação à Cruz Vermelha.
_________________________________________________________________________________________________________

Duílio Monteiro Alves:

1 - Clube social

O clube precisa ser um espaço que contemple todas as idades da família corintiana, com segurança, serviços de qualidade, valores acessíveis, boa infraestrutura, esporte, cultura e lazer. Para tanto, como sócio, frequentador desde o berço e profundo conhecedor dos anseios dos associados e das dificuldades do clube, baseamos a gestão do clube social em quatro pilares essenciais: Estrutura, Social/Lazer, Esportes e Tecnologia.
Com base nesses pilares, elaboraremos um Plano Diretor para padronizar a identidade do clube e permitir seu crescimento planejado e dentro da legislação. Vamos modernizar a academia e o parque aquático, ampliar as vagas de estacionamento e criar novas atrações voltadas para as crianças e os adolescentes, como skate (cuja pista foi recentemente inaugurada), BMX e e-Sports, além de incentivar os times Masters do clube. Também implementaremos a segunda fase do projeto de Wi-Fi para os sócios e a entrega das novas funcionalidades do sistema de gestão da secretaria do clube, que facilitará o contato com os associados.

2 - Gestão de esportes olímpicos e amadores

O foco nas modalidades esportivas que vão além do futebol profissional seguirá forte. A intenção é que o Corinthians se estabeleça cada vez mais como um clube formador, em diversas modalidades, tanto no esporte amador quanto para os sócios. E que os esportes sejam, em breve, autossuficientes. Para isso, criaremos um braço específico do departamento de marketing/comercial que trabalhe parcerias de investimento para as modalidades dos diversos esportes praticados no clube, buscando patrocínios, incentivos a intercâmbios, comunicação, promoção e divulgação nas redes digitais do clube. O objetivo é fazer com que os demais esportes sigam o exemplo do que temos hoje com natação, basquete e futsal, que possuem todas as categorias de formação de atletas – para que, assim, o clube possa contar com o atleta que forma, além de evitar perdê-lo para outros clubes. Paralelamente, iremos manter o fortalecimento das seleções associativas, de modo que o sócio possa continuar treinando e participando, sem perder espaço para o atleta de alto rendimento.

3 - Futebol profissional

O Corinthians tem obrigação de disputar títulos todos os anos. Essa certeza me orientou desde quando participei da montagem do time que ganhou o Brasileiro de 2011, a Libertadores e o Mundial de 2012. As taças da última década criaram uma cultura de vitórias, da qual não podemos abrir mão. Tivemos um tri paulista e campanhas sólidas na Copa do Brasil de 2018 e na Sul-Americana de 2019, fomos vices no Paulistão neste ano. Embora não estejamos satisfeitos com os resultados mais recentes, é preciso reconhecer que a atual gestão deixará uma estrutura profissional, em todos os sentidos. Os setores estão consolidados: teremos uma comissão técnica experiente; um elenco com talento e jovens promissores, que evoluirão para um encaixe no futuro; um Centro de Inteligência operante; um CT sem igual no Brasil; uma base forte e totalmente estruturada com seu novo CT, além de uma das Arenas mais modernas do mundo. O time sub-23 cumprirá um papel fundamental: ele dá rodagem e acompanhamento próximo a meninos da base no último estágio da maturação, como ocorreu com Roni, Raul e Xavier, além de abrigar a captação de talentos mais tardios. O desafio é aprimorar para continuar ganhando.

4 - Futebol de base

A formação de atletas exige investimento a longo prazo, olhar apurado e paciência com os processos. A atual gestão continuou a otimização da base, que foi competitiva em todos os campeonatos, revelou talentos que reverteram lucro, como Pedrinho e Carlos, e retorno esportivo, como Mantuan, Lucas Piton, Roni e Xavier no time principal. O próximo passo é ainda mais importante: com a entrega do CT da base neste ano, vizinho ao CT profissional, o Corinthians traz um incremento definitivo à formação e à transição desses jovens para o time adulto. Em 2021, finalizaremos o alojamento que receberá 160 jovens, com conforto para os atletas e confiança para as famílias que muitas vezes optavam por outros clubes devido ao custo do transporte, à moradia distante, à falta de segurança, entre outros aspectos, além de permitir ao Corinthians acompanhar esse atleta mais de perto e orientá-lo no seu crescimento como atleta e cidadão. Iremos ainda implantar as tecnologias de ponta utilizadas com os profissionais também na base, auxiliando no acompanhamento do desempenho, no aprimoramento do desenvolvimento dos jovens e na captação de novos talentos. E para garantir que isso se torne realidade, faremos com que os dois departamentos trabalhem ainda mais próximos e em sintonia, acompanhando e participando pessoalmente de todo o processo.

5 - Futebol feminino

O time feminino do Corinthians é mundialmente reconhecido como um caso de sucesso, graças ao trabalho incessante da diretora Cristiane Gambaré com apoio do presidente Andrés Sánchez. Motivo de enorme orgulho da nossa torcida, ninguém discute hoje que a evolução da modalidade no Brasil e na América do Sul passa, obrigatoriamente, pelo Corinthians. Renovamos nosso compromisso de consolidar o nosso futebol feminino entre os melhores do mundo, contando com talentos de seleção brasileira, como Lelê, Tamires e Andressinha. Nos próximos anos, o futebol feminino também será um laboratório de inovação, dentro e fora do gramado, promovendo, cada vez mais, as histórias de superação, dedicação e enorme talento das nossas meninas e aproximando o clube de um novo perfil de torcida, dedicada à modalidade.

6 - Gestão financeira e governança

Como a capacidade de geração de caixa do nosso clube é gigantesca, precisamos adotar as melhores práticas de gestão, ter profissionais capacitados e fazer uso de ferramentas que nos possibilitem equilibrar as finanças e garantir fluxo de caixa positivo. A disciplina financeira será um objetivo a ser perseguido com elaboração de orçamentos, fluxos de caixa projetados e políticas internas de gastos e investimentos. Tudo alinhado a planejamento estratégico com foco em atender as demandas de nossa imensa torcida e de nossos sócios. Para nos ajudar nesse desafio, estamos alinhando procedimentos com uma das quatro maiores consultorias de gestão do Brasil e do mundo. Trata-se de um investimento que certamente nos ajudará a implementar e perpetuar processos e procedimentos que trarão importante retorno estratégico e financeiro. Governança é algo em que iremos também investir permanentemente para proteger e impulsionar nosso clube. Já estamos sob as regras do Estatuto Social e de outras diversas que precisam ser respeitadas de forma irrestrita, além de constantemente revisadas e aperfeiçoadas. Vamos incentivar o estreitamento das relações com todos os poderes do clube, como Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo, Conselho Fiscal e Conselho de Orientação. Na seção “Transparência” do site do clube vamos publicar os balancetes mensalmente, além de todos as demais demonstrações financeiras acompanhadas por relatórios de auditores.

7 - Inovação, comunicação e marketing

A transformação digital do clube exige o cumprimento de uma missão: colocar o nosso torcedor no centro do ecossistema corintiano. Para isso, nossa estratégia é buscar uma interação total clube-torcedor, por meio de um aplicativo de celular fácil e ágil: a ideia é que o ingresso, o gol e até a cerveja da Arena estejam à distância de um clique. Mas a ambição não fica restrita à experiência na Arena: seja para a geração de conteúdo engajador em todas as nossas plataformas, seja para conceber produtos e serviços de real impacto no torcedor, seja para executar um programa de nacionalização e internacionalização do clube a sério, tudo isso exige criar uma relação de intensa intimidade entre clube e torcedor. Todo corintiano importa, esteja ele em Corumbá ou em Yokohama, e nossa gestão tem que garantir que o exercício da paixão corintiana seja pleno em todos os momentos e lugares.

8 - Transformação comercial

Nosso objetivo é aumentar a receita comercial em 50% nos próximos três anos, uma ambição que exige muito mais do que simples venda de patrocínios. É preciso acoplar um misto de microscópio com mira laser em todas as ações comerciais do futuro. Primeiro, criaremos um grupo profissional e verticalizado com foco na geração de parcerias comerciais de valor real para torcedores, parceiros e clube. Depois, combinaremos as ferramentas mais modernas de gestão comercial, como Big Data e Inteligência de Mídias Sociais, com outras já presentes no clube, como o CRM e monitoramento de valor de marca em mídia, a fim de ampliar o alcance dessas ações. O caminho é unificar as bases de dados de torcedores e consumidores, entender seus hábitos de consumo e interpretá-los estrategicamente para o aumento de receita.

9 - Fiel Torcedor

O aprimoramento do nosso programa Fiel Torcedor será uma das nossas maiores prioridades nos próximos três anos. Queremos triplicar a base de associados, e isso significa tornar o Fiel Torcedor atraente a todos, independentemente de onde morem. Como fazer isso? Bom, a gestão atual já investiu numa interação mais direta: o Fiel Torcedor já faz perguntas nas entrevistas coletivas, sejam elas de imprensa ou reservadas aos fiéis-torcedores. Tudo isso será intensificado. Os próximos passos são claros: além dos benefícios tradicionais, como desconto nos ingressos e nos produtos licenciados, haverá acesso a conteúdos exclusivos, experiências únicas no CT e na nossa Arena, participação em jogos e competições com distribuição de prêmios e brindes, prioridade no recebimento de notícias. Enfim, será um caminho para viver a paixão corintiana de forma privilegiada.

10 - Arena

Iremos transformar nossa Neo Química Arena no centro vivo da paixão corintiana. O acordo dos naming rights, combinado com as negociações avançadas para a quitação da Arena, nos permitem projetar uma geração de novos recursos ao clube já no primeiro ano da gestão. Cumprindo sua vocação de equipamento central da Zona Leste, iremos trazer um hotel (já em negociação), um espaço de coworking (já em negociação), tirolesa (fase de contrato), um restaurante no 4º andar (contrato já assinado) e novos bares nos setores Leste/Sul. Outros planos incluem a realização de inúmeras ativações em datas diversas além dos dias de jogos em parceria com a Neo Química, com shows e eventos culturais. Por fim, queremos criar uma incubadora de empreendedorismo digital, o Hub Fiel, a fim de incentivar projetos tecnológicos, os quais o clube terá prioridade na aquisição.
____________________________________________________________________________________________________________

Mario Gobbi:

1 - Saúde financeira

Como é de conhecimento público, a situação financeira do Corinthians é gravíssima e praticamente pré-falimentar. Então, a recuperação das finanças, bem como da credibilidade do clube, será prioridade. O projeto para esta área é bastante complexo, como teria que ser face à complexidade dos desafios e oportunidades de um clube como o Corinthians. Mas ele passa essencialmente pela gestão eficiente do fluxo de caixa do clube. Temos que equilibrar as contas, voltar a gastar dentro do que o clube arrecada, mas, além disso, buscar o crescimento desta arrecadação, gerando recursos para investir no futebol e nas outras importantes iniciativas do clube. Entre os principais pilares do projeto da área financeira, além de prováveis cortes de custos e da readequação de processos internos que a auditoria de uma das big four\* (Deloitte, Ernst & Young, KPMG e PricewaterhouseCooper) irá nos mostrar, temos um plano de criação de fundos de investimento, feito por um renomado profissional da área e com passagens por grandes instituições brasileiras e internacionais. Em três anos, quero entregar o clube saudável financeiramente e com o caminho trilhado para ocupar o seu devido lugar: o protagonismo permanente no futebol mundial. \Quatro principais empresas de auditoria do mundo.*

2 - Credibilidade

O Corinthians vive uma crise profunda de credibilidade com a sua torcida, que é o principal patrimônio do clube, e com o mercado. Para reconstruirmos esta credibilidade, temos um grande projeto administrativo que, resumidamente, contemplamos: realização de uma auditoria geral em termos de processos administrativos e financeiros, recursos humanos e sistemas de informação; um plano de governança corporativa, gestão de riscos associados e compliance; remodelamento dos processos de aquisições e suprimentos, após diagnóstico dos processos atuais envolvendo seleção, contratação e gestão de fornecedores; reestruturação da área de recursos humanos; revisão da tecnologia e sistemas utilizados em termos de integrações, automação e inteligência de mercado; e atuação na área de patrimônio e controle de obras. Todas as ações, que podem ser conhecidas com muito mais detalhes no site da Reconstrução Corinthiana, certamente colocarão o Corinthians em condições de recuperar a imagem positiva perante a sociedade, incluindo credores, fornecedores, comunidade esportiva, poder judiciário, sócios e torcedores.

3 - Arena Corinthians

O projeto para a Arena Corinthians é grande e todos os pontos podem ser consultados no programa completo. Alguns que cito aqui são: a total profissionalização dos quadros de profissionais do estádio; a transformação em uma Arena multiuso com o objetivo de ampliar drasticamente o número de dias utilizados; e que tenha separação de custos do clube afim de que opere por meios próprios, sob comando do clube.
Algumas das propostas são: aumentar a ocupação do estádio com estratégias de inclusão dos corinthianos de camadas sociais menos privilegiadas, aumentar previsibilidade e garantia das receitas de bilheteria através da implantação do Season Tickets, aumentar quantidade global de compradores de ingressos, internalização da venda de ingressos e programa de relacionamento, ingressos subsidiados para a comunidade, melhorar a experiência “Corinthians” no estádio para todos, análise de Dados, CRM e BI, adequação das faixas de precificação, melhoria e desenvolvimento de canais de venda e parcerias, maximização do uso de inteligência de dados para ativações segmentadas e customizadas, transformação da Arena em um destino diário, com atividades diversas, integração de fato e “abertura” da Arena para a população da zona Leste e do entorno, aproximação com órgãos de turismo, transformação do Oeste Inferior em uma área de comércio e serviços para atrair visitantes em dias sem jogos, potencializar atividades de esporte e lazer em áreas externas, posicionar a Arena como espaço para Eventos sociais e corporativos.
Abertura dos espaços externos para uso da população e realização de eventos esportivos, de lazer e culturais, benefícios e facilidades para moradores de Itaquera na aquisição de ingressos para determinados jogos, maior gestão sobre a qualidade e oferta de serviços prestados pelos operadores terceiros / parceiros, visando maximizar oportunidades de receitas e níveis de atendimento aos frequentadores da Arena, incluir Arena no calendário de grandes shows e turnês internacionais, valorização da experiência premium e conceito do produto, criar produtos e pacotes customizados (Camarotes, 3 Business e Oeste Superior) para o mercado corporativo, venda de produtos de matchday (avulsos) para pessoas físicas e turistas, melhorar e segmentar oferta de alimentação e bebidas, e muitos outros.

4 - Marketing

O departamento de marketing do Corinthians precisa ser atualizado com urgência, além de auxiliar diretamente no trabalho de reconstrução da imagem e da credibilidade com a torcida, que é o principal patrimônio do clube; e com o mercado, para atrair novos investimentos e patrocinadores. Entre outros projetos da minha gestão – e todos podem ser conferidos no site da Reconstrução Corinthiana – cito o ID único. Com ele, o Corinthians vai conhecer profundamente os interesses do torcedor, entender os desejos, hábitos e frequência de utilização, proporcionando melhores experiências. Todos os pontos de contato de relacionamento alimentarão uma base de dados única e proprietária do clube. Com um CRM – Customer Relationship Management, integrando inteligência no mapeamento e refino na segmentação dos diversos perfis, o clube poderá também enviar ofertas para mercado corporativo como plataforma de dados para campanhas. Sem esta ferramenta, o clube interage com uma pequena.

5 - Fiel Torcedor

O Fiel Torcedor precisa ser repensado por inúmeros motivos. O Corinthians não pode ter um programa de relacionamento com o torcedor com uma receita inferior à do Flamengo em quatro ou cinco vezes: em 2019, foram R$ 14 milhões de renda bruta do Fiel Torcedor contra R$ 61 milhões de renda líquida do programa do time carioca. A diferença é muito grande! Então vamos mudar o princípio, a ideia do plano. A prioridade e desconto na compra de ingressos têm que continuar, mas também vamos oferecer uma série de benefícios e vantagens aos torcedores que não frequentam o estádio – e neste ponto, o projeto do ID único será fundamental para enxergar os anseios e necessidades de cada um da imensa base. No projeto, ainda está a possibilidade do sócio do Fiel Torcedor também se tornar associado do clube social - o que ajudaria diretamente a sede social a se tornar autossustentável. Para finalizar, é preciso tirar da gaveta a discussão sobre a possibilidade de voto ao Fiel Torcedor. Já não podemos ficar sentados sobre esse tema. Temos que estudar, apresentar as ideias possíveis e então esperar que o Conselho e a Assembleia de sócios definam as diretrizes.

6 - Clube social

A sede social do Corinthians é um dos grandes patrimônios do clube. Na minha primeira gestão, fizemos uma lista enorme de benfeitorias e a entreguei em ótimas condições. Cuidar do clube significa não só oferecer o melhor ambiente possível para o associado, mas também preservar a história do Corinthians! A sede social precisa de uma série de melhorias, e isso demanda estudos aprofundados sobre o que fazer com o espaço ocioso. Não adianta alguém tirar da cabeça que o tema precisa ser estudado e não fazer mais nada. Mudanças grandes devem ser aprovadas nos conselhos deliberativos, como um plano diretor e uma meta de avanço para o Parque São Jorge, e, aos poucos, isso vai ser feito com a ajuda de parceiros e da iniciativa privada.
De concreto e imediato, os serviços que precisam melhorar são os de zeladoria, de vestiário, para garantir o dia-a-dia dos sócios com mais qualidade. Também queremos também trazer para o clube social pequenas e médias empresas (PME´s) interessadas em uma participação mais efetiva junto ao clube, envolvendo patrocínio de esportes olímpicos, áreas externas, equipamentos, praças, alamedas, museus, piscinas, quadras entre outros; organizar espaço para Feiras e Eventos empresariais nas dependências do clube; introduzir um polo de atração de startups voltadas à tecnologia, esporte e bem estar em área específica do clube; e realização de projetos que gerem atração a novos sócios e a antigos associados que se afastaram do clube.

7 - Responsabilidade social

Como disse o eterno presidente Miguel Battaglia: “O Corinthians é o time do povo e é o povo que vai fazer o time”. Não há como imaginar o Corinthians sem envolvimento com a população e as ações de responsabilidade social. Entre outras propostas da área, vamos criar a diretoria integrada de responsabilidade social e relações institucionais. Entre outros assuntos, a pasta cuidará das interações do Corinthians com organizações dos setores públicos e privados, apoiando a gestão do clube na busca de investimentos sociais que persigam resultados de impacto social, com caráter transformador, gerando subsídios materiais e imateriais para o Corinthians.
Também vamos criar uma instituição de terceiro setor (uma ONG ou a Fundação Corinthians), que terá como objetivo criar uma personalidade jurídica com capacidade de captação de recursos, autonomia e eficiência na prestação dos serviços sociais de sua competência. Também cito a criação do EducaSCCP, um projeto elaborado com o objetivo de levar a educação para o centro da administração e, portanto, das proposições do Corinthians. Como a instituição clube associativo tem uma função social, é preciso criar uma estrutura educacional mais sólida. O projeto, dividido em três etapas, tem o objetivo de levar a dimensão educacional como elemento constitutivo da formação de atletas feita pelo clube, chegando até à formação do atleta de futebol profissional.

8 - Futebol (masculino e feminino)

Temos uma equipe dominante no futebol feminino com grandes resultados, aceitação e engajamento da torcida. Temos que caminhar em duas frentes: uma que amplie o público que se identifica com as mulheres; e outra que encontre fontes de receitas que façam o projeto cada vez mais sustentável por si só – o que me parece muito viável, aliás.
O projeto para o futebol masculino é ter um time competitivo, que honre as tradições do Corinthians, até que as finanças do clube sejam sanadas. Depois que conseguirmos colocar o Corinthians de volta ao trilho do trem, certamente o clube assumirá o papel de protagonista permanente. Não queremos que esta mudança aconteça por um curto período, de quatro, cinco anos, como já aconteceu. Queremos que o Corinthians seja protagonista permanente! Por isso, é extremamente importante entender o novo momento, enxergar o clube de forma diferente, apoiar as mudanças e ter paciência por algum tempo para, então, assumir o protagonismo.

9 - Categorias de base

O trabalho atual da base é como todo o trabalho de gestão do Corinthians. Não se sabe muito bem para quem serve e ao que serve. É uma pena porque isso afeta o sonho de muitos jovens e suas famílias, além de ser terrível para o clube e a torcida. Lamento também que o Sub-23, um projeto teoricamente positivo porque era para ser um trabalho continuado da base, tenha virado uma ilha completamente nebulosa. O nosso projeto para esta área, entre outros pontos, é investir em tecnologia para aprimorarmos a captação de jovens com potencial. Pretendemos enxugar ao máximo o número de atletas e investir mais nos profissionais ligados à preparação. Precisamos ter as melhores comissões técnicas, compostas por profissionais de alto gabarito e trajetória. Também apostaremos na qualificação dos atletas na parte educacional.

10 - Esportes olímpicos

Na minha primeira gestão, conquistamos títulos inesquecíveis em muitas modalidades: a única medalha olímpica em esporte individual na história do clube (Thiago Pereira, na natação, em Londres-2012), recorde de medalhas de ouro de um só atleta em um Mundial de Piscina Curta (Felipe França ganhou cinco no Mundial de Doha, em 2014), Cinturão Peso Médio do UFC (Anderson Silva, 2012), UFC 153 (Anderson Silva, 2012), Mundial de Skate Vertical (Rony Gomes, 2013), Troféu Maria Lenk de Natação após 48 anos (2014), Campeonato Sul-Americano de Clubes de Basquete Feminino (2015), Campeonato Paulista de Basquete Feminino (2015), Taça Brasil de Futsal (2014) e Liga Paulista de Futsal (2013 e 2015).
Além de todos os títulos, também inovamos e contratamos um surfista (Adriano de Souza “Mineirinho”, que conquistou o Mundial em 2015 após deixar o clube). Como mostra o investimento feito à época e os resultados, eu sou um apaixonado também por esportes olímpicos. No entanto, com a situação financeira que se apresenta e é de conhecimento público, precisamos analisar, verificar o que é possível após a realização da auditoria e, então, implantar projetos de desenvolvimento de novos talentos que couberem na nova realidade do clube.
___________________________________________________________________________________________________________

E aí, o que acharam? Em quem vocês votariam?
submitted by PolylingualAnilingus to Corinthians [link] [comments]


2020.10.29 19:42 StudyItAgain DIREITO PENAL: Prescrição (Parte 2)

Pessoal, aqui vai a Parte 2. Deve ter também a 3.
Estou pensando que esse tipo de post frequente pode ser considerado flood ou algo assim. Gosto de postar resumos ou digressões sobre alguns temas enquanto estudo para concurso, mas isso provavelmente não é do interesse de muitos aqui. Talvez seja melhor postar no meu próprio perfil ou em outro espaço. Alguém sugere alguma coisa?
9. Termo inicial: art. 111, do CP:
- Art. 111 - A prescrição, antes de transitar em julgado a sentença final, começa a correr:
I - do dia em que o crime se consumou;
II - no caso de tentativa, do dia em que cessou a atividade criminosa;
III - nos crimes permanentes, do dia em que cessou a permanência;
IV - nos de bigamia e nos de falsificação ou alteração de assentamento do registro civil, da data em que o fato se tornou conhecido.
V - nos crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes, previstos neste Código ou em legislação especial, da data em que a vítima completar 18 (dezoito) anos, salvo se a esse tempo já houver sido proposta a ação penal.
- O artigo tem uma regra geral no inc. I e exceções nos demais. O V foi alterado pela chamada "Lei Joanna Maranhão". Vale conhecer o caso, mas é basicamente o seguinte: imagina que uma criança foi abusada aos 6 anos e ninguém denunciou o crime, não houve persecução penal. Aos 18 ela, sozinha, vai ao MP/Polícia e quer que o crime seja investigado. É bem provável que o crime já estivesse prescrito nesse momento. Foi mais ou menos o que aconteceu com a nadadora brasileira. A lei intencionou evitar essa situação.
- Lei de Falências: Agente pratica crime previsto na Lei de Falências - a prescrição não se inicia! -> É homologada a recuperação extrajudicial ou concedida a recuperação judicial: prescrição se inicia; eventualmente, se for decretada a falência a contagem é interrompida!
- "Ah, preciso saber as exceções". Evidente que sim, Pequeno Gafanhoto.
10. Causas interruptivas
Art. 117 - O curso da prescrição interrompe-se:
I - pelo recebimento [não oferecimento!] da denúncia ou da queixa;
II - pela pronúncia; [procedimento do júri]
III - pela decisão confirmatória da pronúncia;
IV - pela publicação da sentença ou acórdão condenatórios recorríveis;
V - pelo início ou continuação do cumprimento da pena;
VI - pela reincidência.
-
- Interrupção = recomeça o prazo a ser contado do zero; suspensão: o prazo recomeça a contar de ontem havia sido pausado.
- A reforma de 2008 fez uma bagunça no CPP citando duas vezes o "recebimento da denúncia", em momentos distintos... Barbeiragem das grossas... Eine große Konfusion, como diria o Min. Gilmar Mendes. O STJ, todavia, assentou que o recebimento para fins de interrupção do prazo prescricional seria o do art. 396 e não o do art. 399.
- Sobre o recebimento da denúncia: ocorre no momento da publicação, ainda que em mãos do escrivão. Pode ocorrer em segundo grau (juiz rejeita a denúncia, tribunal reforma a decisão. Se o tribunal anular a decisão, essa decisão precisa ser novamente prolatada e, aí, não há recebimento no órgão superior. É a S709STF.
- Sobre a decisão de pronúncia: e se o juiz pronunciar o réu, determinando que ele vá a júri e, em plenário, haja desclassificação para crime que não seria de competência do júri? Essa interrupção perderia o efeito? Não. S191STJ.
- [!] Nos termos do inciso IV do artigo 117 do Código Penal, o acórdão condenatório sempre interrompe a prescrição, inclusive quando confirmatório da sentença de 1º grau, seja mantendo, reduzindo ou aumentando a pena anteriormente imposta.
STF. Plenário. HC 176473/RR, Rel. Min. Alexandre de Moraes, julgado em 27/04/2020.
Isso aqui é relativamente novo. Até 2017, a situação era a seguinte: o sujeito era condenado > interrupção da prescrição > só ele recorria > o tribunal mantinha a condenação (não interrompia). Era óbvia o incentivo a recursos meramente protelatórios, além de, mais uma vez, se ter prescrição sem inércia do órgão estatal de persecução.
- Interrupção em relação a um coautor ou partícipe interrompe para os demais.
- Nos crimes conexos que sejam objeto do mesmo processo a interrupção em relação um se estende aos demais.
11. Causas impeditivas da prescrição
Aqui o destaque é a novidade são os inc. III e IV, trazidos pelo chamado “Pacote Anticrime”. O III parece ser uma tentativa de reduzir o incentivo a recursos meramente protelatórios (normalmente, em busca de estender o curso do processo e atingir a prescrição) e o IV é uma decorrência lógica da sistemática do acordo de não-persecução.
Art. 116 - Antes de passar em julgado a sentença final, a prescrição não corre:
I - enquanto não resolvida, em outro processo, questão de que dependa o reconhecimento da existência do crime;
II - enquanto o agente cumpre pena no exterior;
III - na pendência de embargos de declaração ou de recursos aos Tribunais Superiores, quando inadmissíveis; e
IV - enquanto não cumprido ou não rescindido o acordo de não persecução penal.
Parágrafo único - Depois de passada em julgado a sentença condenatória, a prescrição não corre durante o tempo em que o condenado está preso por outro motivo.
12. Art. 1035, do CPC: reflexos no processo penal.
Art. 1.035. O Supremo Tribunal Federal, em decisão irrecorrível, não conhecerá do recurso extraordinário quando a questão constitucional nele versada não tiver repercussão geral, nos termos deste artigo.
[...]
§ 5º Reconhecida a repercussão geral, o relator no Supremo Tribunal Federal determinará a suspensão do processamento de todos os processos pendentes, individuais ou coletivos, que versem sobre a questão e tramitem no território nacional.
Do cotejo desse artigo com a matéria em estudo, várias questões emergem. Várias dessas foram respondidas pelo STF no RE 966177.
- O primeiro ponto é: cabe repercussão geral em processo penal? STF: sim.
- Mas... a repercussão pode suspender um processo penal? STF: sim.
- Uma vez suspenso o processo... a prescrição fica suspensa? STF: sim.
- O sobrestamento abrange inquéritos e investigações? Não.
- E se o réu estiver preso provisoriamente? Fica lá mofando esperando o STF julgar essa repercussão daqui vinte anos? STF: não, né cidadão. Aí o processo dele não vai ser suspenso...
- O processo está suspenso, mas tem uma testemunha de 99 anos que curte escalada free solo, pode mandar ouvir ou precisa esperar? Em qualquer ação penal sobrestada o juízo poderá conforme a necessidade proceder à produção de provas.
Tenho lá minhas dúvidas sobre a constitucionalidade da criação de causa suspensiva da prescrição sem lei expressa, por interpretação extensiva do art. 116, I, do CP... Então, vou me filiar à corrente vencida que entende que é inconstitucional. Estou com o Min. Fachin e com Masson, por exemplo. Paciência, pra mim, deveria haver mudança legislativa. Mais uma vez: se seu foco é concurso, não se prenda aos posicionamentos vencidos. Mas... eu às vezes deixo minha irrelevante opinião por aqui. É só ler e ignorar.
13. Prescrição superveniente
- Modalidade de PPP.
- É superveniente à sentença (mas não ao trânsito em julgado para ambas as partes!).
- Entenda que aqui se usa o conceito de trânsito em julgado para a defesa e trânsito em julgado para a acusação. Imagine que o MP denuncia X e ele é condenado. X recorre pedindo a absolvição, mas o MP está satisfeito com a reprimenda aplicada e não apresenta recurso (poderia, por exemplo, pedir aumento da pena). Assim, há trânsito em julgado para o MP, mas não para a Defesa.
Se há trânsito em julgado para o MP, não é mais possível aumentar a pena. O recurso da Defesa não irá aumentar a pena do réu.
Note, porém, que o que importa é a pena aplicada para o cálculo da prescrição. Então, em alguns casos, mesmo sem trânsito em julgado para a acusação se poderá falar em prescrição superveniente. Quais casos? Imagine que o MP recorreu apenas para majorar o valor indenizatório ou para um regime prisional mais grave. Nenhuma dessas questões irá influenciar na quantidade de pena, de modo que se pode afirmar que a reprimenda já tem patamar máximo.
- Termo inicial: sentença.
submitted by StudyItAgain to direito [link] [comments]


2020.09.13 01:03 Rough_Wishbone_6024 Encerrando Ciclos


Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final. Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver. Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos - não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu. Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora. Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem. Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração - e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se. Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do “momento ideal”. Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.
submitted by Rough_Wishbone_6024 to desabafos [link] [comments]


2020.09.01 19:44 mlv96 Pregunta acerca de una banda argentina que se hizo humo.

Ante todo, sepan disculpar las faltas de ortografia. El teclado de mi PC es de distribucion estadounidense y no tiene tildes.
Alla hace varios años durante mis epocas de adolescente edgy cabeza hueca, habia una banda argentina de metalcore/mathcore que solia escuchar mucho, llamada Coralies. Hoy en retrospectiva, era casi una mas del monton dentro de este genero sobreexplotado por su falta de innovacion, aunque tenian algunas caracteristicas en su musica que me hacian pensar que estaban aunque sea por encima de la media.
Su disco MMXII me habia gustado mucho, tambien El Capitan de Este Barco Soy Yo. Despues eventualmente mis gustos fueron cambiando y me termine alejando de esa movida.
Hace no mucho tiempo, a principios de este año, volvieron a aparecer en mis recomendaciones de YT. Me adentre en su canal de Youtube para ver que estuvieron haciendo todos estos años y resulta que su ultimo video data de fines de 2018. Un año antes habian sacado un disco mas, llamado C.
Me fije en sus otras redes a ver que onda. Su Facebook esta cerrado, su Instagram no tiene actividad desde fines de 2018 tambien. De sus integrantes no se sabe nada, ni siquiera su guitarrista esta respondiendo preguntas en su ask.fm. Su Twitter no recuerdo bien pero creo que tambien habia desaparecido.
Alguno que estuviera en la movida o supiera del tema, sabe lo que paso con estos chicos? Desaparecieron de la faz de la tierra como si nada, sin dejar rastro, solo su canal de Youtube e Instagram abandonados.
Gracias desde ya.
submitted by mlv96 to argentina [link] [comments]


2020.07.28 17:04 PedroChanque Madre con derecho me ataca por mi personaje de Dungeon and Dragons

Que onda? Yo otra vez, tengo una historia algo vieja pero hace poco la recordé y la verdad es muy chistosa. Data importante pero que nadie pidió: soy un nerd en toda la palabra, me gusta leer fantasía, jugar Calabozo y dragones, un amante de comics, etc. Digo esto para aclarar que mi imaginación no conoce limite al crear personajes ficticios.
Bueno historia: Yo solía asistir a un taller de juegos de Rol, donde pasábamos tardes enteras sumergidas en jugar diversos juegos en una sala muy bonita. Un día jugábamos el juego mas famoso de rol (en el titulo esta el nombre y en la data) y su fiel servidor no se le ocurre mejor que crear un personaje inspirado en Ardeth Bay de la momia. Al día siguiente de la tarde de rol, volví al lugar donde nos juntamos pues es una biblioteca publica, ahí busque algunos libros de historia egipcia para tratar de tomar referencias a la apariencia. Elenco: Md: Madre con derecho y que a su vez es una luchadora por lo políticamente correcto Yo: una momia resucitada
Yo me encontraba en una mesa con los libros y un cuaderno donde realizaba garabatos, todo bien hasta que Md me ve dibujando y se me acerca "sutil mente" y su boca genera un sonido similar a:
MD: "oye que dibuja?" Yo: "eh? Solo algo de vestimenta antigua" Md se acerca a mi cuaderno donde ve a un hombre con vestimentas del oriente medio sosteniendo en su mano un sable. Yo como imbécil le acerco el cuaderno para que viera mejor. Md: "Y quien es?" Yo: "es solo un personaje que cree para una historia" Md: "Y por que es árabe?" Yo: "por que es de una tierra basada en Egipto y las vestimentas son acorde al lugar" Md: "pero por que tiene que ser tan estereotipado en su apariencia?" Al escuchar sus palabras algo hizo click en mi mente, me encontraba frente a mi enemigo natural, una Persona Pc, a lo que simplemente respire hondo y le dije algo molesto. Yo: "por que así es la vestimenta de la época donde vive" Md: "y por que no es una mujer?" Yo: "por que no quise que sea mujer" en este punto ya estaba con una vena hinchada, debido a que me suelo encontrar a estas personas y me molesta. Md: "eso es muy ofensivo machista y misógino, borra ese dibujo y haz que sea una mujer" Comenzó a gritar en medio de una biblioteca mientras que yo simplemente sostenía una sonrisa de que sufría en mi interior. Yo: "por que debo borrar MI dibujo que YO cree? O mejor pregunto por que te importa que hago con un personaje que YO mismo imagine?" En mi rostro se veía una mirada de enojo y de que todo iba a ir mal. Md: "por que no esta bien que refuerzes el estereotipo de que los hombres son los únicos fuertes, las mujeres también podemos ser fuertes y mejores que ustedes" Yo: "y por que no creas tu propio personaje moldeado a tus gustos?" Palabras que atacaron el ego de la Md, por lo que me dio en mi rostro de adolescente lleno de pelusa una cachetada con toda la fuerza que tenia. Simplemente solté un grito de dolor, me levante de la silla donde estaba sentado para mirar a la Md a la "cara". Yo: "por que no te metes la mano en medio del ****?" Exclame con toda la furia, pues odio que me ataquen y siempre me enojo cuando lo hacen. Md: "Y si no quiero que vas a hacer? Eh machito? Dale, golpearme, no tenes las bolas para eso" En todo momento la Md me empujaba haciendome retroceder, a lo que simplemente le di un empujo fuerte tirandola al suelo. Cuando callo Md comenzó a gritar como si la hubiera apuñalado. Harto de lo que paso tome mis cosas y me fui del lugar. Obvio que devolví el libro. A día de hoy me molesta no haberle dejado un ojo morado a la mujer mas estúpida que me crucé en una biblioteca.
Si sale en un video de YouTube que me avisen, así les dejo un lindo like.
submitted by PedroChanque to padresconderecho [link] [comments]


2020.05.23 01:09 dc-x Alguns pontos que achei interessante no vídeo

Transição aqui: https://www.documentcloud.org/documents/6923169-Decisão-de-Celso-de-Mello-que-liberou-vídeo-de.html#document/
Já sabia que o que teria de mais pesado contra o Bolsonaro e os ministros seria noticiado diretamente, quis ler tudo mais por curiosidade da postura dos ministros da reunião, senso de prioridade deles e como trabalham junto.
Acho que muita coisa que o Bolsonaro faz por pura paranoia e não por tática. A paranoia dele não é pras câmeras, não é pra ganhar eleitor, ele que é bem paranoico mesmo. Acho que em geral a equipe já se acostumou com isso e costuma não dar muita corda. Teve um momento em que depois que o Bolsonaro terminou de falar umas loucuras que o Braga Netto só perguntou se ele poderia continuar e voltou ao assunto.
O Teich chegou a me parecer bem intencionado mas mesmo naquela reunião pra mim parece que deram uma cagada pra ele. Ele fala de urgência e tudo, mal começa a falar e o Braga Netto já repassa a palavra pro Tarcísio.
O Ernesto e Damares parece que não tinham nada de relevante a falar no contexto da reunião e preferiram falar alguma merda pra agradar o Bolsonaro. Weintraub reclamar de falta de empatia enquanto tentava manter a data do ENEM no meio da pandemia e xingando no twitter adolescentes que reclamavam disso é cômico.
Esperava que essa reunião fosse um show de horrores e até que me surpreendi. Só esses 3 ministros mesmo e o Bolsonaro que achei são bem desconectados da realidade.
Em geral acho que no máximo essa reunião acelera a queda do Weintraub.
submitted by dc-x to brasil [link] [comments]


2020.05.09 22:11 IBGE Ranking de convidados do nerdcast por número de participações

Tava com tempo livre, decidi tentar extrair estatísticas interessantes sobre o Nerdcast. Para você que gosta de números, eis o ranking de convidados do nerdcast, por número de participações:
Rank Participante Participações Primeira Data da Primeira Última Data da Última
1 Tucano 274 15 - X-Men nos Quadrinhos 25/05/2006 723 - Futurologia: O Pós-Corona 01/05/2020
2 JP 168 09 - Pérolas do RPG 21/04/2006 722 - Pandemias pela história 24/04/2020
3 Eduardo Spohr 162 13 - Google é meu pastor e nada me faltará 17/05/2006 722 - Pandemias pela história 24/04/2020
4 Carlos Voltor 141 01 - Super-Homem: Herói americano ou do mundo? 02/04/2006 708 - Mandalorian: A babá do baby Yoda 17/01/2020
5 Bluehand 113 10 - Nostalgia Tecnológica 28/04/2006 559 - Tecnologias do Futuro 3 17/03/2017
6 Sr.K 104 31 - DO IT NOW, DAMMIT! 22/09/2006 723 - Futurologia: O Pós-Corona 01/05/2020
7 Portuguesa 69 25 - Coca-Cola, Cheetos e Dança da Vassoura 04/08/2006 724 - Bariátricas Selvagens 2: Double Dumping 08/05/2020
8 Atila 63 249 - Evolução artificial da Seleção Natural 04/03/2011 723 - Futurologia: O Pós-Corona 01/05/2020
9 Affonso Solano 59 268 - Novos velhos games rebootados 15/07/2011 720 - Não vale usar Google! 10/04/2020
10 Caio Gomes 56 331 - Conjecturas sobre viagens no tempo 05/10/2012 715 - Você tem noção do perigo? 06/03/2020
11 Guga 54 38 - HQ no cinema: Passado e futuro 10/11/2006 548 - Rogue One: A Fan Service Story 23/12/2016
12 Sra. Jovem Nerd 52 25 - Coca-Cola, Cheetos e Dança da Vassoura 04/08/2006 705 - Pequenos Prazeres 2 20/12/2019
13 Rex 49 60 - Homem-Aranha – Back in Black! 04/05/2007 708 - Mandalorian: A babá do baby Yoda 17/01/2020
14 Mario Abbade 36 06 - V de Vingança 08/04/2006 126 - Rock n’ Roll – 70/80 05/09/2008
15 Andre Souza 35 339 - Distúrbios mentais 30/11/2012 719 - Saúde mental na quarentena 03/04/2020
16 Filipe Figueiredo 33 474 - A Batalha de Stalingrado 17/07/2015 722 - Pandemias pela história 24/04/2020
17 Diogo Braga 31 268 - Novos velhos games rebootados 15/07/2011 720 - Não vale usar Google! 10/04/2020
18 Fabio Yabu 29 105 - Fábio Yabu, o homem que matou o Jovem Nerd 21/03/2008 649 - Aquaman, uma estrela do mar #TurumTsss 07/12/2018
19 Jonny Ken 28 195 - Quem fez a internet 29/01/2010 609 - Nerdcast sem Fio 4 02/03/2018
20 Nick Ellis 28 85 - Nerdcast sem fio 01/11/2007 629 - Black Mirror precisa de um abraço! 20/07/2018
21 Beto Estrada 27 268 - Novos velhos games rebootados 15/07/2011 667 - Shazam nos quadrinhos 05/04/2019
22 Tresde 26 72 - Conspiração – “Constantinopla” 27/07/2007 641 - Traumas de Infância 2 12/10/2018
23 Android 25 186 - Isaac Asimov e seus escravos tchecos 06/11/2009 594 - Blade Runner 2049: menos noir e mais futurista 17/11/2017
24 Guga Mafra 24 358 - O Poder da Retórica 12/04/2013 705 - Pequenos Prazeres 2 20/12/2019
25 Leonel Caldela 24 379 - Literatura Fantástica Brasileira 06/09/2013 721 - Chegando no fundo do Poço 17/04/2020
26 Marco Gomes 23 211 - Profissão: Programador 28/05/2010 647 - Comidas Horríveis 23/11/2018
27 Cardoso 18 102 - Rambo: Missão Cumprida 29/02/2008 418 - Debate: #vaitercopa #nãovaitercopa 13/06/2014
28 Amigo Imaginario 16 27 - Animês – Dooka yoroshiku onegai itashimasu 18/08/2006 388 - O mundo conservado das embalagens 07/11/2013
29 Guilherme Briggs 16 94 - Max, Traga Minha Capa! – Entrevista com Guilherme Briggs 04/01/2008 564 - O lado bom da vida 21/04/2017
30 Marcelo Bassoli 15 599 - Star Wars: Os Últimos Jedi – Vem pro nosso lado! 22/12/2017 721 - Chegando no fundo do Poço 17/04/2020
31 Cris Dias 14 89 - Nerdca$h 30/11/2007 412 - Bugs e Gafanhotos Digitais 02/05/2014
32 Leila 12 611 - Histórias Desgraçadas 16/03/2018 713 - Gaveta: O deus do carnaval 21/02/2020
33 Gaveta 11 228 - Profissão: Mago dos Efeitos Visuais 24/09/2010 724 - Bariátricas Selvagens 2: Double Dumping 08/05/2020
34 Ana Arantes 10 492 - Divertida mente no divã 20/11/2015 719 - Saúde mental na quarentena 03/04/2020
35 Izzy Nobre 9 188 - Histórias de emigrantes 20/11/2009 534 - Pokemongo 16/09/2016
36 Lierson Mattenhauer 9 606 - Segredos dos Restaurantes 09/02/2018 713 - Gaveta: O deus do carnaval 21/02/2020
37 Pirula 9 398 - A Era dos Dinossauros 24/01/2014 681 - Reprogramação Quântica de Mindset 05/07/2019
38 Henrique Granado 8 54a - Star Wars – 20.000 Lactobacilos, vivos! 01/03/2007 622 - Han Solo: É o que tem pra hoje 01/06/2018
39 Jurandir Filho 8 99 - Oscar – Em 2008, o Nerdcast vai para… 08/02/2008 678 - Os Piores Crossovers 14/06/2019
40 Katiucha Barcelos 8 664 - Capitã Marvel: Representou? 15/03/2019 721 - Chegando no fundo do Poço 17/04/2020
41 David Preti 7 421 - Eu, colecionador 04/07/2014 712 - Assim que nasce o Corona 14/02/2020
42 Edney Souza 7 89 - Nerdca$h 30/11/2007 434 - Nerds Cervejeiros 03/10/2014
43 Francine 7 240 - Que fim levou…? 17/12/2010 625 - Permanentemente desgraçado da minha cabeça! 22/06/2018
44 Irado 7 207 - Bêbado e na Mão do Palhaço 2 30/04/2010 644 - Essa minha timidez 02/11/2018
45 Mauricio Saldanha 7 142 - Retrospectiva Nerd 2008 02/01/2009 375 - Breaking Bad: Chutando o Balde 09/08/2013
46 Rafael Calsaverini 7 324 - Alô criançada, o Bóson chegou! 17/08/2012 425 - A Ciência dos Super-Heróis 2 01/08/2014
47 Marcelo Forlani 6 99 - Oscar – Em 2008, o Nerdcast vai para… 08/02/2008 334 - Remakes relembrados 26/10/2012
48 Altay Souza 5 614 - Dormindo no ponto 06/04/2018 715 - Você tem noção do perigo? 06/03/2020
49 Carlos Merigo 5 57 - THIS IS SPARTA!!! 30/03/2007 440 - Making of Podcasts 13/11/2014
50 Dubox 5 27 - Animês – Dooka yoroshiku onegai itashimasu 18/08/2006 652 - O SOBRENATURAL NÃO ECZISTE! OU NÃO… 2 21/12/2018
51 Leo Lopes 5 307 - Nostalgia do humor brasileiro 20/04/2012 676 - Elton “Reginaldo” John: Gênio Extravagante 31/05/2019
52 Anderson Argentoni 4 58 - Tartarugas Mutantes Adolescentes Ninjas e Nerds 13/04/2007 121 - Nostalgia Animada – Parte 02 01/08/2008
53 Bia Kunze 4 85 - Nerdcast sem fio 01/11/2007 609 - Nerdcast sem Fio 4 02/03/2018
54 Borbs 4 49 - Oscar – E o Nerdcast vai para… 26/01/2007 329 - Bikini Girls with Machine Guns 2 21/09/2012
55 Bruno Carvalho 4 354 - O turno dos RTS games 15/03/2013 508 - A dimensão dos games de mundo aberto 18/03/2016
56 Evandro De Freitas 4 354 - O turno dos RTS games 15/03/2013 508 - A dimensão dos games de mundo aberto 18/03/2016
57 Marcela Versiani 4 390 - A Era de Battlefield 22/11/2013 621 - Profissão: Artista de Games 25/05/2018
58 Pri Ganiko 4 631 - League of Legends: Confia na call 03/08/2018 685 - MCU Fase 4 02/08/2019
59 Sergio Sacani 4 323 - Marte, Curiosity e a Fronteira Final 10/08/2012 670 - O buraco negro é mais embaixo 26/04/2019
60 Caue Moura 3 375 - Breaking Bad: Chutando o Balde 09/08/2013 418 - Debate: #vaitercopa #nãovaitercopa 13/06/2014
61 Fabio Lugar 3 398 - A Era dos Dinossauros 24/01/2014 572 - A origem da vida 16/06/2017
62 Guilherme Camillo 3 429 - Profissão: Cara do TI 29/08/2014 513 - Cloudcast 22/04/2016
63 Lady Lark 3 01 - Super-Homem: Herói americano ou do mundo? 02/04/2006 03 - Quadrinhos: A volta de Jason Todd (?!) 02/04/2006
64 Marcelinho 3 366 - Especial Dia dos Namorados 2013 07/06/2013 520 - Especial Dia dos Namorados 2016 10/06/2016
65 Marina Val 3 505 - Doctor… Who? 26/02/2016 664 - Capitã Marvel: Representou? 15/03/2019
66 Mauricio Cid 3 278 - Profissão: Blogueiro 23/09/2011 714 - Viajar é se f*der 4 28/02/2020
67 Max Valarezo 3 659 - Vidro todo Fragmentado, mas inquebrável 08/02/2019 710 - O Oscar 2020 vai para… 31/01/2020
68 Rogerio Bonfim 3 217 - As eleições da internet. Ou não. 09/07/2010 414 - Homem no volante, perigo constante 16/05/2014
69 Alek 2 429 - Profissão: Cara do TI 29/08/2014 481 - A Cronologia Metal Gear 04/09/2015
70 Alexander Stahlhoefer 2 574 - A Reforma Protestante 30/06/2017 588 - A Mãe segundo Aronofsky 06/10/2017
71 Alexandre Inagaki 2 217 - As eleições da internet. Ou não. 09/07/2010 255 - Como eram gostosas as pornochanchadas 15/04/2011
72 Almondega 2 222 - Nerdtour 2010 – Nobody tell nothing 13/08/2010 481 - A Cronologia Metal Gear 04/09/2015
73 Andre Gordirro 2 495 - A Revolução Star Wars 11/12/2015 497 - Star Wars VII – O despertar das emoções 25/12/2015
74 Andre Vianco 2 379 - Literatura Fantástica Brasileira 06/09/2013 435 - Criação de Mundos 10/10/2014
75 Barbara Russell 2 441 - Profissão: Engenheiro Civil 21/11/2014 636 - Viajar é se f*der 2 07/09/2018
76 Carlinhos Troll 2 580 - Road Trip 11/08/2017 585 - Junk Food 15/09/2017
77 Daniel Jezini 2 560 - Como funciona o Brasil: TCU 24/03/2017 626 - Como funciona o Brasil: Urna Eletrônica 29/06/2018
78 Dexter 2 369 - Profissão: Médico 28/06/2013 503 - Esse Zika é vírus! 11/02/2016
79 Erick Carvalho 2 57 - THIS IS SPARTA!!! 30/03/2007 704 - Traduzindo o Senhor dos Anéis 13/12/2019
80 Flavio Augusto 2 449 - Nômades Modernos 23/01/2015 470 - Expresso Empreendedor 5 19/06/2015
81 Gabriel Dread 2 384 - Minha Vida Não Convencional 11/10/2013 661 - Cultos, fanáticos e pelados 22/02/2019
82 Gica Yabu 2 311 - Decifrando Donnie Darko. Ou não. 18/05/2012 396 - Babycast 10/01/2014
83 Guilherme Novaes 2 604 - O Futuro da Educação 26/01/2018 612 - Blockchain, criptomoedas e lagosta 23/03/2018
84 Gustavo Guanabara 2 211 - Profissão: Programador 28/05/2010 332 - Profissão: Professor 12/10/2012
85 Hell 2 260 - A história das histórias em quadrinhos 20/05/2011 313 - HQ: Os Velhos Novos 52 01/06/2012
86 Ken Fujioka 2 169 - Profissão: Publicitário 10/07/2009 397 - Polêmicas da Publicidade 17/01/2014
87 Leon Martins 2 476 - Viajar é se f*der 31/07/2015 534 - Pokemongo 16/09/2016
88 Lucas "Marduk" Rampinelli 2 526 - A revolução buffada dos eSports 22/07/2016 631 - League of Legends: Confia na call 03/08/2018
89 Lucas Radaelli 2 256 - Cegos, nerds e loucos 22/04/2011 506 - Cegos, nerds e loucos 2 04/03/2016
90 Luquinhaz 2 638 - Profissão: Videomaker 21/09/2018 659 - Vidro todo Fragmentado, mas inquebrável 08/02/2019
91 Marcos Pontes 2 484 - Histórias de um mecânico espacial 25/09/2015 617 - A nova corrida espacial 27/04/2018
92 Mau Faccio 2 505 - Doctor… Who? 26/02/2016 717 - Nerds Vaidosos 20/03/2020
93 Mila 2 690 - O futuro (des)esperado das I.A.s 06/09/2019 698 - Filme bom, ciência ruim 01/11/2019
94 Pollar 2 71 - Transformers – Hora de morfar! 20/07/2007 95 - Japão – Quem tem Koku, tem Edo 11/01/2008
95 Sandro Magaldi 2 470 - Expresso Empreendedor 5 19/06/2015 604 - O Futuro da Educação 26/01/2018
96 Vinicius K-Max 2 346 - Hackers, Crackers e Dieckmans 18/01/2013 363 - The Deep, the bad and the dirty web 17/05/2013
97 Vinicius Schiavini 2 76a - Lost – Malditos Mind Games! 24/08/2007 111 - O Invencível Homem de Ferro… Velho 02/05/2008
98 Vivi 2 690 - O futuro (des)esperado das I.A.s 06/09/2019 698 - Filme bom, ciência ruim 01/11/2019
99 Yasodara Cordova 2 642 - Privacidade na Internet 19/10/2018 690 - O futuro (des)esperado das I.A.s 06/09/2019
Notas: só inclui o programa principal (e não NerdTech, empreendendor, etc) e apenas quem teve pelo menos duas participações. Feito com dados dos episódios 1 a 724. Pode conter pequenos erros.
De bônus, algumas curiosidades sobre participações que encontrei no processo:
Convidado que sumiu por mais tempo antes de voltar: Erick Carvalho, por quase 13 anos entre o 57 - THIS IS SPARTA!!! e o 704 - Traduzindo o Senhor dos Anéis . Os próximos da lista são Dubox (222 ao 652, 8 anos), Henrique Granado (220 ao 548, 6.5 anos), Cid (427 ao 714, 5.5 anos), Gabriel Dread (384 ao 661, 5.5 anos) e Irado (207 ao 480, 5.5 anos)
Nerdcast com mais participantes: 632 - O mundo depois de Thanos (10: Alottoni, Átila, Caio Gomes, Eduardo Spohr, Filipe Figueiredo, Marco Gomes, Pirula, Sr. K, Tucano e Azaghal). Como apontou u/NukeNipples, o 632 na verdade só tem 5 participantes. O nerdcast com mais participantes de verdade, então, provavelmente é o 219 - Lost: Desabafo!, com 9: Alottoni, Fábio Yabu, JP, Tucano, Maurício Saldanha, Nick Ellis, Android, Eduardo Spohr, e Azaghal.
Sugestões de outras estatíticas interessantes para calcular são bem vindas.
submitted by IBGE to jovemnerd [link] [comments]


2020.04.06 04:03 dianatschay Solidão

Eu nem sei por onde começar isso aqui. Tenho 20 anos e tenho depressão clínica diagnosticada desde os 11. Tomo medicação desde os 12, hoje tomo cerca 10 comprimidos por dia só de antidepressivo e ansiolítico, devido a esse tratamento a longa data, sou quimicamente dependente de clonazepan. Como isso se apresentou na minha vida desde novinha (eu não tinha nem tido a primeira menstruação), não consegui “aprender” como me socializar, desenvolver e manter qualquer tipo de relacionamento (amigável ou amoroso), sempre tive a autoestima muito baixa, sempre foi eu por mim. Creio que na adolescência (a partir dos 13) foi o período mais difícil, além da autoestima baixa, tive problemas com acne e o meu biotipo não se encaixa nos padrões estéticos. E lá veio o bullying... Tive muita dificuldade em fazer amizades em detrimento de tudo isso... Na época eu gostaria de ser igual as outras meninas, gostaria da aprovação delxs. Mas os momentos em que eu mais me lembro foram os de automutilação, choro escondido, pensamentos suicidas e autodestrutivos. Minhas experiências adolescentes foram tardias. Hoje estou na faculdade, pouco disso mudou... Ainda tenho a dificuldade em me relacionar com as pessoas, sei fazer amizades mas o difícil é desenvolvê-las e mantê-las, continuo com a minha autoestima praticamente inexistente e a sensação de impotência e substituição lá no alto. Já lidei com tanta rejeição no campo afetivo que sinto que não mereço ser amada, nunca me pedem pra ficar, nunca me pedem pra voltar. Sempre vai ter uma pessoa melhor do que eu... E essa quarentena está sendo um inferno porque eu simplesmente não tenho contato com praticamente ninguém (a não ser pais). Se tive uma conversa, foram com duas pessoas no máximo e fui eu quem iniciei, porque se eu dependesse de iniciativa delas, não haveria conversa. Sou filha única, estou me sentindo muito sozinha e percebo que a minha presença na vida de algumas pessoas é indiferente porque ninguém quer saber como eu estou. Se estou bem, o que estou fazendo. É como se eu tivesse morrido. Meus pensamentos autodestrutivos estão a mil em minha mente e eu acho que vou fazer alguma besteira.
É isso, só queria que alguém soubesse como estou me sentindo. Alguém que tenha depressão clínica tem tido alguma crise por conta dessa quarentena?
submitted by dianatschay to desabafos [link] [comments]


2020.01.28 16:23 wq1119 AVISO: Você tem até o dia 31 de Janeiro para salvar os conteúdos do Yahoo! Grupos que serão deletados em 31 de Janeiro - Arquive os seus grupos agora para preservar boas memórias e história da internet para o futuro.

2 Meses atrás eu fiz um post detalhando que todos os grupos do Yahoo seriam fechados em 14 de Dezembro, mas o Yahoo ampliou este prazo para 31 de Janeiro, então agora mesmo é a sua última chance de baixar tudo que tinha lá, caso você ainda não saiba disso.
https://groups.yahoo.com/neo/getmydata
Talvez você se lembre entre 2001-2009 de estar conversando sobre videogames, filmes, desenhos, música, notícias, viagens, humor, ou apenas batendo um papo com seus amigos no Grupos Yahoo! - pois então, todas essas lembranças desde 1998 serão perdidas para sempre em 31 de Janeiro de 2020 caso você não arquive isso até lá.
A internet muda muito, e vários sites dessa época estão sendo fechados rápidamente por causa de serem trocados outros gigantes como o Instagram, Twitter, e Facebook, eu fico realmente triste ao ver isso, sendo que estamos na era digital aonde temos jeito de preservar tudo, já perdi a conta de quantos sites e serviços famosos fecharam nessa última década, então imagine só a quantidade de sites que serão fechados na década de 2020 e no futuro a seguir.
Ao invés de livros que queimam, fotos que são perdidas, ou fitas VHS que estragam, na internet você pode preservar tudo isso para sempre - mas apenas no momento que é possível, imagina o quão legal deve ser você como um véio mostrar as suas merdapostagens de 2006 para o seus netos adolescentes em 2071?!, precisamos preservar sites para gerações futuras! ou simplesmente por quê temos interesse de ler coisas dessa época, como no meu caso.
Pois então, aqui está o anúncio do próprio Yahoo: https://help.yahoo.com/kb/groups/SLN31010.html
  • What features will go away?
Files
Polls
Links
Photos
Folders
Calendar
Database
Attachments
Conversations
Email Updates
Message Digest
Message History
TLDR, basicamente tudo desaparecerá.
Agora, é possível sim arquivar o conteúdo dos grupos para leitura offline ou arquivação em sites como a WaybackMachine, eu nunca tive uma conta no Yahoo! portanto eu não entendo muito bem como isso tudo funciona, mas sei que você poderá salvar a data do grupo se você for um admin semelhante com o Google Takeout:
  • How can I keep my Yahoo Groups content?
Photos and files can be saved right from the Yahoo Groups site, or you can download your data from the Privacy Dashboard.
Agora, se você não for um admin e não tiver acesso para baixar o conteúdo do grupo, tente entrar em contato com os caras do ArchiveTeam ou seguir as instruções do /DataHoarder aqui no Reddit:
O pessoal do /DataHoarder fez uma atualização sobre a situação dos arquivamentos dos grupos, leia bem o post.
https://www.archiveteam.org/index.php?title=Yahoo!_Groups
https://github.com/davidferguson/yahoogroups-joiner
https://www.reddit.com/DataHoardecomments/dipcj6/all_of_yahoo_groups_is_being_rm_rfd_december_14/
https://www.reddit.com/DataHoardecomments/dqoa9u/help_us_save_as_many_yahoo_groups_as_possible/
Como eu já disse, eu nunca usei o Yahoo! Grupos mas mesmo assim quero fazer esse PSA para quem quer ajudar a preservar história da internet, ou na maioria das vezes, memórias pessoais, espero que tudo dê certo com vocês que estão arquivando.
submitted by wq1119 to brasil [link] [comments]


2020.01.19 14:18 eudurmopelado Eu vi o post do cara que citou sociólogo inexistente e lembrei de um relato que aconteceu comigo sobre vestibular.

Eu morava, em 2002, numa cidade que até aquela época não tinha faculdade pública ou privada. Para estudar o pessoal ou ia para a capital ou para a segunda maior cidade do Estado, que ficava a uns 350 km da minha, e era o local mais próximo para fazer algum curso de graduação, geralmente, em faculdade federal ou estadual.
Minha mãe, dona da minha vontade, é claro, como é toda mãe com qualquer adolescente perdido no mundo, exigiu que eu fosse fazer o vestibular da federal daquele ano.
Eu, péssimo aluno, que passava de ano sempre arrastado, com a "barriga na faca", sabia que só ia desperdiçar dinheiro dela fazendo esse trajeto de ida e volta. Eu não pagaria hospedagem, mas a gente era pobre na época, não tão pobre que não pudesse arcar com a empreitada, mas o dinheiro da viagem toda poderia ser investido em coisas úteis.
Porém, de tanto minha mãe insistir, eu me inscrevi e fui fazer o maldito vestibular.
Detalhe: ele possuía duas fases, uma você fazia a prova objetiva e a outra, a redação. Mas, eram em datas diferentes, então, seriam sempre duas viagens.
Claro que eu iria fazer apenas uma viagem, pois, iria reprovar na primeira fase. Decidi zuar com a prova e no dia da objetiva eu marquei apenas letra C.
No retorno para casa eu via meus colegas de escola (fretamos uma van) todos excitados com a prova dizendo que foram bem e tal, e eu ali olhando a paisagem pensando: meu trabalho está feito...
O resultado foi que eu fiz 70 e tantos pontos de 100 e tive de voltar na outra data para fazer a segunda fase, gastar mais dinheiro, e reprovar, porque eu não tinha estudado mesmo.
submitted by eudurmopelado to brasil [link] [comments]


2020.01.17 16:27 lpbms11 "Orquídea - 10 segundos à Canidelo"

Alguém sabe a veracidade por detras deste vídeo ou é meramente mito urbano? O vídeo existe, eu já o vi. Data de algures entre 2006 e 2008.
Resumo dos factos dados como certos
Uma rapariga claramente adolescente é filmada a ter relações sexuais com pelo menos 2 outros adolescentes, sendo que um terceiro apenas filma incita ao ato e utiliza a expressão pela qual o vídeo se tornou conhecido, quando diz a um dos que está a praticar o ato sexual para realizar "10 segundos à canidelo".
Factos não apurados
Idade - segundo o que li pela internet, a rapariga teria entre 14-19 anos e chamar-se-ia Orquidea, ou Kika, como seria conhecida popularmente.
Origem dos factos - segundo o que consta, a Orquídea teria um namorado que era jogador do Canidelo. E aqui surgem 2 teorias:
1 - Ela teria sido traída pelo tal namorado e, como vingança, manteve relações com mais 2 jogadores da equipa, com o objetivo de humilhar o namorado.
2 - Ela teria tido algum tipo de desentendimento de origem desconhecida com o namorado e, como vingança, decidiu ter relações sexuais com alguns jogadores da equipa. No decorrer deste ato, estavam presentes vários outros jogadores do Canidelo que acabariam por violar a rapariga. No total, ela teria mantido relações sexuais não consentidas com cerca de 10 jogadores do Canidelo, o que não ficou registado no vídeo e terá levado ao pai da rapariga a querer processar os intervenientes.
Consequências dos factos
O vídeo tornou-se viral, mesmo naquela altura. E, supostamente, de alguma forma o namorado teria desculpado o ato da rapariga e a mesma teria fugido com ele para Lisboa, onde terá tentado seguir com a vida. Acabou, no entanto, por ser apanhada pelo pai e retornar ao norte. Terá chegado a frequentar uma instituição de ensino superior privada, mas o bullying que sofreu foi sempre uma constante. O desfecho da história terá sido o suicídio da rapariga numa linha de comboio, em Gaia, supostamente, "trucidada".
Veredito
Ora tudo isto parece-me muito estranho. Há fóruns imensos de pessoas a falar sobre essa história mas a verdade é que não existe uma única notícia na comunicação social sobre o caso nem tão pouco sobre o suicídio o que me leva achar que isso não passa de um mito urbano. Numa altura de tanta sede por sangue das TVs, fosse a CMTV, ou a Alexandra Borges, ou a Ana Leal, já teriam ido recuperar esta história e haveria pelo menos uma notícia nem que fosse com a morte da rapariga, já não falo duma reportagem com close up na cara dos pais a chorarem a vida da filha. Sendo que não existe rigorosamente nada a não ser muita conversa em fóruns, só me leva a crer que muita gente anda a espalhar esta história como verdadeira quando na realidade não o é. A não ser que existam "provas" que eu não tenha encontrado. Era isto. Queria deixar a minha marca sobre este caso, pode ser que também apareça nas pesquisas do google e esclareça os próximos.
submitted by lpbms11 to portugal [link] [comments]


2020.01.09 15:09 exsoldierakechi Algumas dicas que podem ajudar a conseguir ou manter um emprego.

Aviso post longo! Edit: Obrigado pelos silver ninja!
Colegas do reddit, tinha feito esse post na bolha mas como alguns comentaram pedindo pra trazer pra cá no tópico que fiz sobre a recepção deles lá ( https://www.reddit.com/brasilivre/comments/em3aas/a_bolha_%C3%A9_foda_mesmo_achei_que_era_exagero_mas/ ) Resolvi refazer o post aqui.
Talvez eu troque algumas palavras pois apaguei o post lá de desgosto, mas a idéia é postar aqui e talvez ajudar um ou outro que esteja precisando, as vezes dá uma força extra, vou adicionar alguns pontos que não adicionei antes que podem ajudar.
Lembrando que não sou do RH, trabalho direto na produção e faço a seleção de novos funcionários ou passo direto pra direção quando precisa ter alguma demissão, meu cargo é o intermediário entre um gerente e um diretor, a empresa tem cerca de 100 funcionários e não é nenhuma multinacional. Também acompanho contratações de pessoal pro administrativo ou dou sugestões e afins, então acompanho alguns casos. Boa parte das empresas que não são gigantes não tem um "RH" pra fazer contratações, afinal quem sabe a necessidade real da produção e o perfil necessário é quem tá todo dia no chão de fábrica.
Também vou comentar alguns empregos que você pode conseguir com pouco/nenhum investimento que podem dar retorno e tem uma demanda alta no mercado.
Alguns desses pontos pra você pode parecer discriminação, ou reclamação gratuita, mas eu não vim dizer que tá certo ou errado, só como é pela experiência nesse e em outros trabalhos.Bora lá!
Procurando emprego:
-Se você se formou depois dos 17 anos no ensino médio, é jovem e está procurando emprego, saiba que algumas portas já se fecharam pois isso pode ser mal visto por alguns patrões como preguiça ou falta de interesse, lembra quando os pais mandavam estudar? pois é. Então se você é jovem ou adolescente, corre atrás e vá estudar! Meu patrão mesmo já diz "se não quis nem estudar, quanto mais trabalhar pra valer".
-Acorde cedo. Se esforce e mantenha apresentável, vá em empresas e lugares que ninguém foi, mesmo que um pouco mais afastado. descubra onde é o polo industrial mais próximo da sua casa/cidade, vá até lá e veja quais são as opções. As vezes você pode dar sorte. Já tivemos muitos jovens que nem olhamos o curriculo com remela na cara as 11 da manhã e todo desleixado de chinelo entregando curriculo. Sei que tá dificil e desmotiva alguns, mas não desmotivar é o que te torna diferente e faz ser visivel a diferença só de olhar pra você.
-Tenha boas referências. Considerando a era que estamos é quase certeza que seu facebook vai ser visto. Nenhum empresa quer um funcionário que posta conteúdo racista e agressivo, um detalhe particular que minha empresa se encaixa é que ela corta automaticamente quem posta que bebe demais domingo a noite. Pois já tivemos vários problemas com funcionários faltando segunda feira por estar "com dor de cabeça".
-Empregos com insalubridade. Algumas pessoas podem ter receios mas boa parte deles tem uma demanda alta por novos funcionários e seguindo todas normas de segurança, você não vai ter risco algum ou quase nulo. Além do adicional que pode variar de 10 a 40%. Vale lembrar que isso não se aplica a todas as vagas.
-Saiba com quem falar. Observe a empresa, quando for entregar um currículo abra o site dela no celular, da pra ter noção do tamanho só de ver as fotos ou se a mesma nem tiver um site. Se for uma empresa pequena, tente falar diretamente com alguém responsável, seja simpático mas não force a barra, pois as pessoas costumam estar ocupadas, mas com sorte elas tem ali 1~2 minutos pra falar com você. Não esqueça de agradecer pela pessoa pegar o currículo ao menos olhando ela nos olhos e não aquele "bigado" já saindo andando.Isso é muito mais fácil em coisas do tipo mecânica, eletricista, borracharias e outros comércios com trabalho mais puxado, pois costumam ter poucos funcionários e geralmente é só o dono e mais um ou dois.
-Olhe o crachá das pessoas. Caso entregue um currículo ou qualquer coisa do tipo pra uma recepcionista, porteiro ou afins, olhe o crachá da pessoa se possível e diga "bom dia, fulano", "obrigado fulano" e "conto com você fulano" quando se despedir. Isso cria um vínculo mesmo que leve e a pessoa vai se lembrar melhor. Além do psicológico do "conto com você" dar uma motivação extra involuntária. Tratar as pessoas como pessoas e não como uniformes ajuda bastante.
-Pegue empregos indesejáveis. As vezes você se formou em algo como ciência da computação mas só tem emprego vago no McDonalds? Paciência, emprego é emprego, e as contas não perguntam de onde vem o dinheiro mas tem que ser pagas de qualquer forma. Não é humilhação servir os outros, e é algo que até mesmo diretores de empresa tem que fazer as vezes.
-Está dificil, mas não impossível. Você procurou em todos lugares? tem disponibilidade pra ir pra longe? foi em LITERALMENTE todos os lugares possíveis? Ficou de olho naquele Subway ou Burguer King que acabou de inaugurar? viu algum canteiro de obras mais informal ou alguém construindo uma casa num bairro afastado? Vale a pena dar uma conferida, o que você tem a perder?
-Seja oportunista da forma certa. Pode parecer pesado mas infelizmente se alguém sai, outro precisa entrar. Se alguém perder o emprego existe uma boa chance de a vaga dessa pessoa estar disponível. As vezes não era o perfil dela, ou ela arranjou algo melhor. Vale a pena falar com a pessoa se tiver a abertura pra isso.,meu cunhado arranjou um trabalho de garçom após ir na despedida de um amigo que foi morar no exterior dessa forma.
Dicas pro currículo:
-Adicione o campo de estado civil e idade. As vezes uma empresa pode querer um perfil de funcionário específico. Minha empresa contratou um jovem essa semana pois precisavamos de pessoas dispostas a aprender um trabalho do zero que não da pra aprender em cursos por aí. Então não podiamos pegar ninguém mais velho pra não trazer vícios de outros empregos. Por outro lado, pra uma função de maior confiança, a contratação foi de um pai de família pois por ele ter dependentes, ele arriscaria menos tomar decisões que pudessem causar uma demissão. Se está certo ou errado eu não sei, mas eu sei que na hora de desempatar são coisas que contam.
-Se você não tem vícios, escreva "Sem Vícios". Mas não faça isso se você bebe/fuma/usa drogas, pois quando descoberto pode causar vários problemas. Algumas empresas que trabalhei tem isso como um diferencial na hora de desempatar. Minha empresa por exemplo trabalha com produtos inflamáveis então se você fuma, seu "intervalo" pra isso acaba sendo maior por precisar sair das dependências dela pra isso por exemplo.
-Não encha linguiça. Aqueles campos que o povo adiciona objetivos, seja direto e claro. Não fique com textinho "Garanto desempenhar minhas funções com dedicação e bla bla bla" Porquê não adiciona em nada e 90% dos casos sabemos que você nem lê aquilo, quanto mais nós.
-Saiba destacar seus pontos fortes. Se você tem horários flexível, consegue trabalhar sob pressão, pontualidade e afins, adicione em um campo com seus talentos. Não force a barra pra não parecer exagerado, apenas 2 ou 3 pontos que você enxerga em você. Um dos maiores diferenciais em alguns empregos em empresas um pouco maiores que pode colocar é "facilidade em observar soluções pra problemas comuns" caso você de fato consiga fazer isso (e não seja pau no cu com isso caso contratado, saiba falar).
-Muitos empregos curtos em sequência sem crescimento mancham seu currículo. Como vão contratar alguém que ficou 6 meses em cada lugar, 4 lugares diferentes seguidos, em empregos "de entrada/mínimos"? Se você não conseguiu manter um emprego além do período necessário pra coleta de benefícios do governo, em alguns lugares isso pode afetar. Me lembro de ver um currículo uma vez e dizer "caraca, esse cara tem muito experiência" e o dono só comentar "ele tem é pouca estabilidade... olha a data de entrada e saída de cada lugar que trabalhou e o tempo de intervalo entre eles." Cada caso é um caso mas isso pode influenciar.
-Se você está disposto a trabalhar fora da sua área, marque isso no currículo. E omita algumas qualificações que não adicionam muito, dito isso;
-Tenha 2 currículos diferentes. Um pra sua área de formação/pretenção e um pra uso geral. No de uso geral você não vai adicionar "domínio de javascript" por exemplo pois um chefe de padaria não vai nem saber que porra é essa e vai achar que você é um universitário super caro e não alguém desesperado. Saiba quando e onde entregar cada currículo.
-Sempre tenha um currículo quando possível. Nunca se sabe quando você vai dar um rolê no shopping com alguém e vai ver um "procura-se". Não é vergonha aproveitar uma chance, e se estiver com um namorado(a)/marido/esposa/etc , ela deveria dar total apoio pra você aproveitar uma parada rápida. Está com mochila/bolsa? Curriculo dentro.
-Se você tem filhos, adicione "Casado, com filhos". Isso aumenta em alguns casos a questão da confiança de você querer manter o emprego, e em um eventual corte (como já ocorreu em um emprego anterior) o patrão falou "já que vamos cortar, corta quem não tem filhos antes..." Já me disseram que isso é ilegal mas independente disso, PODE acontecer.
-Mantenha o currículo em bom estado, sem amassados, com escrita decente, fonte clara (Arial ou Verdana) e sem firulas demais.
-Se inscreva em agências regionais e sites,mas não se prenda a eles.
-Quanto mais tempo você fica parado, mais dificil é arrumar trabalho, tenha isso em mente e não desista, não é impossível.
Dicas pra entrevista
-Não se atrase. E não adianta reclamar que o entrevistador atrasou ou como isso é injusto. Ele também tá errado mas ele já ta com o dele garantido. E você nunca sabe o motivo pelo atraso. Eu mesmo já atrasei uma entrevista em 40 minutos pra resolver um problema urgente de um cliente que trouxe uma economia de 300 mil pra ele. Você vale 300 mil pra empresa? O candidato perdeu a vaga por surtar com o atraso.
-Se vista adequadamente, fale adequadamente, seja simpático e sincero. Não force ou seja falso só seja você mesmo. Uma dica é falar como se estivesse falando com um professor que está corrigindo sua prova. Ele não tem motivos pra ter raiva de você mas ele espera seu melhor pois ele quer você ali, se tudo começar a sair uma merda, ele não vai ter interesse.
-Não dê respostas prontas pra perguntas prontas, não tente aumentar histórias, ser inconveniente ou enrolar o cara. pra cada entrevista que você vai o entrevistador faz 10x mais e vai te bater por simples experiência. Não diga que sabe algo que não sabe.
-As vezes ele não vai com sua cara, e não vai te contratar, as vezes por bons ou maus motivos. Mantenha a porta aberta e seja educado ainda assim, e "te ligamos" não é um não disfarçado sempre. As vezes a pessoa tem mais de uma boa opção e precisa analisar as opções.
-Se prepare. pesquise a empresa, o site, leia relatos em sites como Glassdoor e LinkedIn, saiba sobre o lugar que vai trabalhar. Você vai passar ao menos 1/3 do seu dia lá dentro.
Dicas após contratado:
-Não se atrase, não falte, não enrole, faça seu trabalho. Não tente ser esperto, não vacila!
-Não é porque existe "atestado médico" que a direção é troxa e não sabe que você está abusando. Use com bom senso pra não ficar queimado.
-As vezes você vai fazer coisas que não são da sua área. Isso faz parte e muitas vezes não é ideal, mas 5 minutos a mais no fim do dia quando você vê seu chefe carregando algum material urgente ou precisando imprimir alguma coisa e levar em outro setor urgente não vão te custar nada e dão destaque. Só não pode ser algo diário, mas em exceções é o que faz a diferença.
-Aprenda sobre o trabalho dos outros. Se você tem flexibilidade pra andar por outros setores, falar com funcionários (falar, não enrolar), observe o trabalho, pergunte como faz, se mostre interessado. Ajude o setor que empacota a fechar caixas, passa durex, da uma força. São esses funcionários que fazem a diferença. Vale lembrar que isso não se aplica a todas vagas ou lugares. Na empresa onde trabalho a moça que entrou com salário de 700 reais como recepcionista 15 anos atrás hoje é a administradora geral que cuida de todo escritório, RH e financeiro, e tem salário de mais de 6000 só com uma graduação de adm, e um dos pontos que ela sempre comentou foi "no final do dia eu anotava tudo que fiz no dia em um caderno e tudo que ia ter pendente no dia seguinte, assim eu sempre sabia o que precisava e um dia tinha uma informação crítica aqui que passou despercebido por uma das vendedoras. Fui promovida na hora".
-Nunca dê 100% de si, dê 90%. Assim quando a empresa passar por uma correria, ou aperto, você pode dar 100% sem se desgastar e pode fazer a diferença.
-Aproveite as oportunidades de horas extras quando puder. Além do dinheiro extra, você se mostra alguém comprometido.
-Não fique pendurado no celular, enrolando no banheiro, ou fazendo coisas que claramente você perde tempo. Ninguém é burro de não perceber a longo prazo. Caso tenha necessidade disso por emergência ou dor de barriga, discretamente comente com um superior ou alguém responsável como "nossa, comi alguma coisa que pesou, seloco" ou algo do tipo. Ou se está esperando o contato de alguém importante.
-Siga as regras. Não roube materiais da empresa pois você vai se queimar nela e em várias oportunidades futuras. Não assedie os/as colegas de trabalho, não importa o quão bonito/a ele/a seja. Mantenha o profissionalismo (E se a empresa autoriza relacionamento entre funcionários E for reciproco, mantenha fora do local de trabalho).Não grite por mais que seu chefe grite ou aja igual babaca, mantenha o nível, saiba respeitar e exija respeito.
Dicas de bons empregos pra se procurar:
-Professor de Inglês : boa parte do reddit ao menos tem um inglês razoável. Se você consegue falar bem e explicar a um nível aceitável, Escolas de inglês SEMPRE estão procurando professores. E eles vão te treinar totalmente sobre como fazer isso. Escolas mais fuleiras (como a DataByte ou Microlins) costumam pagar entre 10 e 15 reais a hora, e em minha entrevista ele estava tão desesperado que não tinha ninguém pra fazer a entrevista em inglês e só pediu pra ler 2 paginas de um livro e já era. Em escolas intermediárias (PBF, CNA, etc) o salário pode ser de 12~18 reais por hora (alguns sendo registrado por dias, como empregos convencionais) e a entrevista geralmente é um teste escrito e uma curta conversa. Em escolas de mais nome (Cultura Inglesa, Wizard-onde trabalhei-) O salário inicial é na faixa de 18~19 reais a hora, após 6 meses se dedicando é normal te darem turmas pra cargas de até 100~120 horas mensais caso você tenha interesse. Isso sem experiência anterior, sem certificado ou requisitos absurdos, só saber falar e explicar, e eles ainda te dão curso/treinamento completo caso precise sobre postura em sala, liderança e afins. Quando saí de lá após 4 anos já tinha salário de 26 reais a hora, MUITOS contatos com ex alunos, colegas e pessoas legais e ajudou muito no crescimento profissional. Nada mal pra um emprego que não exigiu experiência, todo semestre tinha 2~3 contratações e um ambiente extremamente aconchegante e animado de trabalho(porém puxado). Muitos colegas tiveram seu primeiro emprego lá e acabaram pegando amor pelo trabalho e hoje são excelentes professores. Faça um simulado de TOEIC online e se você acertou 60~70%, muito provavelmente você já tem o nível necessário pra dar aula, ao menos da língua. Além de desenvolver MUITO meu vocabulário com detalhes novos, eu e outros professores não tinhamos problema algum em tirar duvidas bobas ou formas de explicar pra colegas menos experientes.
-Lanchonetes de fast food: Não preciso nem dizer pois é o emprego de entrada, quase sempre tem vagas, mas é um trabalho miserável, porém da pra pagar as contas.
-Aux de Enfermagem: Involve um custo inicial pra estudar, mas tem muita oferta de trabalho em UPAS (eles terceirizam alguns funcionários pela rotatividade alta), é um trabalho DOENTE de puxado mas rende um salário bom geralmente em escala 12/36. Além de te dar experiência invejavel pra area da saúde. Vale a pena se você não sabe o que quer da vida e tem vontade de entrar nessa área.
Técnico em Química: Isso depende muito da região mas minha empressa é dessa área, e sofremos MUITO, MUITO MESMO com a falta tanto de profissionais qualificados quanto de gente começando na área. Já tivemos funcionarios com seus 19 anos, que oferecemos pra PAGAR os estudos pra ele subir de cargo da expedição pro laboratório e ele não quis por "ser complicado", não é um curso fácil mas não é um bixo de sete cabeças. A técnica mais antiga aqui tem salário de 5000 reais e não tem faculdade. Inclusive vale analisar que alguns cargos da area simplesmente não tem um curso preparatório e precisam ser aprendidos em campo e com o tempo, então tudo nessa area tem uma boa perspectiva de carreira.
Empregos "Trades": Encanador, Eletricista, Mecânico e afins de qualidade sempre estão em falta. E muitos deles estão abertos a ter um "aprendiz", se você as vezes tem seus 15~16 anos, e conhece algum daqueles pequenos de bairro, ofereça pra ficar 2~3 horas depois da aula alguns dias só pra aprender como é, são empregos que pagam bem e tem falta de bons profissionais. Além de abrir uma porta pro futuro.
Bom é isso ai, espero que seja útil pra alguns de vocês, qualquer duvida posso tentar responder aqui e desejo boa sorte na caçada de 2020!
submitted by exsoldierakechi to brasilivre [link] [comments]


2019.12.14 18:16 JairBolsogato Dados são o novo Petróleo: num futuro próximo, seu histórico online vai destruir sua liberdade (não só para Chineses)

Todos os dias você voluntariamente fornece centenas de items de dados para empresas gigantes de bilhões de dólares.

No pior cenário possível, como todos esses dados poderiam ser usados ​​contra você se alguma empresa ou talvez o governo tivesse motivação para fazê-lo? A resposta pode ser aterradora.
Vamos dar uma olhada onde já estão usando os dados das pessoas para testar os limites dos direitos humanos: China.
A China é dirigida por um partido comunista e eles começaram a mostrar ao mundo o quão distópico um país pode se tornar na era digital. Você já deve ter ouvido falar sobre o sistema de crédito social atualmente sendo testado em toda a China. Essa idéia existe desde 2001 e espera-se que esteja totalmente operacional em toda a China continental até 2020, afetando e controlando 1,4 bilhão de pessoas.
Caso você não tenha ouvido falar disso, aqui está uma rápida descrição: cada cidadão recebe uma pontuação de crédito social que é semelhante à pontuação de crédito financeiro que temos no Ocidente que aria de 350 a 950. O cidadão pode aumentar sua pontuação de crédito social realizando boas ações, como denunciando crimes, doando sangue e executando feitos heróicos (e o que eles consideram heróico?).
Mas a pontuação cairá se o cidadão passar a cometer crimes, atravessar o cruzamento com sinal vermelho, falar alto em público ou jogar pontas de cigarro ou fruta no chão. Mas isso fica ainda mais assustador ao vermos que o objetivo é que todo o sistema seja automatizado e a China está trabalhando com empresas privadas para desenvolver ativamente sistemas de Inteligência Artificial que monitoram cidadãos 24 horas por dia online e offline.
A China atualmente possui a maior rede de câmeras do mundo, com mais de 200 milhões de câmeras atualmente instaladas em todo o país e o governo diz que pretende aumentar para 600 milhões até 2020. Mas esse sistema de câmeras da China tem uma diferença perturbadora, pois é alimentado por inteligência artificial. O sistema na China pode reconhecer rostos em uma fração de segundo e combiná-lo com um enorme banco de dados de mais de um bilhão de pessoas.
Ele pode até reconhecer o que as pessoas estão fazendo em tempo real, se estão atravessando a rua ilegalmente, se eles estão discutindo com alguém que a câmera reconhece e, se detectar tal atividade, pode deduzir automaticamente alguns pontos da pontuação de crédito social dos indivíduos. As câmeras são capazes de reconhecer os números das placas e podem fazer exatamente o mesmo por mau comportamento ao dirigir.
O sistema de crédito também abrange processadores de pagamento chineses, como o Ali Pay, que ajudaram o governo a desenvolver algoritmos que podem ajustar automaticamente a pontuação de crédito social de um indivíduo com base no seu padrão de consumo, por exemplo, se alguém compra regularmente cerveja e pode indicar que é alcoólatra. Assim, os pontos também serão deduzidos pela compra de muitos videogames e cerveja se forem uma grande parte do gasto mensal (isso me deixaria completamente ferrado!)
Se uma mulher comprar fraldas, de acordo com o governo, isso indica personalidade responsável e, assim, sua pontuação de crédito social receberá um impulso automático. Se um indivíduo se casa com alguém com uma pontuação de crédito social mais baixa do que ele, a pontuação mais alta é puxada para baixo.
Como você pode imaginar, esse sistema aterrorizante atua no mundo on-line. O governo chinês monitora as postagens de mídia social e a atividade de navegação na web de todos os seus cidadãos. Se eles postarem algo negativo sobre a China ou o Partido Comunista, sua pontuação será reduzida da mesma forma que qualquer atividade on-line que a China julgue negativa, como enviar posts com raiva ou simplesmente visitar os vários sites, isso colocará marcas negras nos registros com baixa pontuação.
As pessoas com classificações de crédito social baixas são expostas e envergonhadas em grandes outdoors digitais públicos em shopping centers, nas estações de trem. Eles mostram os nomes dos rostos dos residentes locais com as pontuações mais baixas. Existe até um aplicativo móvel que mostra os nomes e os locais de qualquer pessoa com uma pontuação baixa. Na sua vizinhança em tempo real, os chamados cidadãos-modelo serão venerados em outdoors nas praças da cidade.
Se a pontuação de crédito social cai abaixo de um certo limite, o cidadão é automaticamente colocado em uma lista negra. Esses indivíduos são proibidos de comprar bilhetes de trem ou avião. Eles não podem solicitar um empréstimo ou alugar um apartamento. Talvez nem consigam mais serviço de telefone e mídias sociais pois as contas são fechadas.

Eles são efetivamente forçados para fora da sociedade e se tornam prisioneiros dentro de sua própria casa, geralmente sem cometer nenhum crime.

Outra parte assustadora do sistema de crédito social da China não é o sistema em si, mas como o povo da China parece aceitar isso abertamente. Sempre que jornalistas ocidentais entrevistaram cidadãos chineses tudo o que eles faziam era elogiar o quanto isso melhorou suas vidas e a comunidade. Chineses que escaparam do sistema contam uma história completamente diferente e ainda mais distópica. Falar negativamente sobre o sistema é motivo para represálias.
Todo esse sistema naturalmente parece mais totalitário para qualquer ocidental, porque somos criados com liberdades genuínas e uma mentalidade individualista, enquanto a China tem uma história do estado governando com punho de ferro e o povo é criado com uma mentalidade coletivista onde o estado é priorizado sobre qualquer indivíduo.
Não se sabe se um sistema de crédito social seria ou não implementado no Ocidente por causa dos direitos humanos básicos. Todos esperamos que não seja, mas...

...a quantidade de dados que você entrega voluntariamente para as empresas do Vale do Silício todos os dias significa que eles têm um retrato digital de quem você é prontinho para ativar um sistema de crédito social.

Amanhã, se eles ou o governo desejarem, o Google conhece seus movimentos, o que você procura e que tipo de vídeo você gosta de assistir. O Facebook sabe quem são seu amigos e familiares, os sites que você visita, seus gostos e o que você detesta, suas esperanças e temores. Google, Apple e Facebook conhecem seus hábitos exatos de consumo, dependendo de você ter vinculado seu cartão a qualquer um dos serviços deles e isso é apenas a superfície do problema.
Algoritmos complexos de IA podem ser usados por essas empresas para extrair dados sobre você que nem mesmo você sabe sobre si mesmo. Eles podem prever quando as mulheres estão grávidas com base nas compras recentes, às vezes antes que a mãe saiba. Podem prever onde você está indo de férias antes mesmo de pensar em fazer uma reserva.
A China difere ideologicamente do Ocidente por usar todos esses dados pessoais para dar ao Estado maior controle sobre o povo, mas os EUA e a maior parte da Europa usam esses mesmos dados para vender produtos para pessoas, o que eu acho que é um pouco melhor do que colocar pessoas na maior prisão a céu aberto do mundo.
Você deve ter notado como os chamados anúncios personalizados seguem você pela web. Se você assistir a um vídeo no YouTube sobre o smartphone mais recente, será bombardeado com anúncios desse telefone durante a próxima semana. Os anúncios podem ter anunciantes assustadoramente específicos - se quiserem podem optar por segmentar os anúncios para donas de gatos com excesso de peso que moram em uma determinada rua e de idades entre 50 e 54 anos e têm uma preferência secreta pelos MCs Jhowzinho & Kadinho.
Acredite ou não, essa é apenas a ponta do iceberg nas próximas décadas. A publicidade se tornará mais direcionada a você e mais integrada ao longo de sua vida cotidiana, chegando ao ponto em que não dá pra saber o que é e o que não é um anúncio no caminho do seu trabalho. Se você comeu cereal da marca X de manhã, o anúncio saberá disso e, amanhã, vai sugerir você experimentar o cereal da marca Y.
Além disso, seu SmartWatch continuará coletando pistas biométricas para saber como você se sentiu e onde quer que você tenha respondido positiva ou negativamente. Essas informações serão automaticamente transmitidas para que eles saibam se devem ou não mostrar um anúncio ou anúncios semelhantes novamente no futuro. Não importará o que você deseja, mas serão baseados em suas emoções e em como você se sente dia após dia, minuto a minuto.
A tecnologia inteligente e vestível provavelmente será capaz de dizer quando você está tendo um bom dia e quando você você está se sentindo um pouco desanimado e seu humor afetará a publicidade que você recebe em tempo real. Se você estiver otimista e extrovertido, poderá receber anúncios de espetáculos teatrais locais, mas se não estiver com disposição para sair naquela noite, provavelmente receberá anúncios de um novo filme que você pode alugar na sua Smart TV, talvez ao lado de outro anúncio de pizza.
Mas e se seus dados forem usados ​​para mais do que anúncios?

A primeira maneira que seus dados poderiam ser - e já estão sendo - usados ​​contra você é no sistema judicial.

Os depoimentos de testemunhas oculares estão repletos de questões que comprovadamente não são confiáveis ​​por vários motivos, mas o que é extremamente confiável é que a polícia de dados digitais está cada vez mais usando dados coletados de telefones de pessoas e vários dispositivos inteligentes para coletar evidências.
Em um caso judicial recentemente uma mulher na Pensilvânia acusou um homem de estuprá-la durante o sono, mas quando a polícia examinou os registros de dados de sua pulseira Fitbit, revelou que ela estava acordada e passeava no momento em que relatou que o estupro aconteceu. Em vez de o homem ser acusado a mulher foi acusada de falsas denúncias e adulteração de provas. Se não fosse por seu Fitbit, ela poderia ter se safado.
No Ocidente, os bancos e várias empresas financeiras já usam um sistema de pontuação de crédito para decidir se empresta ou não dinheiro a um indivíduo, mas é bastante unidimensional. Ele verifica seu histórico de endereços, seu histórico de votação e o quão bom você tem sido em pagar empréstimos no passado.
Mas há uma nova agência de referência de crédito aos credores, uma empresa sediada em Cingapura que atualmente opera apenas em economias emergentes como o México, Filipinas e Colômbia. Se for um modelo mais lucrativo que o das indústrias tradicionais de pontuação de crédito, será difícil impedir que ele entre nos demais mercados.
Em vez de analisar seus empréstimos, ele analisa seu círculo social, olha de quem você é amigo, o que eles fazem, vê seus hobbies e comportamentos. A idéia é que, se você se cerca de pessoas de "mau viver" (de má reputação, envolvidos em crimes, etc), é menos provável que você seja financeiramente responsável e pague seu empréstimo e assim receberá uma pontuação de crédito baixa.
Mas se o seu círculo de amizades consistir de médicos e advogados que se reúnem no fim de semana, você receberá as melhores notas e a maior pontuação de crédito. Esse tipo de Big Data social continua a entrar no mundo da tecnologia financeira.
Ficará cada vez mais difícil diferenciar do que a China está fazendo agora e aqueles que sofrerão mais serão os jovens de hoje, a próxima geração.
Todos que passaram a maior parte de sua infância no milênio anterior (antes de 2000) só começaram a usar as mídias sociais depois de atingirem a idade adulta. Portanto, a maioria dos dados que eles inseriram na nuvem ameaçadora foi depois da adolescência e esse é o grande problema.
A grande maioria dos dados nunca desaparece. É possível ver os seus tweets e posts no Facebook e e-mails de há mais de 10 anos. Mesmo que você exclua suas contas, elas geralmente permanecem em um servidor em algum lugar do mundo sempre à espreita de sua vida.

A idade em que você começou a publicar on-line importa na questão dos seus dados serem usados ​​contra você por um simples motivo: todos somos bastante idiotas quando adolescentes.

Quando você tem 15 anos e acha que sabe tudo, cada publicação de mídia social sua, aos seus olhos é uma obra-prima para as massas. Então você chega aos 20 anos, olha para trás em todas essas postagens e se encolhe dolorosamente ao ver seu antigo eu.
Agora as mídias sociais e a Internet se tornaram uma parte tão intrínseca da sociedade que é quase impossível que uma criança cresça sem estar um pouco imersa nelas. Hoje, os jovens vivem toda a infância on-line, todas as conversas e atos desde a infância, idade adulta e além estão conectados à esfera dos dados por toda a eternidade, ao contrário da prévia geração.

Os jovens de hoje vão crescer com uma enciclopédia de material embaraçoso e condenador, que eles ou qualquer outra pessoa pode olhar para trás com uma simples pesquisa na Internet.

Isso já está sendo usado agora. Algumas empresas de seguros de saúde estão vasculhando a mídia social das pessoas para verificar se alguma vez postaram sobre ou aludiram a problemas de saúde mental. Mesmo que tenham feito um tweet negativo 10 anos atrás sobre seu estado mental, poderão ter recusada cobertura d​​o seguro de saúde ou serão cobradas uma taxa extra pesada.
Já há pesquisas revelando que pelo menos 70% dos empregadores usam as mídias sociais para selecionar candidatos a emprego. Você poderia recusar um emprego simplesmente porque você fez um post que poderia ter sido considerado racista quando você tinha 14 anos, mesmo que aquela pessoa fosse uma mera sombra da pessoa que você é hoje adulto.
A parte mais assustadora é que esse processo de triagem se tornou completamente automatizado usando a IA. Algumas startups desenvolveram esses algoritmos e já têm serviços on-line que os empregadores podem usar para fazer uma verificação abrangente dos antecedentes sociais de qualquer pessoa simplesmente digitando seu nome. O relatório ainda inclui uma pontuação de confiança gerada por computador.
Isso não apenas lembra da pontuação de crédito social da China, mas é só uma amostra do que é possível usando seus dados e ficará mais intenso e mais controlado à medida que os algoritmos melhorarem e os tesouros de dados se aprofundarem nos próximos anos.
Dados são o novo petróleo. Mais legislação pode ser necessária para transferir a propriedade dos dados das corporações para os indivíduos que os fornecem, mas até isso acontecer (se é que vai acontecer), cabe a você e a si próprio proteger seus próprios dados e decidir se é realmente importante postar fotos das suas refeições mais recentes.

Daqui a cinco anos você poderá estar lutando para limpar seu registro online.

submitted by JairBolsogato to brasil [link] [comments]


2019.12.14 18:13 JairBolsogato Dados são o novo Petróleo: num futuro próximo, seu histórico online vai destruir sua liberdade (não só para Chineses)

Todos os dias você voluntariamente fornece centenas de items de dados para empresas gigantes de bilhões de dólares.

No pior cenário possível, como todos esses dados poderiam ser usados ​​contra você se alguma empresa ou talvez o governo tivesse motivação para fazê-lo? A resposta pode ser aterradora.
Vamos dar uma olhada onde já estão usando os dados das pessoas para testar os limites dos direitos humanos: China.
A China é dirigida por um partido comunista e eles começaram a mostrar ao mundo o quão distópico um país pode se tornar na era digital. Você já deve ter ouvido falar sobre o sistema de crédito social atualmente sendo testado em toda a China. Essa idéia existe desde 2001 e espera-se que esteja totalmente operacional em toda a China continental até 2020, afetando e controlando 1,4 bilhão de pessoas.
Caso você não tenha ouvido falar disso, aqui está uma rápida descrição: cada cidadão recebe uma pontuação de crédito social que é semelhante à pontuação de crédito financeiro que temos no Ocidente que aria de 350 a 950. O cidadão pode aumentar sua pontuação de crédito social realizando boas ações, como denunciando crimes, doando sangue e executando feitos heróicos (e o que eles consideram heróico?).
Mas a pontuação cairá se o cidadão passar a cometer crimes, atravessar o cruzamento com sinal vermelho, falar alto em público ou jogar pontas de cigarro ou fruta no chão. Mas isso fica ainda mais assustador ao vermos que o objetivo é que todo o sistema seja automatizado e a China está trabalhando com empresas privadas para desenvolver ativamente sistemas de Inteligência Artificial que monitoram cidadãos 24 horas por dia online e offline.
A China atualmente possui a maior rede de câmeras do mundo, com mais de 200 milhões de câmeras atualmente instaladas em todo o país e o governo diz que pretende aumentar para 600 milhões até 2020. Mas esse sistema de câmeras da China tem uma diferença perturbadora, pois é alimentado por inteligência artificial. O sistema na China pode reconhecer rostos em uma fração de segundo e combiná-lo com um enorme banco de dados de mais de um bilhão de pessoas.
Ele pode até reconhecer o que as pessoas estão fazendo em tempo real, se estão atravessando a rua ilegalmente, se eles estão discutindo com alguém que a câmera reconhece e, se detectar tal atividade, pode deduzir automaticamente alguns pontos da pontuação de crédito social dos indivíduos. As câmeras são capazes de reconhecer os números das placas e podem fazer exatamente o mesmo por mau comportamento ao dirigir.
O sistema de crédito também abrange processadores de pagamento chineses, como o Ali Pay, que ajudaram o governo a desenvolver algoritmos que podem ajustar automaticamente a pontuação de crédito social de um indivíduo com base no seu padrão de consumo, por exemplo, se alguém compra regularmente cerveja e pode indicar que é alcoólatra. Assim, os pontos também serão deduzidos pela compra de muitos videogames e cerveja se forem uma grande parte do gasto mensal (isso me deixaria completamente ferrado!)
Se uma mulher comprar fraldas, de acordo com o governo, isso indica personalidade responsável e, assim, sua pontuação de crédito social receberá um impulso automático. Se um indivíduo se casa com alguém com uma pontuação de crédito social mais baixa do que ele, a pontuação mais alta é puxada para baixo.
Como você pode imaginar, esse sistema aterrorizante atua no mundo on-line. O governo chinês monitora as postagens de mídia social e a atividade de navegação na web de todos os seus cidadãos. Se eles postarem algo negativo sobre a China ou o Partido Comunista, sua pontuação será reduzida da mesma forma que qualquer atividade on-line que a China julgue negativa, como enviar posts com raiva ou simplesmente visitar os vários sites, isso colocará marcas negras nos registros com baixa pontuação.
As pessoas com classificações de crédito social baixas são expostas e envergonhadas em grandes outdoors digitais públicos em shopping centers, nas estações de trem. Eles mostram os nomes dos rostos dos residentes locais com as pontuações mais baixas. Existe até um aplicativo móvel que mostra os nomes e os locais de qualquer pessoa com uma pontuação baixa. Na sua vizinhança em tempo real, os chamados cidadãos-modelo serão venerados em outdoors nas praças da cidade.
Se a pontuação de crédito social cai abaixo de um certo limite, o cidadão é automaticamente colocado em uma lista negra. Esses indivíduos são proibidos de comprar bilhetes de trem ou avião. Eles não podem solicitar um empréstimo ou alugar um apartamento. Talvez nem consigam mais serviço de telefone e mídias sociais pois as contas são fechadas.

Eles são efetivamente forçados para fora da sociedade e se tornam prisioneiros dentro de sua própria casa, geralmente sem cometer nenhum crime.

Outra parte assustadora do sistema de crédito social da China não é o sistema em si, mas como o povo da China parece aceitar isso abertamente. Sempre que jornalistas ocidentais entrevistaram cidadãos chineses tudo o que eles faziam era elogiar o quanto isso melhorou suas vidas e a comunidade. Chineses que escaparam do sistema contam uma história completamente diferente e ainda mais distópica. Falar negativamente sobre o sistema é motivo para represálias.
Todo esse sistema naturalmente parece mais totalitário para qualquer ocidental, porque somos criados com liberdades genuínas e uma mentalidade individualista, enquanto a China tem uma história do estado governando com punho de ferro e o povo é criado com uma mentalidade coletivista onde o estado é priorizado sobre qualquer indivíduo.
Não se sabe se um sistema de crédito social seria ou não implementado no Ocidente por causa dos direitos humanos básicos. Todos esperamos que não seja, mas...

...a quantidade de dados que você entrega voluntariamente para as empresas do Vale do Silício todos os dias significa que eles têm um retrato digital de quem você é prontinho para ativar um sistema de crédito social.

Amanhã, se eles ou o governo desejarem, o Google conhece seus movimentos, o que você procura e que tipo de vídeo você gosta de assistir. O Facebook sabe quem são seu amigos e familiares, os sites que você visita, seus gostos e o que você detesta, suas esperanças e temores. Google, Apple e Facebook conhecem seus hábitos exatos de consumo, dependendo de você ter vinculado seu cartão a qualquer um dos serviços deles e isso é apenas a superfície do problema.
Algoritmos complexos de IA podem ser usados por essas empresas para extrair dados sobre você que nem mesmo você sabe sobre si mesmo. Eles podem prever quando as mulheres estão grávidas com base nas compras recentes, às vezes antes que a mãe saiba. Podem prever onde você está indo de férias antes mesmo de pensar em fazer uma reserva.
A China difere ideologicamente do Ocidente por usar todos esses dados pessoais para dar ao Estado maior controle sobre o povo, mas os EUA e a maior parte da Europa usam esses mesmos dados para vender produtos para pessoas, o que eu acho que é um pouco melhor do que colocar pessoas na maior prisão a céu aberto do mundo.
Você deve ter notado como os chamados anúncios personalizados seguem você pela web. Se você assistir a um vídeo no YouTube sobre o smartphone mais recente, será bombardeado com anúncios desse telefone durante a próxima semana. Os anúncios podem ter anunciantes assustadoramente específicos - se quiserem podem optar por segmentar os anúncios para donas de gatos com excesso de peso que moram em uma determinada rua e de idades entre 50 e 54 anos e têm uma preferência secreta pelos MCs Jhowzinho & Kadinho.
Acredite ou não, essa é apenas a ponta do iceberg nas próximas décadas. A publicidade se tornará mais direcionada a você e mais integrada ao longo de sua vida cotidiana, chegando ao ponto em que não dá pra saber o que é e o que não é um anúncio no caminho do seu trabalho. Se você comeu cereal da marca X de manhã, o anúncio saberá disso e, amanhã, vai sugerir você experimentar o cereal da marca Y.
Além disso, seu SmartWatch continuará coletando pistas biométricas para saber como você se sentiu e onde quer que você tenha respondido positiva ou negativamente. Essas informações serão automaticamente transmitidas para que eles saibam se devem ou não mostrar um anúncio ou anúncios semelhantes novamente no futuro. Não importará o que você deseja, mas serão baseados em suas emoções e em como você se sente dia após dia, minuto a minuto.
A tecnologia inteligente e vestível provavelmente será capaz de dizer quando você está tendo um bom dia e quando você você está se sentindo um pouco desanimado e seu humor afetará a publicidade que você recebe em tempo real. Se você estiver otimista e extrovertido, poderá receber anúncios de espetáculos teatrais locais, mas se não estiver com disposição para sair naquela noite, provavelmente receberá anúncios de um novo filme que você pode alugar na sua Smart TV, talvez ao lado de outro anúncio de pizza.
Mas e se seus dados forem usados ​​para mais do que anúncios?

A primeira maneira que seus dados poderiam ser - e já estão sendo - usados ​​contra você é no sistema judicial.

Os depoimentos de testemunhas oculares estão repletos de questões que comprovadamente não são confiáveis ​​por vários motivos, mas o que é extremamente confiável é que a polícia de dados digitais está cada vez mais usando dados coletados de telefones de pessoas e vários dispositivos inteligentes para coletar evidências.
Em um caso judicial recentemente uma mulher na Pensilvânia acusou um homem de estuprá-la durante o sono, mas quando a polícia examinou os registros de dados de sua pulseira Fitbit, revelou que ela estava acordada e passeava no momento em que relatou que o estupro aconteceu. Em vez de o homem ser acusado a mulher foi acusada de falsas denúncias e adulteração de provas. Se não fosse por seu Fitbit, ela poderia ter se safado.
No Ocidente, os bancos e várias empresas financeiras já usam um sistema de pontuação de crédito para decidir se empresta ou não dinheiro a um indivíduo, mas é bastante unidimensional. Ele verifica seu histórico de endereços, seu histórico de votação e o quão bom você tem sido em pagar empréstimos no passado.
Mas há uma nova agência de referência de crédito aos credores, uma empresa sediada em Cingapura que atualmente opera apenas em economias emergentes como o México, Filipinas e Colômbia. Se for um modelo mais lucrativo que o das indústrias tradicionais de pontuação de crédito, será difícil impedir que ele entre nos demais mercados.
Em vez de analisar seus empréstimos, ele analisa seu círculo social, olha de quem você é amigo, o que eles fazem, vê seus hobbies e comportamentos. A idéia é que, se você se cerca de pessoas de "mau viver" (de má reputação, envolvidos em crimes, etc), é menos provável que você seja financeiramente responsável e pague seu empréstimo e assim receberá uma pontuação de crédito baixa.
Mas se o seu círculo de amizades consistir de médicos e advogados que se reúnem no fim de semana, você receberá as melhores notas e a maior pontuação de crédito. Esse tipo de Big Data social continua a entrar no mundo da tecnologia financeira.
Ficará cada vez mais difícil diferenciar do que a China está fazendo agora e aqueles que sofrerão mais serão os jovens de hoje, a próxima geração.
Todos que passaram a maior parte de sua infância no milênio anterior (antes de 2000) só começaram a usar as mídias sociais depois de atingirem a idade adulta. Portanto, a maioria dos dados que eles inseriram na nuvem ameaçadora foi depois da adolescência e esse é o grande problema.
A grande maioria dos dados nunca desaparece. É possível ver os seus tweets e posts no Facebook e e-mails de há mais de 10 anos. Mesmo que você exclua suas contas, elas geralmente permanecem em um servidor em algum lugar do mundo sempre à espreita de sua vida.

A idade em que você começou a publicar on-line importa na questão dos seus dados serem usados ​​contra você por um simples motivo: todos somos bastante idiotas quando adolescentes.

Quando você tem 15 anos e acha que sabe tudo, cada publicação de mídia social sua, aos seus olhos é uma obra-prima para as massas. Então você chega aos 20 anos, olha para trás em todas essas postagens e se encolhe dolorosamente ao ver seu antigo eu.
Agora as mídias sociais e a Internet se tornaram uma parte tão intrínseca da sociedade que é quase impossível que uma criança cresça sem estar um pouco imersa nelas. Hoje, os jovens vivem toda a infância on-line, todas as conversas e atos desde a infância, idade adulta e além estão conectados à esfera dos dados por toda a eternidade, ao contrário da prévia geração.

Os jovens de hoje vão crescer com uma enciclopédia de material embaraçoso e condenador, que eles ou qualquer outra pessoa pode olhar para trás com uma simples pesquisa na Internet.

Isso já está sendo usado agora. Algumas empresas de seguros de saúde estão vasculhando a mídia social das pessoas para verificar se alguma vez postaram sobre ou aludiram a problemas de saúde mental. Mesmo que tenham feito um tweet negativo 10 anos atrás sobre seu estado mental, poderão ter recusada cobertura d​​o seguro de saúde ou serão cobradas uma taxa extra pesada.
Já há pesquisas revelando que pelo menos 70% dos empregadores usam as mídias sociais para selecionar candidatos a emprego. Você poderia recusar um emprego simplesmente porque você fez um post que poderia ter sido considerado racista quando você tinha 14 anos, mesmo que aquela pessoa fosse uma mera sombra da pessoa que você é hoje adulto.
A parte mais assustadora é que esse processo de triagem se tornou completamente automatizado usando a IA. Algumas startups desenvolveram esses algoritmos e já têm serviços on-line que os empregadores podem usar para fazer uma verificação abrangente dos antecedentes sociais de qualquer pessoa simplesmente digitando seu nome. O relatório ainda inclui uma pontuação de confiança gerada por computador.
Isso não apenas lembra da pontuação de crédito social da China, mas é só uma amostra do que é possível usando seus dados e ficará mais intenso e mais controlado à medida que os algoritmos melhorarem e os tesouros de dados se aprofundarem nos próximos anos.
Dados são o novo petróleo. Mais legislação pode ser necessária para transferir a propriedade dos dados das corporações para os indivíduos que os fornecem, mas até isso acontecer (se é que vai acontecer), cabe a você e a si próprio proteger seus próprios dados e decidir se é realmente importante postar fotos das suas refeições mais recentes.

Daqui a cinco anos você poderá estar lutando para limpar seu registro online.

submitted by JairBolsogato to brasilivre [link] [comments]


2019.11.18 09:27 Zalogon Los Kanji Perdidos (Primaria 3)

者 Individuo; sujeto; persona

訓読み- もの
音読み- シャ
ejemplos
者(もの) Un individuo; sujeto; persona. Se usa en situaciones formales, documentos legales y en settings militares. Aunque también se usa en animes de fantasía para sonar mas “medieval” como Marth en smash bros:
守るべきもののために、負けられない。Por las personas que debo proteger, no puedo perder.
若者(わかもの) Personas jóvenes
若者は老ウジンを譲るべきだ。The young should make room for the old
若者は専科というものを頭でしか知らない。Young people know the disasters of war only in the abstract
記者(きしゃ) Reportero
医者(いしゃ) Médico
患者(かんじゃ) Paciente
科学者(かがくしゃ) Scientifico
研究者(けんきゅうしゃ) investigador
労働者(ろうどうしゃ) Empleado
芸者(げいしゃ) Geisha
賢者の石(けんじゃのいし) Piedra filosofal

取 to get

訓読み- と
音読み- No importa tanto
ejemplos
取る(とる) to get
もう少しで満点が取れたのに I almost got a perfect score
車の免許を突りにく。 I’m going to go get my driver’s licence
君はどこで学位をとりましたか。Where did you take your degree?
今学期はスペイン語をとている。 I’m going to take Spanish next semester
欲しいだけクッキーをとりなさい。Take as many cookies as you want
長男の名前はおじさんの名前からとりました。 My first son was named after my uncle
クリームチーズ取ってくれる? Would you pass me the cream cheese?
一週間の休みを取った。He took a week off
長い休暇を取る余裕がない I cannot afford a long vacation
メモを取りなさい。You should make notes
取り替える (とりかえる) reemplazar; cambiar; restaurar
プリンターの空のインクを取り替えて下さい Please replace the empty ink jet cartridge in the printer
もっと大きいのと取り替えてください If it's possible, I'd like to exchange this for a larger size
タイヤを取り替えなくてはならないay que cambiar los neumáticos.
取り戻す(とりもどす) Recuperar
無駄にした時間を取り戻さなければならない。 Debes recuperar el tiempo perdido
花は雨のあと生気を吐露戻した。The flowers got their vitality back after the rain
彼女はきを失ったが、すうふんごに意識を取り戻した。Perdió la conciencia pero la recuperó luego de unos minutos
やっと本調子を取り戻した。 I have finally regained my regular form
健康を取り戻すのに丸一年かかった。Me tomó todo un año recuperar mi salud
先頭後、平和維持軍が平穏を取り戻すために活動しました。Después de la guerra, las tropas de paz tomaron acción para restaurar la calma.
取り上げる(とりあげる) Tiene varios significados…
  1. To adopt a proposal
会議で彼の提案が取り上げられた。 His proposals were adopted at the meeting
彼の提案は話にとりあげるほどのこともない His proposal is not worth talking about
  1. Feature; darle atención; sacar a la Luz;
全新聞がその事件を大きく取り上げた All the papers featured the case
彼はしばしは国民的英雄として取り上げられています。He is often referred to as a national hero
  1. Decomisar; confiscar >向こう見ずな運転の為彼は免許を取り上げられた。Le confiscaron la licencia por su forma imprudente de conducir.
銀行に家を取り上げられてしまいそうなんだよ I'm afraid the bank is going to repossess my house
警官は少年からナイフを取り上げた。The policeman took the knife from the boy
  1. 問題を取り上げる To take up a problem; encargarse de un problema
この件は昼食後にふたたび取り上げよう。 Let’s take up this matter after lunch
  1. Literal tomar y levantar
彼はペンを取り上げて書き始めた。 Levantó su lápiz y comenzó a escribir.
取り消す(とりけす) cancelar; take back
この切符を取り消せますか Can I cancel this ticket
私は彼女との約束を取り消しいた。I canceled an appointment with her.
私がケチだと言ったことを取り消しなさい。Take back what you said about me being stingy
今言ったことは蹴りします。I take back what I said
彼は大将に命令を取り消すうように頼んだ。 He asked the general to take back his order
取り出す(とりだす) take out
彼は数枚のコインを取り出した He took out some coins
彼はコインを1枚ポケットかっら取り出した。 He took a coin out of his pocket.
彼は海水から塩を結晶させて取り出した。 He crystallized salt from the sea water.
取り除く(とりのぞく) Deshacerse
悪習を取り除くのは容易ではない no es fácil deshacerse de malos hábitos
その肖像画は壁から取り除かれた the portrait was taken from the wall
私は庭から雑草を取り除いた I rid the garden go the weeds
靴から泥を取り除いてください。Please remove the mud from your shoes

酒 licor

訓読み- うけ
音読み- シュ
ejemplos
お酒(おさけ) booze
日本酒(にほんしゅ) Japanese booze; sake
酒飲み(さけのみ) Heavy drinker
飲酒運転(いんしゅうんてん) Drunk driving
居酒屋(いざかや) izakaya

受 Recibir

訓読み- うけ
音読み- ジュ
ejemplos
受ける(うける) Receive
受け取る(うけとる) tomar algo que se te ha sido entregado (no cuenta si no te lo entregaron); tomar; aceptar
けさ、宅配便(たくはいびん)を受け取りました。 I got a FedEx package this morning.
自尊心があるから彼はそのお金を受け取らなかった。His pride did not allow him to take the money
この贈り物は受け取れません。 I cannot accept this gift.
Another meaning of 「受け取る」is to interpret A as B.
わたしは彼が何も言わないのをYesだと受け取りました。I understood his silence meant "Yes".
個人的な話にうけとらないで Don’t take it personally
私は彼女の言うことを文字どおりに受け取った I took what she said literally.
彼女は私の言葉を侮辱と受け取ったようだ。 She seems to have taken my remark as an insult
受け入れる(うけいれる) recibiaceptar una idea o a una persona
田中さんをチームに受け入れました。We welcomed Mr.Tanaka as a member of our team.
彼のアイデアはすばらしいですが、受け入れることができません。 His idea is nice, but we can't accept it.
引き受ける(ひきうける) tomar responsabilidad de algún duty
彼は難しい仕事を引き受けた He took on the difficult work
彼の息子が工場の経営を引き受けた His son took on the management of the factory
これ以上仕事を引き受けられない I can't take any more work
たとえそれが嫌いでも、あなたはその世話を引き受けなければならない Even if you do not like it, you must take charge of it
友だちが旅行へ行くので、彼女の犬の世話せわを引き受けました。A friend of mine is going to travel, so I agreed to take care of her dog.)
受け付ける(うけつける) Aceptar una solicitud, documento
電話でもう受け付けていますよ。We take telephone orders
申し込みは明日までう受け付けます Las aplicaciones serán aceptadas hasta mañana
後になってテスト提出しても、受け付けられえません。If you turn in a test late, it will not be accepted
受付(うけつけ) Reception desk
受領書(じゅりょうしょ) Receipt

主 main

訓読み- ぬし・おも
音読み- シュ
ejemplos
主(ぬし) The chief; the head; la persona a cargo
君は君自身の運命の主でもあります。You are the master of your own destiny.
主人(しゅじん) Master
おかえりなさいませ、ご主人様。Welcome home master.
男性が一家の主ということはアメリカ社旗に当てはまる。It is true of American society that the male is the head of the household 何をするにも人に対してでなく、主に対するように、心から働きなさい。 And whatever you do, do it heartily, as to the Lord, and not unto men
農園主になりたいなあ。とピップが言いましいた。 I want to be a farmer, said pip
主に(おもに) Mainly; mostly; for the most part; mas que nada
日本人は以前は主に米を主食としていた。The Japanese used to live mainly on rice
今日は主にホームレスの問題を取り上げます。 Today we’re going to focus on the question of homeless people
乗船客は主に日本人だった。 The passengers on board were mostly Japanese.
彼の病気は主に静止イン的な者だった。Su enfermedad era mas que nada mental.
主語(しゅご) El sujeto de la oración
主人公(しゅじんこう) main character
主題歌(しゅだいか) Theme song
主張(しゅちょう) Claim; to advocate for
彼は自分の主張を立証で来ないことをとても恥だ。He was very ashamed of not being able to make his point
彼は自分の意見を強硬に主張した。He strongly persisted in arguing his opinion.
太郎は自分の言い訳が正しいと主張した。Taro insisted that he was right
彼女はその土地の所有者だと主張した。She claimed to be the owner of the land
彼は自分の潔白を主張した。 He affirmed his innocence
客観的にみて、彼の主張は全く理にかなっていなかった His argument was far from rational
彼は大学教育の改革を主張している。 He advocates reform in university education
彼女は女性差別撤廃を主張した。She advocated equal rights for women
飼い主(かいぬし) Dueño de una mascota
主要(しゅよう) key; main; most important; most relevant
貧困は以前として犯罪の主要原因である。Poverty is still the major cause of crime
猫が気持ちを伝える主要なやり方は身震いである。The prime means of communication in cats is body language
主要な目的を見失ってはならない。No pierdas de vista to objetivo principal
コーヒーはブラジルの主要産物の一つである。 Coffee is one of the staples of Brazil
持ち主(もちぬし) portador
彼女はハイセンスの持ち主ですよ Ella es portadora un gran sentido de la moda
あなたほどの才能の持ち主が世間に知られずにいるのは惜しいことです。Es una pena, que un hombre que porta una habilidad como la suya no sea conocido por el mundo.
魅力的な個性の持ち主い Portador de una personalidad encantadora
彼はすごれた記憶力の持ち主。He has a remarkable memory
主義(しゅぎ) Principios; forma de pensar; -ism
主義を貫く Live up to one’s principles
嘘をつくことはワタ主義に反する。It is against my principles to tell a lie 悲観主義は、向上することを信じいないのだ Pessimism believes in no improvement
彼は利己主義の化身だ He is the personification of selfishness
私は交互に楽観主義になったり悲観主義になる I am by turns an optimist and a pessimist
共産主義(きょうさんしゅぎ) Comunismo
資本主義(しほんしゅぎ) Capitalismo
民主主義(みんしゅしゅぎ) Democracia
無政府主義(むせいふしゅぎ) Anarquía
封建主義(ほうけんしゅぎ) Feudalismo

守 cuidar

訓読み- まも
音読み- シュウ
ejemplos
守る proteger
守るべきもののために、負けられない
見守る(みまもる) look after someone; vigilar; cuidar
留守(るす) andar fuera de casa
友達は留守だった The friend was absent
彼女は九州に行って留守です。she’s away in kyushu
彼は旅行に出て留守だ。He's away on a trip.
留守番(るすばん) look after the house while someone is away
今日は私、留守番を言い付かっているから出かけられないの。I can't go out today as I've been asked to watch the house.
留守番電話(るすばんでんわ) Contestadora automática
看守(かんしゅ) Prison guard

州 State

訓読み- No importa tanto
音読み- シュウ
Ejemplos
カリフォルニア州(かりふぉるにあしゅう) El estado de california
本州(ほんしゅう) La isla principal de Japón
九州(きゅうしゅう) La isla del sur de japón

習 Tomar lecciones

訓読み- なら
音読み- シュウ
Ejemplos
習う(ならう) tomar lecciones; Aprender de alguien
あなたはロング先生に英語を習ったのですね。You learned English from Miss Long, didn’t you?
ピアノを習っています I’m learning to play the piano (from a teacher)
友達からカップケーキの作り方を習いました。Learned how to make cupcakes from a friend
練習(れんしゅう) Practicar
学習(がくしゅう) Aprendizaje
機械学習 aprendizaje automático
自主学習ノート Self-learning notebook

終 Invierno

訓読み- ふゆ
音読み- トウ
Ejemplos
冬休み(ふゆやすみ) Winter break
冬眠(とうみん) Hibernación

集 Colección

訓読み- あつ
音読み- シュウ
Ejemplos
集める(あつめる) Recolectar; coleccionar; to gather stuff
リスは忙しく木の実を集めていた。 La ardilla estaba ocupada recolectando nueces.
彼は切手をたくさん集めた el coleccionaba estampas
そのゲームは大観衆を集めた The game drew a good crowd
彼女の趣味は古いコインを集めることだった。 Su hobby era coleccionar monedas viejas
集まる(あつまる) se juntan; to be gathered
何千人もの人々がそこに集まった Miles de personas se juntaron en ese lugar
編集(へんしゅう) Editar (es lo que usan cuando editas stages de smash uwu)
集中(しゅうちゅう) Concentrarse. Casi siempre se refiere a concentración mental, pero también se puede referir a la densidad de algo
彼の仕事の大半が都市部に集中している。The bulk of his work is in the urban area.
太郎は英単語を暗記するのに集中した Taro concentrated on memorizing English words.
私は読書に集中していた Me estaba concentrando en leer
募集中(ぼしゅうちゅう) NOW HIRING

住 Residir

訓読み- す
音読み- ジュウ
Ejemplos
住む(すむ) Residir
東京に住んでいます。I live in Tokyo
おじと住んでます。I live with my uncle
住所(じゅうしょ) Address
住民(じゅうみん) Residentes
原住民(げんじゅうみん) Residente Nativo
住まい(すまい) dwelling

拾 pick up

訓読み- ひろ
音読み- シュウ
Ejemplos
拾う(ひろう) Recoger 彼は床からハンカチを拾った Recogió un pañuelo del suelo
収集(しゅうしゅう) Coleccionar
彼の趣味は珍しい蝶の収集だ。Su hobbies es la colección de mariposas raras
その収集品は一般に公開されている。The collection is open to the public
収拾つかなくなる(しゅうしゅうがつかなくなる) la situación se sale de control

重 peso

訓読み- おも・かさ
音読み- ジュウ
Ejemplos
重い(pesado)
重ねる(かさなる) acumular cosas del mismo tipo; Amontonar; Apilar
悪事を重ねる Amontonar crímenes
机の上には漫画本が重ねてあった The comic books were piled on the desk
重なる(かさねる) Se acumulan cosas de la misma categoría
この本は8版を重ねました The book has gone through eight editions
用紙は3枚重ねて出してください Hand in the three sheets of paper together
重要(じゅうよう) esencial; importante
吸うポーつうは社会生活の中で重要な役割を果たす Los deportes desempeñan un papel importante en la vida social
テレビは日常生活で重要な役割を果たす。La TV juega un rol importante in la vida diaria
体重(たいじゅう) Peso corporal; lo que pesa una persona
重点(じゅうてん) importancia; énfasis; priority
同社の当面の重点はマーケットシェアの拡大である The company's immediate priority is to expand the market share
討論での重点は失業問題であった In the discussion the accent was on unemployment
二重(にじゅう) double
この単語には二重の意味があります Esta palabra tiene doble significado.
このような形を二重否定といいますが、結果として肯定を表すこととなります This sort of structure is called a double negative, but in effect it shows affirmation.
普段はとてもおとなしいナイスガイだが、理性のタガがはずれると人格が豹変する二重人格。 He's got a dual personality - usually a quiet "nice guy" type, but when he flips, his character changes.
二重奏(にじゅうそう) Dúo musical

宿 Lodge at

訓読み- やど
音読み- シュク
Ejemplos
新宿区(しんじゅくく) The Shinjuku district
宿題(しゅくだい) Tarea; homework
宿泊(しゅくはく) Stay the night
6人宿泊させてほしい。We need accommodation for 6 people
そのホテルは500人宿泊できる。 This hotel can accommodate 500 people
スーはロイヤルホテルで宿泊手続きをした。Sue checked in at the royal hotel
ここに宿泊している人と話をしたいのですが。I’d like to talk to one of your guests.
雨宿(あめやどり) Taking shelter from rain
木陰であめやどりをした
下宿(げしゅく) boarding house
私は下宿しています。I live in a rooming house

訓読み- ところ
音読み- ショ
Ejemplos
所(ところ) Lugar. Puede usarse de forma literal o de forma metafórica. También se le acerca a como usamos la palabra “punto” en español
  1. Un punto geográfico donde algo se encuentra algo (un lugar) >彼女はここから数区画離れたところに住んでいる。 She lives a few blocks away from here
窓の外を見たとき、戸口の上り段のところに見知らぬ人が見えた。looking out the window, I saw a stranger at the doorstep
その町は海抜1500メートルのところにある。 The town is situated 1500 meters above sea level
野生の猿が見つかったという知らせがその警官のところにたくさん届いた。 llegaron muchos reportes de un mono salvaje al lugar de los policías.
  1. Un punto refiriéndose a una cualidad de una persona. >彼はどことなく謎めたい所がある。There’s something mysterious about him.
彼は若い頃は傲慢なところがあった。When he was young, he had an arrogant air.
  1. Un punto en el tiempo; Un punto de tu vida >家主に家賃を払えば、食物を買う金なくなる。進退極まったとうういうところだ。If we pay the rent to the landlady, we won’t have any money for food; we are between the devil and the deep blue sea.
彼女はディナーを食べている所です。She’s having dinner right now.
ちょうど荷造りが終わったとコッロですう。I’ve just finished packing
大ボスを倒す所だ。 I’m about to beat the biggest monster
場所(ばしょ) Un sitio. Un lugar que ocupa literal una posición en el espacio físico.
住所(じゅうしょ) Adress
事務所(じむしょ) Oficina
台所(だいどころ) Kitchen
近所(きんじょ) Neighbourhood
刑務所(けいむしょ) Prisión
長所(ちょうしょ) Virtud(en personas); ventaja (en cosas)
短所(たんしょ) Defecto; desventaja

訓読み- あつ
音読み- ショ
Ejemplos
暑い(あつい) Caluroso
蒸し暑い(むしあつい) Sultry; caluroso y humedo
炎暑(えんしょ) Heat wave
暑がり(あつがり) Person sensitive to hot weather

助 Ayudar

訓読み- たす
音読み- ジョ
Ejemplos
助ける(たすける) To save someone;
助けてください! ashudenme porfa uwu
助かる(たすかる) To be saved
助け(たすけ) Ayuda
彼は多数けを求める叫び声を聞いた。He hearrd a cry for help
助言(じょげん) Advice; Consejo
遠慮しないで助言を求めなさい。Don’t hesitate to ask for advice
教師は色々と助言をするが、生徒はいつも聞き入れるわけではない。Although teaches give a lot of advice, students son’t always take it.
救助(きゅうじょ) Rescate
この犬は山岳地で人を救助するように訓練されています。Este perro está entrenado para rescatar gente en las montañas
彼らは通りかかった船に救助された。Ellos fueron rescatados por un barco que pasaba.
彼rは溺れている少年を救助した。He rescued a boy from drowning
援助(えんじょ) aid/assitance
法律上の援助を求めてその弁護士のところへえ行った。I went to the lawyer for legal aid
彼らは援助を申し出た。They offered assistance
彼らはその画家を財政的に援助した。The assisted the painter financially
援助交際(えんじょこうさい) Relación de un sugar daddy con una joven.

昭 SHOWA

訓読み- No tiene
音読み- ショウ
Ejemplos
昭和時代(しょうわじだい) Era showa (1926-1989)
Ejemplos

消 Desaparecer

訓読み- き・け
音読み- ショウ
Ejemplos
消す(けす) Apagar; desaparecer
電気を消すのを忘れないで Don't forget to turn the light off
出るときには必ず火を消しなさい Be sure to put the fire out before you leave
消える(きえる) apagarse; desaparecerse
闇の炎に抱かれて消えろ! Be embraced by the dark flames and disappear!
消極的(しょうきょくてき) Passive
観察は消極的な科学であり、実験は積極的な科学である Observation is a passive science, experimentation an active science
消しゴム(けしごむ) Goma de borrar
消去(しょうきょ) To delete a file
セーブされたゲームは破損しているようで、利用できません。ゲームを終了した後、セーブデータを消去してからやり直してください。The saved game appears to be damaged and cannot be used. Please quit the game and then restart after removing the save data.
消防士(しょうぼうし) Bombero
消防署(しょうぼうしょ) Estación de bomberos

商 business

訓読み- あきな
音読み- ショウ
Ejemplos
商い(あきない) business transaction; trading; trade
商品(しょうひん)Mercancía
商店街(しょうてんがい) Shotengai; el mercado japonés
商売(しょうばい) A business
商人(しょうにん) Negociante; Vendedor
商業(しょうぎょう) Comercio

章 Sentence;Oración/Badge

訓読み- No tiene
音読み- ショウ
Ejemplos
文章(ぶんしょう) Sentence. Written document
文章は大文字で書き始めなくてはならない。 You must begin a sentence with a capital letter.
日本では結婚は文章で届け得なければならない。 The marriage must be reported in a document in Japan
その文章にはメモがクリップでつけられていた。 A not was attached to the document with a paper clip
腕章(わんしょう) Armband
勲章(くんしょう) Badge

勝 Ganar

訓読み- か・まさ
音読み- ショウ
Ejemplos
勝つ(かつ) Ganar
勝る(まさる) Sobrepasar; Ser mejor que; ser preferible
知恵は富に勝る Wisdom is better than the riches
予防は治療にはるかに勝る。 Prevention is much preferable to cure
二人の頭脳は一人の頭脳に勝る。Dos cabezas son mejor que una
勝ち(かち) Victoria;
勝利(しょうり) Victoria; triunfo; éxito (suena mas oficial/formal que 勝ち)
戦闘はローマグ運の大勝利に終わった。The battle ended in a triumph for the Romans
コーチはチームを勝利に導いた。 The coach steered the team to victory.
勝負(しょうぶ) competencia; match
ボブはスケートではきみといい勝負だ。Bob is a good match for you in skating
勝負は問題ではない。It doesn’t matter wether you win or not.
魔王が神に野球で勝負を挑んだ。El diablo retó a dios a una competencia de baseball.
勝手に(かってに) De forma desconsiderada; sin consideración
決勝(けっしょう) Batalla final; las finales (deportes)
優勝(ゆうしょう) Overall victory (even if you lost some games)

乗 To ride.

訓読み- の
音読み- ジョウ
Ejemplos
乗る(のる) subirse a un carro, caballo, autobus; to get on
サーファーたちは波頭に乗った. Surfers rode on the crests of waves
乗せる(のせる) to get a ride; to be put on
駅まで乗せて行ってもらえる Can you give me a ride to the station?
トッピングは全部乗せてください。I want all the toppings
乗せられるのは100キロがマックスです。A load of 100KG is the max
乗り遅れる(のりおくれる) To miss a ride
乗り換える(のりかえる) Transfer to a different train
乗客(じょうきゃく) Pasajero 乗り込む(のりこむ) entrar en un vehículo o situación; to get into
敵地に乗り込む entrar en territorio enemigo
搭乗(とうじょう) abordar un avión o un barco

植 Planta

訓読み- う
音読み- ショク
Ejemplos
植える(うえる) Plantar una planta
植わる(うわる) La planta es plantada
植物(しょくぶつ) Planta
移植(いしょく) Transplantar
母は庭へ花を移植した Mother transplanted the flowers to the garden
アメリカの文化はヨーロッパから移植されたものだ。 Thee American culture had been transplanted from Europe
彼は手術するかどうかは、移植する臓器の提供次第だ。 Wether he has the operation depends upon the avilability of the organ
外科医は私を説得して、臓器の移植手術をう受けることに同意させた。The surgeon persuaded me to undergo an organ transplant operation
植民地(しょくみんち)
その植民地は独立を宣言し、共和国となった。 The colony declared independence and became a republic
フランスはアフリカにいたくさん植民地を持っていた。 France used to have many colonies win Africa
植木(うえき) Garden shrubs

申 To humbly say; to apply

訓読み- もう
音読み- シン
Ejemplos
申します (もうします) forma humilde de decir 言う a un superior
申し訳ありません。No tengo excusas u_u (SORRY)
申し込む(もうしこむ) Aplicar
彼はそのクラブへの入会を申し込んだ。He applied for an admission to the club
彼はその会社に職を申し込んだ。 He applied for a position in the office.
申し込み(もうしこみ) Aplicación (para lugares donde quieres participar)
申し込みは明日まで受け付けます。Hasta mañana se aceptan aplicaciones
申請(しんせい) Application; Filing (Para documentación. Va a quedar un record de esto)
離婚を申請する To file for divorce
彼女はビザを申請した Ella aplicó para una Visa

身 SELF

訓読み- み
音読み- シン
Ejemplos
身(み) The Self.
酒で彼は身を崩した Alcohol brought about his downfall;
私主たる関心事はあなたの身の安全なのです。 My primary concern is your safety.
べっどん身を横えた。He laid himself on the bed
それはみにあまる光栄です。The honor is more than I deserve
身につく(みにつく) to become part of the self; to retain (a skill; habit, fat in your belly, etc…)
大丈夫。それが全部身についてもたったの70グラムだよ。It’s okay, even if I get fatter, it’s only 70 grams lol
身の程知らず(みのほどしらず) No conocer tu lugar en la sociedad. Tengo entendido que esto generalmente es negativo, como decir que una persona es “entitled”, pero he notado que NIKE lo usa de forma positiva en el sentido de (“olvida quien eres & just do it!)
自身(じしん) Confianza en uno mismo
出身(しゅっしん) Origen; orinario
その婦人は良家の出身であった. That lady came from a good family
ジョンはフロリダ、そして奥さんはカリフォルニア出身だ John comes from florida, and his wide from California.
身元(みもと) Identity
彼は身元を明らかさなかった。He didn’t reveal his identity
その犯人は自分の身元を隠さなければならなかった。The criminal had to conceal his identity
身長(しんちょう) Estatura. Height of a person
彼の身長は6フィートだ。
中身(なかみ) Contents
彼はコップの中身を飲み干した Se tomó todo el contendió del vaso
札入れの中身が紛失していた。El contenido de la billetera estaba desaparecido.
身分(みぶん) Social Status; position;
これは身分不相応な贅沢な物だ。This is luxury beyond my income
彼は身分のある人です。 He is a man of position
身分証明書(みぶんしょうめいしょ) ID Card

真 Really; truly

訓読み- ま
音読み- シン
Ejemplos
(真っ) Prefijo que intensifica adjetivos…
真っ赤(まっか) Rojo fuerte; really red
真っ白い(まっしろい) really white
真っすぐ(まっすぐ) straight
この道を真っすぐ行ってください。 Go straight ahead on this street
会議が終わると彼女は真っすぐに机に戻った。 After the meeting she went straight to her desk
彼は鉛筆で真っすぐな線を描いた。He drew a straight line with his pencil
彼は私の目を真っすぐみた。He looked at me straight in the eye
彼は真っすぐ僕うの方へ近づいてきました。He came straight up to me
真ん中(まんなか) En medio
私たちの車は通りの真ん中で故障した。Se nos descompuso el carro en medio de la calle
真実(しんじつ) The truth
真実を言う Decir la verdad
その陳述を真実と認める。 I accept that statement as true
真実と空言を区別するのは難しい。Es dificil distinguir la verdad de palabras vanas
真実に迫る(しんじつにせまる) Acercarse a la verdad
写真(しゃしん) foto
真似る(まねる) imitar
子供は親の癖を真似る Los niños imitan las mañas de sus padres
オウムは人間の言葉を真似る。Parrots imitate human speech

深 Profundo

訓読み- ふか
音読み- シン
Ejemplos
風かい(ふかい) deep
彼は深い眠りに落ちた。 He fell into a deep sleep
彼は両手をポケットに深くつ込んでいた。His hands were deep in his pockets
彼は深い恩義がある I am deeply in debt with him
その少女は老人の哀れな話にい深く感動しわっと泣き出した。 The little girl, deeply moved by the old man’s pitiful story, burst into tears.
深く潜ればもぐほど水は冷たくなる。 As we dive deeper, the water becomes colder
息を深く吸いなさい。 Take a deep breath
深める(ふかめる) to deepen
彼は生化学の知識を深めて。He deepened the knowledge of biochemistry
我々は親睦を深めた。We deepened our friendship
深まる(ふかまる) It gets deeper
心の傷は深まるばかり。The pain in my heart just gets worse
人は知識は深まるほど、自分の無知にきい月浮くものである。The more a man knows, the more he discovers his ignorance
彼らは親密さは年月とともに深まった。Their intimacy deepened throuugh the years.
親切(しんせつ) Considerate; kind
深刻(しんこく) grave; serious, severe, acute
大気汚染はこの国の深刻な問題だ。La contaminación del aire es un problema muy grave en de este país.
注意深い(ちゅういぶかい) Careful
彼女は衣料品を買うときは注意深く選択する。She makes careful choices when she buys clothes
注意深かったけれども、彼は思わぬミスをおかした。Careful as he was, he made an unexpected mistake.
私たちは一言も聞き漏らさないよううに注意深く聞いていた。We listened carefully in order not to miss a single word
興味深い(きょうみぶかい) Deeply interesting
人生はいかなる本よりも興味い深い Life is far more interesting than a book
彼女はとても興味深い人です。She’s a very interesting person
その映画は私達みんなにとって興味深かった。 The movie was interesting to all of us
深夜(しんや) deep at night

進 Progresar

訓読み- すす
音読み- シン
Ejemplos
進める(すすめる) yo progreso en algo (transitivo); to go ahead
その計画は進められている。 The project is underway
進む(すすむ) progresa solo (intransitivo)
彼は群衆を押し分けて進んだ。
ナポレオンは軍隊をロシアに進めた Napoleon marched his armies into Russia
さあ、みんな、先へ進もう Now folks, let’s go on
進化(しんか) Evolución
進み出る(すすみでる) To step forward
その勇敢なる騎士は進み出てその貴婦人の手にキスをする The brave knight steps forward and kisses the lady on the hand.
突き進む(つきすすむ) to push through

神 Dios

訓読み- かみ
音読み- シン
Ejemplos
神(かみ) Dios
神道(しんとう) Shinto Religion
神社(じんじゃ) Shinto shrine
精神(せいしん) Mentality; espíritu (no se refiere al concepto del alma que vive después de la muerte, sino a la mentalidad que uno tiene en vida). Cuando se habla de objetos se refiere a la esencia de esa cosa
私は持ち前の頑張りの精神で難関を突破した。I got over the difficulty with my characteristic tenacity.
条約の精神が没却されていた The spirit of the treaty was ignored
君は精神を養わなくてはならない You must cultivate your mind
スコットさんは企業家精神に富む経営者なんです。Scott is an entrepreneur with much spirit of enterprise.
神経(しんけい) Nerve
神経系(しんけいけい) Sistema Nervioso
神経細胞(しんけいさいぼう) Neurona
陣形質(しんけいしつ) Nervous
彼女は入試を前にして神経質になっていた。 She was very nervous before the entrance exam
彼女は初めての飛行に大変神経異質になっていた。 She was quite nervous about her first flight.
神経に障る(しんけいにさわる) Get on my nerves
その雑音は、私神経に障る that noise gets on my nerves
そいつは僕の神経にさわる He gets on my nerves
神経の鈍い(しんけいのにぶい) thick skinned
神経が細い(しんけいがほそい) oversensitive
神秘的(しんぴてき) Occult; mysterious
モナリザは優しいが神秘的な微笑を浮かべている。Mona Lisa has a mild but mysterious smile
彼らは夜の神秘的な影響の下にあった。They were under the mysterious influence of the night
彼女にはどことなく神秘的なところがある。There’s something mysterious about her.
夜神月 Yagami Light uwu

整 Arreglar

訓読み- ととの
音読み- セイ
Ejemplos
整える(ととのえる) alistar; arreglar
ケンは毎朝自分でベッドを整えます。 Ken arregla/alista su cama todas las mañanas
みゆきはパーティーのためにテーブルを整えた。 Miyuki arregló/alistó la mesa para la fiesta
髪を整えないと。Debo arreglarme el cabello
姉は毎週、かみを整えてもらう。My sister has her hair dressed each week.
セッティングは整えておいたから、あとはまっくんが根性見せなきゃダメだからね。I’ve set the stage so now you just have to show some guts, OK?
さあパーティーの準備が全て整いました。
整う(ととのう) ser arreglado
さあパーティーの準備が全て整いました。 Los preparativos para la fiesta están listos
整理(せいり) Ordenar por lógica
いつも仕事場をきちんと整理しておきなさい。 Always keep your office tidy
僕は出かける前に自分の本を整理する時間がない。 I have no time to put my books in order before I go
私は弟にこの部屋を整理させた。Hice que mi hermano organizara este cuarto.
これは私に思考の整理の思考の整理の仕方を教えることになった。 Ésto fue para enseñarme a organizar mis pensamientos.
整頓(せいとん) Ordenar para que se vea limpio/bonito
部屋はとても散らかっている。整頓しなくてはならない。Mi cuarto está muy desarreglado, debo ordenarlo
彼は今部屋の中でものを整頓している。 He is now setting things in order in his room
お手伝いが私ベッドを整頓した。 The maid made my bed.
教室を整理整頓するようにと命じられた。 It was ordered that the classroom be put in order
調整(ちょうせい) Ajustar; calibrar; afinar
時計を調整しなければ。遅れているのだ。 I must adjust my watch, it’s slow.
自転車のブレーキを調整してもらった I had the brakes of my bicycle adjusted
彼はクラリネットを調整してもらった。He had his clarinet tuned.
音楽のボッリュームを調整したいのですが。How do I fix the volume
整備(せいび) maintenance; dar mantenimiento
車はいつも整備しておきなさい。You should always keep your car in good order
整形(せいけい) Cirugía plástica

世 Plano

訓読み- よ
音読み- セ
Ejemplos
世(よ) Plano existencial.
この世 El plano terrenal あの世 El otro mundo; plano espiritual
世の中(よのなか) sociedad; el mundo en el que vivimos y nos desarrollamos
世界(せかい) Mundo en general
世の中は瞬く間に変わるだろう The world will change in an instant
世の中は狭いものですね。It's a small world, isn't it?
世間(せけん) lo mismo que 世の中 pero un poco mas formal
お世話(おせわ) Molestia; ayuda
大変お世話になりました Muchísimas gracias por tomarte la molestia en ayudarme
私が海外にいる間、彼が猫の世話をしてくれるだろう He will look after the cats for me while I'm abroad
お世話をする look after someone
お世辞(おせじ) Flattery
彼は私にお世辞を言った。 He paid me a compliment
お世辞位にはきをつけよう。 Beware of smooth talk
世紀(せいき) Century

昔 Tiempo remoto

訓読み- むかし
音読み- セキ
Ejemplos
昔話(むかしばなし) Historia folklóricaa
昔々あるところに Hace mucho tiempo en cierto lugar…
昔日(せきじつ) Older days
アメリカ合衆国の経済力は昔日のようではない。The economic strength of the USA is not what it used to be

全 Todo

訓読み- すべ
音読み- ゼン
Ejemplos
全く(まったく) Expresión usada por si sola para expresar descontento
全然(ぜんぜん) Para nada (con verbo negativo) - Completamente (con verbo positivo)
彼はグランスうごは全然知らないい。El no sabe nada de francés
それは焦げている臭いとは全然ちがう. It’s quite distinct from the smell of burning
彼はその事件とは全然関係がなかった El no tenía nada que ver con el caso.
全く(まったく ) Lo mismo que 全然 pero 全く es mas formal y no tiene ninguna connotación emocional.
全部(ぜんぶ) Todo; todas las partes; All of it.
全て(すべて) Lo mismo que 全部 pero すべて Es mas formal
全員(ぜんいん) Todos los miembros del grupo
全国(ぜんこく) nation-wide; the whole country

送 Enviar

訓読み- あい
音読み- ソウ
Ejemplos
送る(おくる) Enviar
放送(ほうそう) Broadcast
見送る(みおくる) See off
送り仮名(おくりがな) Okurigana; el kana escrito después del kanji
郵送(ゆうそう) Mailing
その手紙は明日郵送されるだろう。 The letter will be mailed tomorrow

相 Partner

訓読み- あい
音読み- ソウ
Ejemplos
相手 (あいて) Persona con la que haces algo. Compañero de baile, contrincante de pelea, con quien conversas, etc.
相変わらず(あいかわらず) As always
相談(そうだん) Consejo
相撲 (すもう) Sumo (Deporte)
相当(そうとう) Considerable; remarcable
彼らの結婚費用は相当な物だった。Their wedding expenses were considerable
それを発明した教授は大学から相当の対価を受ける權利がある The professor who invented it has the right to considerable remuneration from the university.
鳥の翼は人間のう腕に相当する。 Las alas del pájaro se consideran equivalentes a los brazos de un hombre

想 Imaginación; idea de un concepto

Ejemplos
訓読み- おも
音読み- そう
想像(そうぞう) Imaginación; concepción de una idea
彼らは日本といえば富士山を想像する。They often associate Japan with Mt.Fuji.
仮設のない科学など想像もできない。 We cannot conceive science without a hypothesis
彼は依頼人がどんな人なのか想像してみた。HE tried to imagine what his client was like
想像に任せる Leave something to someone’s imagination
想像に難くない Easy to imagine
予想(よそう) anticipar; expectativa; data-based guess; pronóstico
開票は予想した通りだ。Elections returns were what we had expected
離婚率は上昇すると予想されている。The divorce rate is expected to rise
結果は彼の予想とは正反対だった。 The result was contrary to his expectations.
感想(かんそう) Impresión
それの感想は? Que impresión te dió?
彼の新しいヘアスタイルについてみんな何か感想を述べた。Todos expresaron la impresión que tuvieron de su nuevo corte de cabello.
連想(れんそう) Mental association
彼女の顔を見るとバラが連想させる。Se me viene a la mente una rosa cuando veo su vara.
私たちは政治家というと偽善を連想しがちだ。We tend to associate politicians with hypocrisy.
私はこの歌を聞くと彼の名を連想する。I couple this song with his name
思想(しそう) Ideas; ideología
私は彼の思想うには与しない。 I don’t support his ideas
言葉は思想を表すのに役立つ。Las palabras sirven para expresar ideas.
思想の自由 Freedom of thoughts

息 Breath

訓読み- いき
音読み- ソク
Ejemplos
息(いき) Breath
鼻で息ができません No puedo respirar por la nariz
息子(むすこ) Son; hijo
休息する(きゅうそくする) descansar; darse un respiro
彼は短い休息の後、仕事を再開した。Reanudó su trabajo después de un corto respiro
ため息をつく(ためいきをつく) breathe a sigh of relief
息を引き取る(いきをひきとるう) Dar el ultimo respiro (morirse)
消息(しょうそく) Noticias de alguien o algo
年賀賞のおかげで私たちは友達や親戚の消息がわかる Gracias a las cartas de año nuevo, podemos saber de nuestros amigos y relativos
彼はは3年前に家を出たきり全然消息がない。Desde que salió de casa hace 3 años no se ha sabido de él
利息(りそく) Intereses de banco $$$

速 Rápido

訓読み- はや・すみ
音読み- ソク
Ejemplos
速い(はやい) Rápido
高速道路(こうそくどうろ) Highway
急速に(きゅうそくに) De forma rápida
砂漠の砂は夜になると急速に冷える。La arena del desierto se enfría rápidamente por la noche
速やかに(すみやかに) Apresuradamente
早速(さっそく) ASAP
速度(そくど) Velocidad
素速い(すばやい) swift (motion); sharp (judgement); quick (to understand). También se puede escribir 素早い.
ボクサーにはすばやい身のこなしがが必要だ。Los boxeadores necesitan reflejos rápidos
彼はロシア語を素早く習得した。He acquired Russian very quickly

族 Tribu

訓読み- No tiene
音読み- ゾク
ejemplos
家族(かぞく) Significa Ohana, lo cual significa familia, y tu familia nunca te abandona :’v
民族(みんぞく) Ethnic group, race
米国では多くの民族が生活うしている。Many races live together in the united states
コキリ族(こきりぞく) La tribu kokiri

他 Otro

訓読み- ほか
音読み- タ
ejemplos
他(ほか) Otro
そのほかのことならなんでもします。Haré todo menos eso
その他の点では正しい。It is otherwise correct
他人(たにん) Another person; others
他人を指すのは失礼なことです。Es de mala educación señalar con el dedo a otros.
他に(ほかに) In addition. Something/someone else.
その光景金額の他に、彼は私にまだ10ドルの借りがある。In addition to that sum, he still owes me ten dollars.
他に方法はありませんか。Is there any alternative to your method.
他に誰か休んでいたか Was anybody else absent.
日本では琵琶湖ほど大きな湖は他にない。 No other lake in Japan is as large as Lake Biwa
他方(たほう) The other
片方の本は薄く、他方は厚い。One book is thin, and the other is thick.

打 Dispararle; Darle

訓読み- う
音読み- No importa tanto
ejemplos
打つ(うつ) Darle (un balazo, un golpe, un madrazo, etc.
私はその男に腹を打った Le dí a ese hombre en el estómago
打ち上げる(うちあげる) Lanzar
ロケットは宇宙にう打ち上げられた El cohete fue lanzado al espacio
打ち勝つ(うちかつ) Superar
彼は自分の恐怖に打ち勝つことができる。El puede superar su miedo
彼は多くの困難に打ち勝った Ele superó muchas adversidades
新進ボクサーがチャンピオンに打ち勝った。 El nuevo boxeador superó al campeón
打ち負かす(うちまかす)
彼を打ち負かすのは不可能だ
どのチームも例外なく打ち負かされた Every team was defeated without exception
ケンはチェスで私を打ち負かした。Ken beat me at chess
打ち込む(うちこむ) Dedicarse; Clavar; darle duro; adentrarse
いたにくぎを打ち込んだ Clavó clavos en la tabla
彼女はsポーツに打ち込んでいる Ella está clavada en el deporte.
自分のことに打ち込みなさい Dedíquese a sus propios asuntos
打ち解ける(うちとける) Abrirse a otras personas
彼は従業員と打ち解けない。He is inaccessible to his employees
彼は打ち解けた He has come out of his shell
手を打つ(てをうつ) Dar una palmada; tomar medidas; darle
事態が悪化しないように即座に手を打った。We took action immediately so that things wouldn’t go worse.

待 Esperar

訓読み- タイ
音読み- ま
ejemplos
待つ(まつ) Esperar
期待(きたい) Expectation; Hope
待合室(まちあいしつ) Waiting room

第 Números Ordinales (Prefijo)

訓読み- No tiene :D
音読み- ダイ
ejemplos
第一(だいいち) Primero
第一位(だいいちい) First rank
第2話(だいにわ) Episodio 2
第7章(だいななしょう) Sépitmo capítulo (de un libro)
第二言語(だいにげんご) Segundo idioma

題 Asunto

訓読み- No Tiene
音読み- ダイ
ejemplos
題(だい) Titulo
この劇の題は「オセロ」です。El título de esta obra es “Othello”
「友情」とい題で作文を書きなさい。 Writee an essay on “friendship”.
「秘めたの恋」という題の作文で、メアリーは賞をもらった Mary received an award for her composition called “Secret Love”
問題(もんだい) Asunto; Problema, Cuestión
このような問題は扱いにくい。Such problem is hard to deal with
その問題は審議中です。Ese asunto está en discusión
その問題はまだ十分に探求されてうない。The subject has not yet been fully explored yet
センセ英達はその問題をめぐって賛否が分かれた。The teachers were divided on the issue
問題を取り上げる(もんだいをとりあげる) To take up a problem
問題を扱う(もんだいをあつかう) Deal with a Problem
問題を避ける(もんだいをさける) Avoid a problem
宿題(しゅくだい) Tarea (de la escuela)
宿題を遅れずに終えてホッとしている It’s a relief to have finished the assignment on time
宿題をしているうちに眠れこんでしまった。Me quedé dormido mientras hacía mi tarea
もう宿題を済ませたの。Ya acabaste tu tarea?
やっと宿題を仕上げた。 I finally worked through my homework
彼は夕飯の前に宿題を終えていた。He had his homework done before supper.
話題(わだい) Tema de conversación
話題を変える(わだいをかえる) Cambiar el tema de la conversación.

代 Periodo de tiempo

訓読み- か
音読み- ダイ
ejemplos
代わりに(代わりに) En lugar de; en vez de
石油の代わりにアルコールを使うべきだ。We should substitute alcohol for oil
このネバネバした流動体は接着剤の代わりになる El fluido pegajoso puede ser reemplazado por adhesivo.
その感は灰皿の代わりになる。Usaremos la lata en lugar del cenicero
そのラジオの代わりにライプライターをあげよう。Te daré mi maquina de escribir por tu radio.
私自身がいく代わりに息子に行かせます。I’ll get my son to go instead of going myself
その代わりに彼は自分のコンピューターを制御しているスイッチを操作した。 Instead, he worked a switch that controlled his computer
-代(だい) Contador para décadas
反抗的な態度は10代に特有なものである。 The defiant attitude is characteristic of teenagers.
トムは映画界にデビュウするとすぐに10代の若者の間で人気が出た。Tom se volvió popular entre adolescentes tan pronto hizo su debut en las películas.
メアリーは10代後半にアメリカ合衆国に渡った。Mary went over to the United States in her late teens
彼は老けて見えるが、まだ20代だ。Se ve viejo pero sigue en sus veintes
代金(だいきん) Precio; Cantidad ほんの代金を小切手で支払っても良いですか。Can I pay for the book by check?
彼はその場で代金を支払った。 He paid the money on the spot
ビデオの代金を5回に分けて払った。 Pagué por el video en 5 abonos
私は本の代金5ドルを払った。Pagué 5 dólares por el libro
-代(だい) Sufijo para gastos/cargos
毎月のガス代はいくらですか。How much is your monthly gas bill?
タクシー代は君と分担しよう。I will share with you the cost of the taxi
現代(げんだい) Nowadays; Hoy en día
古代(こだい) Ancient Times
時代(じだい) Época; Era
1990時代 Los noventas

対 Contra

訓読み- No importa tanto
音読み- タイ
ejemplos
に対して(たいして) Ante; contra
子供に対して短期を起こしてはいけない。No debes ser impaciente ante los niños
他人に対して優越感を持っては行けない。No te debes sentir superior ante otras personas.
彼は彼らに対して深い憎しみを抱いた。Desarrolló un odio profundo contra ellos
群衆は人種差別に対して抗議した。The crowd protested against racial discrimination
対(たい) Contra
メキシごが4対1で勝っている。Mexico va ganando 4 contra 1
賭け率2対1でレッドが勝つだろう。 The odds are teo-to-one that red will win.
絶対(ぜったい) Definitivamente; Absolutamente
絶対許さねぇ!NO TE LO PERDONAREEE
私はその案に絶対反対です。 Me opongo rotundamente a ese plan
審判の判定は絶対だ。La decisión del juez es definitiva.
アーア、絶対うまくいくと思ったのになあ Oh man, I was sure this was going to work out
反対(はんたい) Opuesto
対策(たいさく) Counter-measure
対策を講じる(こうじるをこうじる) Tomar medidas
交通事故の防止対策を講じなければならない。Debemos tomar medidas preventivas para evitar los accidentes de tráfico.
私ウイルス対策用ソフトウエアは不良品でした。 Creo que mi anti virus no sirve de nada

炭 Carbón

訓読み- No importa tanto
音読み- タン
ejemplos
石炭(せきたん) Carbón
二酸化炭素(にさんかたんそ) Dióxido de carbono

短 Corto

訓読み- みじか
音読み- タン
ejemplos
短い(みじかい) Corto (Longitud o tiempo)
その薬の結果は強烈だか短い Los effects de esa droga son intensos pero cortos.
ロープは、2〜3メーター短すぎた。The rope was a couple of meters too short
短所(たんしょ) Defecto
全ての人は長所と短所を持っている。Todas las personas tienen virtudes y defectos.
短期(たんき) Término corto
どんな語学も短期では無理だ。Whatever language you study, it takes time
短期契約社員達は予告なしに解雇された。The short term contract employees were dismissed without notice
手短 En pocas palabras; En breve
手短と言うと、君の悪いんだよ。En pocas palabras, es tu culpa
手短に意見を述べてください。 Please confine yourself to a short comment
短期(たんき) quick temper
彼は自分の短期でいつか困ったことになるだろう。His quick temper will get him in trouble one day.
子供に対して短期を起こしてはいけない。You shouldn’t be impatient with children
彼は彼の父親ほど短期ではない。He is less impatient than his father.

談 diálogo

訓読み- No tiene :D
音読み- ダン
Ejemplos
冗談(じょうだん) joke
相談(じょうだん) hablar con alguien para pedir su opinión de tu situación; consulta
私は姉に相談した。I consulted with my sister
依頼人は弁護士を相談した。El cliente habló con el abogado.
相談に乗る(そうだんにのる) give advice
いつでも相談に乗りますよ。You can count on me any time!
会談(かいだん) Dialogo entre personas importantes
平和会談は今週始まる。 The peace talks begin next week

着 weaarrive

訓読み- き・つ
音読み- チャク
Ejemplos
着る(きる) To wear. Nota: No see usa para sombreros ni pantalones. Para sombreros es かぶる y para pantalones y zapatos es はく.
下着(したぎ) underwear
着替えをする(きがえをする) Cambiarse la ropa
着物(きもの) Kimono :v
この黄色セーターを着てみませんか。Why don’t you try this yellow sweater?
彼女はかわいい水着を着ている。 She is in a cute swimsuit
昨日、何を着ていたか思い出せない。I don’t remember what I was wearing yesterday.
水着(みずぎ) Traje de baño
着く(つく) arrive; reach
彼らはたった今ついた。
私はあなたより先に駅に着くことができる I can beat you to the station.
私たちの列車は8時に大阪を出て、11時についた。 Our train Leeds Osaka at 8, arriving in Tokyo by eleven
私は毎朝9時に職場に着く。I report to work at 9 every morning
席に着く(せきにつく) Tomar asiento
到着(とうちゃく) Arrival! (Formal) Used by train stations, airports, etc.
到着が遅れます。I will be arriving late

注 Atención

訓読み- そそ
音読み- チュウ
Ejemplos
注ぐ(そそぐ) Vertir literalmente; metafóricamente vertir tus energías, tu amor, etc
私にお茶を少し注いで下さい Please pour me a little tea
彼は友人を助けることに全力を注いだ He invested his energies on helping his friend
子供に少し愛情を注いで見給え、すると君におびただしい愛情が戻ってくる Give a little love to a child, and you get a great deal back
降り注ぐ(ふりそそぐ) Rain incessantly
注意(ちゅうい) Tener cuidado; Advertir 注意 se usa mucho por si solo para decir CAUTION!
はしごを登るときには注意しなさい Be careful when you climb up the ladder
火のそばへ行かないようにって、何度注意したらわかるの。 How often do I have to tell you to keep away from the fire?
注意をひく(ちゅういをひく) llamar la atención
まず私注意を引いたのは哲学だった。La primera materia que llamó mi atención fue filosofía
彼女の美しい服が私注意を引いいた。Su hermoso vestido llamó mi atención
子供はただ注意をひきたくて泣くことが多い Children often cry just because they want attention.
注意を逸らす(ちゅういをそらす) Distraer
突然音がして彼らはゲームから注意をそらした。A sudden noise abstracted their attention from the game
注文(ちゅうもん) Pedido
朝食のメニューの中から注文してもいいですか。 Can I order from the breakfast menu?
私たちは、新しい本を何冊か海外に注文した We ordered some new books from abroad
私はその本がとても好きだったので友人のために10冊注文した I liked the book so much I ordered ten copies for friends.
私は電話でピザを注文した。Pedí una pizza por teléfono
注文をキャンセルしますので、キャンセル確認書をお送りください。Por favor cancele mi orden y mande confirmación de la cancelación.
注目(ちゅうもく) Prestar atención; Dar atención conscientemente. Nota: diferencia de 注意, 注目 no tiene el feeling de CUIDADO.
彼の言っていることに注目した I focused on what he was saying
姉は注目すべき英語の進歩を遂げた My sister has made remarkable progress in English
この本は注目に値する This book is worthy of attention
注目されている映画 - A movie people are paying attention to / a movie people are discussing / a hot new movie
注目を集める draw attention
奇術師は子供たちの注目を集めていた The magician had the children's attention

柱 Pilar

訓読み- はしら
音読み- チュウ
Ejemplos
柱(はしら) Pilar; Columna como de edificio griego
電柱(でんちゅう) Poste de luz

帳 Notebook

訓読み- No tiene :D
音読み- チョウ
Ejemplos
手帳(てちょう) Notebook
電話帳(でんわちょう) Directorio telefónico
几帳面(きちょうめん) Metódico
彼は几帳面な男だ。He is a methodical man
submitted by Zalogon to KanjiEntendible [link] [comments]


2019.11.17 17:07 wq1119 AVISO: Todos os Grupos do Yahoo! serão deletados em 14 de Dezembro, arquive os seus grupos agora para preservar história e boas memórias da internet para o futuro.

Talvez você se lembre entre 2001-2009 de estar conversando sobre videogames, filmes, desenhos, música, notícias, viagens, humor, ou apenas batendo um papo com seus amigos no Grupos Yahoo! - pois então, todas essas lembranças desde 1998 serão perdidas para sempre em 14 de Dezembro de 2019 caso você não arquive isso até lá.
A internet muda muito, e vários sites dessa época estão sendo fechados rápidamente por causa de serem trocados outros gigantes como o Instagram, Twitter, e Facebook, eu fico realmente triste ao ver isso, sendo que estamos na era digital aonde temos jeito de preservar tudo, já perdi a conta de quantos sites e serviços famosos fecharam nessa última década, então imagine só a quantidade de sites que serão fechados na década de 2020 e no futuro a seguir.
Ao invés de livros que queimam, fotos que são perdidas, ou fitas VHS que estragam, na internet você pode preservar tudo isso para sempre - mas apenas no momento que é possível, imagina o quão legal deve ser você como um véio mostrar as suas merdapostagens de 2006 para o seus netos adolescentes em 2071?!, precisamos preservar sites para gerações futuras! ou simplesmente por quê temos interesse de ler coisas dessa época, como no meu caso.
Pois então, aqui está o anúncio do próprio Yahoo: https://help.yahoo.com/kb/groups/SLN31010.html
  • What features will go away?
Files
Polls
Links
Photos
Folders
Calendar
Database
Attachments
Conversations
Email Updates
Message Digest
Message History
TLDR, basicamente tudo desaparecerá.
Agora, é possível sim arquivar o conteúdo dos grupos para leitura offline ou arquivação em sites como a WaybackMachine, eu nunca tive uma conta no Yahoo! portanto eu não entendo muito bem como isso tudo funciona, mas sei que você poderá salvar a data do grupo se você for um admin semelhante com o Google Takeout:
  • How can I keep my Yahoo Groups content?
Photos and files can be saved right from the Yahoo Groups site, or you can download your data from the Privacy Dashboard.
Agora, se você não for um admin e não tiver acesso para baixar o conteúdo do grupo, tente entrar em contato com os caras do ArchiveTeam ou seguir as instruções do /DataHoarder aqui no Reddit:
https://www.archiveteam.org/index.php?title=Yahoo!_Groups
https://github.com/davidferguson/yahoogroups-joiner
https://www.reddit.com/DataHoardecomments/dipcj6/all_of_yahoo_groups_is_being_rm_rfd_december_14/
https://www.reddit.com/DataHoardecomments/dqoa9u/help_us_save_as_many_yahoo_groups_as_possible/
Atualmente estou querendo arquivar o grupo que o meu pai usava para marcar eventos com os amigos dele pelo menos desde 1995, ele me disse que ele e os amigos migraram dos chats da internet primitiva (IRC ou Usenet? ele não se lembra) pro Yahoo Grupos entre 1998-2001, e o cara dando risada disse que a grande maioria dos amigos dele nesse grupo já morreram e que ele só conhece um cara de lá que ainda está vivo, e que ele quer que o grupo seja deletado mesmo, literalmente se recusando a me falar o nome do grupo, portanto, deve ter conversas incríveis por lá.
Como eu já disse, eu nunca usei o Yahoo! Grupos mas mesmo assim quero fazer esse PSA para quem quer ajudar a preservar história da internet, ou na maioria das vezes, memórias pessoais.
submitted by wq1119 to brasil [link] [comments]


2019.09.16 15:40 exsoldierakechi [Sério]Minha noiva enfermeira do UPA pediu pra sair.

Vim compartilhar com vocês por muitos não conhecerem a realidade da saúde do Brasil, vendo de dentro. Ela finalmente pediu pra sair após 4 anos e muita insistência minha e da família dela. Que não aguentavamos mais ver sofrer.
O país tem muito dinheiro, mas muito é desperdiçado... e de formas que a maioria nem imagina, vim aqui listar algumas das coisas que ela me contou ao longo dos anos que trabalhou lá, e entre os motivos da saída dela. Ela trabalha em uma cidade grande do Sudeste, perto de um grande centro.
Sobre os Pacientes:
-Maioria dos "pacientes que vem do SAMU" são bebados caídos nas ruas. As pessoas veem eles caídos de manhã, chamam o SAMU, levam eles pro upa. Esses bebados vomitam nas enfermeiras, as vezes falam merda e causam baderna. É normal você receber o mesmo cara 4~5x. As vezes a esposa/parente vem buscar, as vezes eles só aparecem pra xingar mesmo. -Tem mãe que tem 5~7 filhos, e quando um ta doente, leva os 7 pro UPA. e as vezes o que ta doente nem tá mesmo, mas ela quer um atestado pra não ir pro trabalho.
-Os dias mais cheios são sexta e domingo, pelos motivos acima. Alguns ficam até 4 horas pra ser atendidos e ela já me disse que aproximadamente metade nem devia estar ali. -MUITO dinheiro é desperdiçado com pessoas que "agendam exame na fila de 3 meses pra ser atendido do SUS" e simplesmente não vão, ela não deu números mas acha que mais de 2/3 dos casos. Isso só piora as filas do sistema. -muitos pacientes xingam as enfermeiras pela demora, ou por elas passarem pacientes em mais urgência na frente. Muitas delas vão embora chorando por serem ameaçadas de morte quase todo dia. Um dia atenderam um traficante e a gangue dele disse que se o cara morresse. eles iam "derrubar" o lugar.
-Existem pacientes que vão, ficam esperando pra ser atendido, o médico passa medicação e quando eles veem que vão tomar injeção, vão embora com medo da agulha. -Crianças chutam enfermeiras quase sempre, e as mães brigam com as enfermeiras por gritar com os pestinhas. e não segura o filho quando vai ser furado. Logicamente essas mães depois surtam quando o filho tira o acesso bagunçando e tem que ser furado novamente porque "TADINHO". -Um morador de rua já cospiu na cara dela porque a sopa não tava quente o suficiente. -Ela atende em um UPA perto da rodovia local, e a QUANTIDADE de acidentes com pessoas que tavam zig-zagueando no transito é grande. A maioria deles quando chegam vivos, chegam pistolados porque "os lerdões não sairam do meio". -Maioria dos idosos não são fofinhos ou educados. Maioria deles exigem as coisas, e cobram demais o tempo todo. -já teve paciente fingindo que estava piorando e se jogando no chão pra ser atendido. Não funcionou. -Já teve paciente que chegou "morrendo" e foi buscado no carro de cadeira de rodas de tão mal que estava. a pessoa tinha quebrado 1 dedo da mão.
-Pacientes já chegaram depois de serem espancados por populares após cometer um crime. A maioria é muito educado mas não sente nenhum remorço do que fizeram pra apanhar. -Quase toda semana, ao menos uma mãe adolescente grávida chega alcoolizada/drogada, e a mãe que a traz está desesperada. -Tem gente boa que vem da roça de burro mesmo andando a mais de 2 horas pra ser atendido toda semana(tratar ferimentos e necrose), e ainda leva frutas pras enfermeiras. Elas adoram. -Eu já disse de outra forma, mas deve ser confirmado: Maioria das pessoas atrasam quem precisa porque fica mentindo sobre o que tem, ou querem atestado, ou vergonha do que fizeram pra estar ali. -Um homem já fez cocô de proposito no leito da observação porque "você tem que me limpar. É sua obrigação." Ele foi limpado, caso a enfermeira negue atendimento, ela pode ser demitida.
Sobre as enfermeiras/auxiliares/Socorristas e afins
-A quantidade de infidelidade é gritante. principalmente com os médicos. Muitos desses casos devido ao stress. -A maioria das enfermeiras amam a profissão e entraram nela pra ajudar, não ganhar dinheiro. Muitas saem em menos de um ano. Em depressão e revoltadas, nunca se recuperam totalmente a abandonam a área.
-A jornada de trabalho é de 12 horas por 36 de descanso, ou seja, dia sim dia não de 12 horas, com 3 folgas semanais. -Existem enfermeiras ruins, péssimas até. Que não ligam mesmo e que gostam de abusar de quem não pode reagir, causando dor de propósito. -Diariamente ao menos uma delas está chorando em algum lugar do UPA por algo que aconteceu no dia. Com minha noiva já foram 2 vezes só esse mês.
-Faltam medicamentos as vezes, mas não é tão frequente assim. -Todo mês, o setor onde a enfermeira fica muda. Se sua chefe não gosta de você, ela pode te mandar pro que você menos gosta sempre, pra te forçar a sair.
-As enfermeiras concursadas são as piores de longe. Tem regalias, faltam frequentemente e fazem corpo mole pra tudo. além de quase sempre escolherem onde vão ficar no proximo. mês. As terceirizadas são as que mais sofrem,pois tem medo de serem despedidas e constantemente tem que baixar a cabeça pra evitar "confusão". -Cada setor do upa devia ter ao menos 2 enfermeiras. Minha noiva Já chegou a ficar em sutura, eletro, remoção(Ambulância) e coleta em um só mês devido a falta de funcionários. -Uma gosta de se achar mais esperta que a outra, mesmo que as vezes custe a vida de um paciente. Apenas por não admitir que errou em algo, e faz errado assim mesmo. -Se você for mal educado, elas usam a agulha mais grossa pra doer mais :). -Se você for educado, elas guardam seu nome e te tratam com amor e carinho. E sim, elas até falam bem de você quando chegam em casa. -Mais de uma vez por mês, uma delas é assaltada ou tem que correr de alguém. Pelo horário previsivel e a região ser mais carente.
-O tempo médio que uma enfermeira trabalha lá antes de desistir é 6 meses. Quem já está a muitos anos são exceções.
-A maioria trabalha lá por necessidade ou por experiência, o salário não chega a 2500 por mês. muitas trabalham em dois empregos.
-As enfermeiras chefes nem sempre ficam presente, escolhem favoritos e costumam cobrar coisas sem sentido.
-Colegas ensinam errado pra te ferrar mesmo se não for com sua cara. -Quando gostam de você, são pra vida toda. -Algumas choram quando acordam pra ir trabalhar de madrugada. Não pelo esforço, mas por saber o que vão passar durante o dia. Eu já vi isso ao vivo multiplas vezes, e vi diferentes colegas de trabalho dela.
-Socorristas e etc do SAMU costumam ser legais de trabalhar junto, mas um ou outro é MUITO chato. -As vezes eles levam alguém quase morrendo e jogam no upa o mais rapido possível pra não ter que lidar com a burocracia do falecimento. -Dirigem de forma espetacular no geral. Um ou outro é estressado no trânsito.
-Faltam equipamentos e pessoal constantemente, a unidade do UPA dela está com menos de 50% do pessoal recomendado. -O salário atrasa TODO MÊS de 10 a 20 dias pros terceirizados. A empresa que terceiriza recebe o pagamento na data certa da prefeitura
-Enfermeiras as vezes apanham de pacientes que não gostaram de uma notícia ruim, ou por demorar pra ser atendidos. Minha noiva finalmente vai sair do trabalho após uma mãe reclamar que não ia receber atestado pelo filho fingir que estava doente, e a mãe dar um tapa na cara dela por negar.
-

Sobre os médicos: -A maioria realmente não olha na cara dos pacientes.
-Boa parte não dá a minima e está ali por dinheiro
-Os bons médicos são FACILMENTE identificados, e você vai perceber na hora. -O "mito" de tudo ser virose é real. E muitos dizem isso porque o paciente não tem nada mas não para de enxer o saco pra pegar atestado.
-Não se acham deuses, tem certeza. -Não fazem nem 10% do trabalho, mas devido a regras da secretaria de saúde. Quase nada por ser feito sem eles. seja entubar uma pessoa que esteja em situação crítica, seja usar um medicamento especifico mais forte, ou mesmo dar pontos em algum corte. Mesmo que você tenha 10 enfermeiras capacitadas até MAIS que o médico, só ele pode fazer isso. -Quando você leva pontos, você ficar ou não com cicatriz vai depender da pressa do médico em dar ponto.
- Maioria adora dar em cima de enfermeiras. Só minha noiva foi assediada 3 vezes. Uma até apalpada. -Nada acontece com relação ao item anterior, a administração não investiga ou faz nada, pois médicos "estão em falta".
-Você pode morrer porque um deles tava no horário de almoço, no refeitório dentro do UPA, e ele não quis "voltar antes" pra uma emergência. -Os cubanos costumam ser os mais atenciosos, mas os de pior habilidade prática e conhecimento, de longe. -Muitos dos mais velhos usam nomes de remédios que não existem a 20 anos pra se referir a outro medicamento. Eles brigam com as enfermeiras quando elas não sabem. -A letra horrível é pura falta de vergonha na cara. maioria sabe escrever muito bem.
Bom, acho que isso resume boa parte do que eu ouvi esse tempo todo. Caso tenha interesse talvez até peça pra ela fazer um AMA.
O objetivo é só vocês que as vezes precisam de um atendimento refletir um pouco. É dificil manter a calma com dor, ou precisando de ajuda, mas você está ali um dia só. Elas estão ali todos os dias e muitas já nem são mais as mesmas de quando entraram.
E tem outras que são FDP mesmo.
submitted by exsoldierakechi to brasil [link] [comments]


2019.09.16 15:38 exsoldierakechi [Sério]Minha noiva enfermeira de um UPA pediu pra sair.

Vim compartilhar com vocês por muitos não conhecerem a realidade da saúde do Brasil, vendo de dentro. Ela finalmente pediu pra sair após 4 anos e muita insistência minha e da família dela. Que não aguentavamos mais ver sofrer.
O país tem muito dinheiro, mas muito é desperdiçado... e de formas que a maioria nem imagina, vim aqui listar algumas das coisas que ela me contou ao longo dos anos que trabalhou lá, e entre os motivos da saída dela. Ela trabalha em uma cidade grande do Sudeste, perto de um grande centro.
Sobre os Pacientes:
-Maioria dos "pacientes que vem do SAMU" são bebados caídos nas ruas. As pessoas veem eles caídos de manhã, chamam o SAMU, levam eles pro upa. Esses bebados vomitam nas enfermeiras, as vezes falam merda e causam baderna. É normal você receber o mesmo cara 4~5x. As vezes a esposa/parente vem buscar, as vezes eles só aparecem pra xingar mesmo. -Tem mãe que tem 5~7 filhos, e quando um ta doente, leva os 7 pro UPA. e as vezes o que ta doente nem tá mesmo, mas ela quer um atestado pra não ir pro trabalho.
-Os dias mais cheios são sexta e domingo, pelos motivos acima. Alguns ficam até 4 horas pra ser atendidos e ela já me disse que aproximadamente metade nem devia estar ali. -MUITO dinheiro é desperdiçado com pessoas que "agendam exame na fila de 3 meses pra ser atendido do SUS" e simplesmente não vão, ela não deu números mas acha que mais de 2/3 dos casos. Isso só piora as filas do sistema. -muitos pacientes xingam as enfermeiras pela demora, ou por elas passarem pacientes em mais urgência na frente. Muitas delas vão embora chorando por serem ameaçadas de morte quase todo dia. Um dia atenderam um traficante e a gangue dele disse que se o cara morresse. eles iam "derrubar" o lugar.
-Existem pacientes que vão, ficam esperando pra ser atendido, o médico passa medicação e quando eles veem que vão tomar injeção, vão embora com medo da agulha. -Crianças chutam enfermeiras quase sempre, e as mães brigam com as enfermeiras por gritar com os pestinhas. e não segura o filho quando vai ser furado. Logicamente essas mães depois surtam quando o filho tira o acesso bagunçando e tem que ser furado novamente porque "TADINHO". -Um morador de rua já cospiu na cara dela porque a sopa não tava quente o suficiente. -Ela atende em um UPA perto da rodovia local, e a QUANTIDADE de acidentes com pessoas que tavam zig-zagueando no transito é grande. A maioria deles quando chegam vivos, chegam pistolados porque "os lerdões não sairam do meio". -Maioria dos idosos não são fofinhos ou educados. Maioria deles exigem as coisas, e cobram demais o tempo todo. -já teve paciente fingindo que estava piorando e se jogando no chão pra ser atendido. Não funcionou. -Já teve paciente que chegou "morrendo" e foi buscado no carro de cadeira de rodas de tão mal que estava. a pessoa tinha quebrado 1 dedo da mão.
-Pacientes já chegaram depois de serem espancados por populares após cometer um crime. A maioria é muito educado mas não sente nenhum remorço do que fizeram pra apanhar. -Quase toda semana, ao menos uma mãe adolescente grávida chega alcoolizada/drogada, e a mãe que a traz está desesperada. -Tem gente boa que vem da roça de burro mesmo andando a mais de 2 horas pra ser atendido toda semana(tratar ferimentos e necrose), e ainda leva frutas pras enfermeiras. Elas adoram. -Eu já disse de outra forma, mas deve ser confirmado: Maioria das pessoas atrasam quem precisa porque fica mentindo sobre o que tem, ou querem atestado, ou vergonha do que fizeram pra estar ali. -Um homem já fez cocô de proposito no leito da observação porque "você tem que me limpar. É sua obrigação." Ele foi limpado, caso a enfermeira negue atendimento, ela pode ser demitida.
Sobre as enfermeiras/auxiliares/Socorristas e afins
-A quantidade de infidelidade é gritante. principalmente com os médicos. Muitos desses casos devido ao stress. -A maioria das enfermeiras amam a profissão e entraram nela pra ajudar, não ganhar dinheiro. Muitas saem em menos de um ano. Em depressão e revoltadas, nunca se recuperam totalmente a abandonam a área.
-A jornada de trabalho é de 12 horas por 36 de descanso, ou seja, dia sim dia não de 12 horas, com 3 folgas semanais. -Existem enfermeiras ruins, péssimas até. Que não ligam mesmo e que gostam de abusar de quem não pode reagir, causando dor de propósito. -Diariamente ao menos uma delas está chorando em algum lugar do UPA por algo que aconteceu no dia. Com minha noiva já foram 2 vezes só esse mês.
-Faltam medicamentos as vezes, mas não é tão frequente assim. -Todo mês, o setor onde a enfermeira fica muda. Se sua chefe não gosta de você, ela pode te mandar pro que você menos gosta sempre, pra te forçar a sair.
-As enfermeiras concursadas são as piores de longe. Tem regalias, faltam frequentemente e fazem corpo mole pra tudo. além de quase sempre escolherem onde vão ficar no proximo. mês. As terceirizadas são as que mais sofrem,pois tem medo de serem despedidas e constantemente tem que baixar a cabeça pra evitar "confusão". -Cada setor do upa devia ter ao menos 2 enfermeiras. Minha noiva Já chegou a ficar em sutura, eletro, remoção(Ambulância) e coleta em um só mês devido a falta de funcionários. -Uma gosta de se achar mais esperta que a outra, mesmo que as vezes custe a vida de um paciente. Apenas por não admitir que errou em algo, e faz errado assim mesmo. -Se você for mal educado, elas usam a agulha mais grossa pra doer mais :). -Se você for educado, elas guardam seu nome e te tratam com amor e carinho. E sim, elas até falam bem de você quando chegam em casa. -Mais de uma vez por mês, uma delas é assaltada ou tem que correr de alguém. Pelo horário previsivel e a região ser mais carente.
-O tempo médio que uma enfermeira trabalha lá antes de desistir é 6 meses. Quem já está a muitos anos são exceções.
-A maioria trabalha lá por necessidade ou por experiência, o salário não chega a 2500 por mês. muitas trabalham em dois empregos.
-As enfermeiras chefes nem sempre ficam presente, escolhem favoritos e costumam cobrar coisas sem sentido.
-Colegas ensinam errado pra te ferrar mesmo se não for com sua cara. -Quando gostam de você, são pra vida toda. -Algumas choram quando acordam pra ir trabalhar de madrugada. Não pelo esforço, mas por saber o que vão passar durante o dia. Eu já vi isso ao vivo multiplas vezes, e vi diferentes colegas de trabalho dela.
-Socorristas e etc do SAMU costumam ser legais de trabalhar junto, mas um ou outro é MUITO chato. -As vezes eles levam alguém quase morrendo e jogam no upa o mais rapido possível pra não ter que lidar com a burocracia do falecimento. -Dirigem de forma espetacular no geral. Um ou outro é estressado no trânsito.
-Faltam equipamentos e pessoal constantemente, a unidade do UPA dela está com menos de 50% do pessoal recomendado. -O salário atrasa TODO MÊS de 10 a 20 dias pros terceirizados. A empresa que terceiriza recebe o pagamento na data certa da prefeitura
-Enfermeiras as vezes apanham de pacientes que não gostaram de uma notícia ruim, ou por demorar pra ser atendidos. Minha noiva finalmente vai sair do trabalho após uma mãe reclamar que não ia receber atestado pelo filho fingir que estava doente, e a mãe dar um tapa na cara dela por negar.
-

Sobre os médicos: -A maioria realmente não olha na cara dos pacientes.
-Boa parte não dá a minima e está ali por dinheiro
-Os bons médicos são FACILMENTE identificados, e você vai perceber na hora. -O "mito" de tudo ser virose é real. E muitos dizem isso porque o paciente não tem nada mas não para de enxer o saco pra pegar atestado.
-Não se acham deuses, tem certeza. -Não fazem nem 10% do trabalho, mas devido a regras da secretaria de saúde. Quase nada por ser feito sem eles. seja entubar uma pessoa que esteja em situação crítica, seja usar um medicamento especifico mais forte, ou mesmo dar pontos em algum corte. Mesmo que você tenha 10 enfermeiras capacitadas até MAIS que o médico, só ele pode fazer isso. -Quando você leva pontos, você ficar ou não com cicatriz vai depender da pressa do médico em dar ponto.
- Maioria adora dar em cima de enfermeiras. Só minha noiva foi assediada 3 vezes. Uma até apalpada. -Nada acontece com relação ao item anterior, a administração não investiga ou faz nada, pois médicos "estão em falta".
-Você pode morrer porque um deles tava no horário de almoço, no refeitório dentro do UPA, e ele não quis "voltar antes" pra uma emergência. -Os cubanos costumam ser os mais atenciosos, mas os de pior habilidade prática e conhecimento, de longe. -Muitos dos mais velhos usam nomes de remédios que não existem a 20 anos pra se referir a outro medicamento. Eles brigam com as enfermeiras quando elas não sabem. -A letra horrível é pura falta de vergonha na cara. maioria sabe escrever muito bem.
Bom, acho que isso resume boa parte do que eu ouvi esse tempo todo. Caso tenha interesse talvez até peça pra ela fazer um AMA.
O objetivo é só vocês que as vezes precisam de um atendimento refletir um pouco. É dificil manter a calma com dor, ou precisando de ajuda, mas você está ali um dia só. Elas estão ali todos os dias e muitas já nem são mais as mesmas de quando entraram.
E tem outras que são FDP mesmo.
submitted by exsoldierakechi to brasilivre [link] [comments]


2019.08.29 21:54 Pepe-Argento [Mega Thread] Origen de palabras y frases argentinas

Estimados rediturros, en base al post del usuario que hoy descubrió la etimología de Michi (gato), vengo a hacerles entrega del thread que se merecen aquellas personas curiosas.
Seguramente faltan varias palabras pero dejo las que fui recolectando. ----
A CADA CHANCHO LE TOCA SU SAN MARTÍN.
Alude al 11 de noviembre, día de San Martín de Tours, patrono de Buenos Aires, que se celebra comiendo lechón. Significa que a todos les llega en algún momento la compensación por sus buenos o malos actos.
A SEGURO SE LO LLEVARON PRESO.
Viene de Jaén, España, donde los delincuentes eran recluídos en el Castillo de Segura de la Sierra. Originalmente se decía `a (la prisión de) Segura se lo llevaron preso`, que advertía de no robar, para no terminar en Segura. Hoy significa que nadie está libre de alguna contingencia.
AL TUN TÚN.
Con la expresión `al tun tún`, los paremiólogos no se ponen de acuerdo: para unos deviene de `ad vultum tuum`, que en latín vulgar significa `al bulto`, y para otros, es una voz creada para sugerir una acción ejecutada de golpe. De cualquier forma, hoy `al tun tun` indica algo hecho sin análisis ni discriminación.
ANANÁ.
Es una fruta nativa de América del Sur, deliciosa, decorativa y habitualmente asociada con los climas tropicales. El vocablo ananá proviene de nana, que en guaraní significa perfumado. Y fueron los colonizadores portugueses quienes adaptaron esta voz original guaraní para acercarla al modo en que hoy la usamos en la Argentina. Otra de sus nominaciones, piña, se debe a Cristóbal Colón, quien al verla por primera vez (en 1493, en la isla de Guadalupe) pensó erróneamente que había encontrado un tipo de piñón de pino.
ATORRANTES.
Lo de `atorrantes` viene de principios del siglo pasado, cuando colocaron unos grandes caños de desagüe en la costanera, frente a la actual Casa de Gobierno, en lo que hoy es Puerto Madero. Éstos tenían la leyenda `A. Torrant et Cie.` (nombre del fabricante francés) bien grande a lo largo de cada segmento de caño, y estuvieron casi más de un año hasta que, por fin, los enterraron. Mientras tanto `se fueron a vivir a los caños` cuanto vago, linyera y sujetos de avería rondaban por la zona y así surgió este dicho. Cuando la gente se refería a las personas que vivían en esos caños, los llamaban "A-Torran-tes". Más adelante se llamó así a toda persona vaga o de mal comportamiento.
BACÁN.
Aunque casi ya no se emplea, podemos escuchar esta palabra en muchísimos tangos de comienzos del siglo XX. “Mina que de puro esquillo con otro bacán se fue”, dice la letra de Ivette, compuesta por Pascual Contursi. “Hoy sos toda una bacana, la vida te ríe y canta”, reza Mano a mano, el clásico de Celedonio Flores. Del genovés baccan (jefe de familia o patrón), el término alude a una persona adinerada, elegante, amante del buen vivir y acompañó un fenómeno social: el surgimiento de la clase media y la figura del hombre capaz de darse ciertos lujos y exhibirlos.
BANCAR.
Con frases como “Yo te banco” o “No te banco más”, bancar es uno de los verbos que más usamos los argentinos para expresar si aguantamos, toleramos o apoyamos a algo o alguien. El origen del término es bastante discutido. Algunas opiniones señalan que alude al banco en el que nos sentamos, en el sentido de que este soporta nuestro cuerpo. Sin embargo, otros argumentan que se trata de una expresión popularizada gracias a los juegos de azar. Es que “bancame” era la súplica que hacían los apostadores a los responsables de la banca en los casinos.
BARDO.
Esta voz comenzó a utilizarse en la década del 80 y se propagó rápidamente, incluso con su verbo derivado: bardear. Se aplica para indicar la ocurrencia de problemas, líos, desorden o embrollos. Para algunos es una especie de “lunfardo del lunfardo” porque se trata de una simplificación del término balurdo, otra locución coloquial que tomamos del italiano (balordo: necio o tonto). Así que están avisados: la próxima vez que digan que algo “es un bardo”, sepan que del otro lado del océano pueden interpretar que se refieren simplemente a una tontería.
BERRETÍN.
Una obsesión, un capricho, una esperanza acariciada sin fundamento racional… eso es un berretín. De origen genovés, donde beretín alude a una especie de gorro o sombrero, la creatividad popular nombró así a los deseos intensos que llevamos en la cabeza. El tango supo recoger esta palabra. Por ejemplo, Niño bien arranca: “Niño bien, pretencioso y engrupido, que tenés el berretín de figurar”. Esta voz, hoy casi en desuso, también llegó al cine. En 1933 se rodó Los tres berretines, la segunda película argentina de cine sonoro que narraba tres pasiones porteñas: fútbol, tango y cine.
BOLÓ.
Sin lugar a dudas, boludo es una de las palabras que identifican a los argentinos y que más transformó su sentido a lo largo de las últimas décadas. De ser agresiva e insultante, se convirtió en una expresión inocente y típica empleada para llamar la atención del otro. En la provincia de Córdoba evolucionó de tal modo que terminó teniendo una sonoridad totalmente diferente: boló. Y la frase “¿Qué hacé’ boló?” podría ser perfectamente el saludo entre dos cordobeses que se tienen la más alta estima.
BOLUDO [Mención especial].
Convertida en un verdadero clásico argentino, boludo (y sus derivados, boludez, boludeo, boludear) fue mutando su significado a través del tiempo.
En el siglo XIX, los gauchos peleaban contra un ejército de lo que en aquella época era una nación desarrolla como la española.
Luchaban contra hombres disciplinados en las mejores academias militares provistos de armas de fuego, artillería, corazas, caballería y el mejor acero toledano, mientras que los criollos (montoneros), de calzoncillo cribado y botas de potro con los dedos al aire, sólo tenían para oponerles pelotas, piedras grandes con un surco por donde ataban un tiento, bolas (las boleadoras) y facones, que algunos amarraban a una caña tacuara y hacían una lanza precaria. Pocos tenían armas de fuego: algún trabuco naranjero o arma larga desactualizada.
Entonces, ¿cuál era la técnica para oponerse a semejante maquinaria bélica como la que traían los realistas? Los gauchos se formaban en tres filas: la primera era la de los "pelotudos", que portaban las pelotas de piedras grandes amarradas con un tiento. La segunda era la de los "lanceros", con facón y tacuara, y, la tercera, la integraban los "boludos" con sus boleadoras o bolas. Cuando los españoles cargaban con su caballería, los pelotudos, haciendo gala de una admirable valentía, los esperaban a pie firme y les pegaban a los caballos en el pecho. De esta forma, rodaban y desmontaban al jinete y provocaban la caída de los que venían atrás. Los lanceros aprovechaban esta circunstancia y pinchaban a los caídos.
En 1890, un diputado de la Nación aludió a lo que hoy llamaríamos "perejiles", diciendo que "no había que ser pelotudo", en referencia a que no había que ir al frente y hacerse matar. En la actualidad, resemantizada, funciona como muletilla e implica un tono amistoso, de confianza. El alcance del término es tan grande que, en el VI Congreso de la Lengua Española, realizado en 2013, el escritor argentino Juan Gelman la eligió como la palabra que mejor nos representa.
BONDI.
A fines del siglo XIX, los pasajes de tranvía en Brasil llevaban escrita la palabra bond (bono en inglés). Por eso, las clases populares comenzaron a referirse al tranvía como bonde (en portugués la “e” suena como nuestra “i”). A partir de entonces, el recorrido del vocablo fue directo: la trajeron los italianos que llegaban desde Brasil y, cuando el tranvía dejó de funcionar en Buenos Aires, se convirtió en sinónimo popular de colectivo.
CAMBALACHE.
Es el título del emblemático tango escrito por Enrique Santos Discépolo en 1935. Pero, ¿sabés qué significa exactamente esta palabra? Originalmente deriva del verbo cambiar y en nuestro país se utilizó para nombrar a las antiguas tiendas de compraventa de objetos usados. Este es el sentido que se le da en el tango cuando dice: “Igual que en la vidriera irrespetuosa de los cambalaches se ha mezclao la vida, y herida por un sable sin remache, vi llorar la Biblia junto al calefón”. Por eso, el significado se transformó en sinónimo de desorden o mezcla confusa de objetos.
CANA.
Existen diferentes versiones para explicar cómo surgió este vocablo que en lunfardo significa unívocamente policía. Una dice que proviene de la abreviatura de canario, que se empleaba en España para designar a los delatores. Aunque la historia más extendida lo ubica en el idioma francés, del término canne, y alude al bastón que portaban los agentes del orden. Como sea, cana pasó a nombrar a la policía y, más tarde, se empleó como sinónimo de cárcel (“ir en cana”). Hoy también se utiliza la expresión “mandar en cana” para decir, con picardía, que dejamos a alguien en evidencia.
CANCHA.
Apasionados por el deporte, los argentinos repetimos frases que ya forman parte de nuestra genética. “El domingo vamos a la cancha” es una de ellas. Como es sabido, cancha es el espacio que se destina a eventos deportivos y, en ocasiones, a algunos espectáculos artísticos. Pero lo que pocos conocen es que esta palabra proviene del quechua, lengua originaria en la que kancha significa lugar plano. La acepción que en la actualidad le damos a esta expresión llegó con la práctica de la lidia de toros y pronto se expandió a todos los deportes.
CANILLITA.
El origen de esta palabra es literalmente literario. La voz se toma de Canillita, una pieza teatral escrita por Florencio Sánchez en los primeros años del siglo XX. El protagonista es un muchacho de 15 años que trabaja en la calle vendiendo periódicos para mantener a su familia. Como sus piernas son muy flaquitas y lleva unos pantalones que le quedaron cortos por los que asoman sus canillas, lo llaman Canillita. Desde 1947, el 7 de noviembre se celebra el Día del Canillita en homenaje a la muerte del gran escritor uruguayo, autor de otra obra emblemática M’hijo el dotor.
CATRASCA.
Puede que, a menudo, muchos de los que utilizan esta palabra para referirse socarronamente a las personas torpes o propensas a los pequeños accidentes no tengan cabal idea de su significado literal. Sucede que esta expresión se establece como síntesis de la frase “Cagada tras cagada”. En la Argentina, se hizo popular en 1977 a partir de la película El gordo catástrofe, protagonizada por Jorge Porcel, quien personificaba un hombre que vivía de accidente en accidente y al que todos llamaban Catrasca.
CHABÓN.
Desde el tango El firulete, de Rodolfo Taboada, que dice “Vos dejá nomás que algún chabón chamuye al cuete y sacudile tu firulete…”, hasta After chabón, el último disco de la banda de rock Sumo, esta voz del lunfardo se instaló en la cultura argentina como sinónimo de muchacho, tipo o pibe. El término deriva de chavó (del idioma caló, usado por el pueblo gitano), que significa joven, muchachuelo. De allí provienen, también, algunas variantes como chavo y chaval, empleadas en diferentes países de habla hispana.
CHAMAMÉ.
La palabra chamamé proviene del guaraní chaá-maì-mé (“estoy bajo la lluvia” o “bajo la sombra estoy”). Según Antonio Sepp, musicólogo jesuita, los nativos se reunían bajo un enorme árbol y, en forma de ronda, hablaban y cantaban ordenadamente a lo largo de la noche; respetaban así la sabiduría de los años, sin negarles un lugar a los más jóvenes. Muchas veces terminaban danzando y desplazándose como en un rito de adoración o gratitud. Es en esos espacios de encuentro donde se cree que nació el chamamé, esa marca de identidad musical de la Mesopotamia.
CHAMIGO.
La oralidad reunió che y amigo en un solo término para dar origen a una tercera palabra: chamigo. En este caso, el vocablo che proviene del guaraní, y no del mapuche ni del valenciano, donde tiene otros significados. En guaraní, che es el pronombre posesivo mi, y por eso chamigo quiere decir mi amigo o amigo mío. Esta voz se emplea en Chaco, Corrientes, Misiones y Entre Ríos, provincias donde la cultura guaranítica tiene mayor peso. “El chamigo es algo más que lo común de un amigo, es esa mano que estrecha con impulso repentino”, canta el chamamecero Antonio Tarragó Ros.
CHANGO.
En el noroeste se usa la palabra chango, o su diminutivo changuito, como sinónimo de niño o muchacho. El término deriva de una voz quechua que significa pequeño. Una zamba dice “Cántale, chango, a mi tierra, con todita tu alma, con toda tu voz, con tu tonadita bien catamarqueña; cántale, changuito, lo mismo que yo”. Nieto, Farías Gómez y Spasiuk son solo tres de los Changos que ha dado el folklore argentino y que llevan este vocablo como apodo, indisolublemente unido a su apellido.
CHANTA.
Se trata de la abreviatura de la voz genovesa ciantapuffi, que significa planta clavos; es decir, persona que no paga sus deudas o que no hace bien su trabajo. Pero en nuestro país, cuando le decimos chanta a alguien, nos referimos a que no es confiable o creíble, que es irresponsable o no se compromete. Aunque también se asocia a la picardía si se emplea para nombrar a aquel que finge y presume cualidades positivas. En otras palabras, un chanta sería un charlatán, un chamuyero. En cambio, “tirarse a chanta” es abandonar las obligaciones o, como se dice en la actualidad, “hacer la plancha”.
CHAUCHA Y PALITO.
Se estima que esta frase nació en nuestro campo y se la usa para referirse a algo de poco beneficio económico o ínfimo valor. El palito alude al de la yerba que flota en el mate mal cebado: aquello que no sirve, que está pero molesta. En el caso de chaucha refuerza el sentido: para el gaucho, básicamente carnívoro, la chaucha era un vegetal sin importancia, barato, del que prefería prescindir. Además, en tiempos de la colonia, chaucha se denominaba una moneda de poco valor. Como decir “poco y nada”, pero referido unívocamente al valor monetario.
CHE.
Es una de las palabras que más nos identifica en el mundo. Casi como una seña personal. La usamos para llamar la atención del otro, para quejarnos o simplemente como interjección. La historia más difundida sostiene que es una voz mapuche que significa gente. Sin embargo, otra teoría señala que proviene de Valencia (España), donde le dan usos similares a los nuestros. Ernesto Guevara, ya que de Che hablamos, debe su apodo a la recurrencia con que empleaba la muletilla en su discurso coloquial.
CHORIPÁN.
A mediados del siglo XIX, los gauchos que habitaban las zonas rurales del Río de la Plata dieron origen a una de las minutas que más caracteriza los domingos de los argentinos: el choripán. El término, que es un acrónimo de chorizo y pan, nació en los tradicionales asados gauchescos cuando comer una achura entre dos trozos de pan empezó a ser costumbre. Hoy, a esta denominación que ya es un símbolo identitario de nuestro vocabulario, se le acoplaron dos sándwiches más: vaciopán y morcipán.
COLIFA.
Colifa es un término muy popular que empleamos para expresar, con cierta ternura, que alguien está loco, piantado o rayado. Aunque el sentido común nos lleva a pensar que proviene del término colifato, los estudiosos explican que coli deriva del vocablo italiano coló (que significa, justamente, chiflado). A su vez, colo es loco al vesre ()al revés en lunfardo). Entonces, colifato, y su apócope colifa, aparecen como transformaciones de ese término original que en el habla de la calle sumó sílabas con fines únicamente creativos.
CROTO.
La expresión `Croto` se remonta a la década del `20, cuando el entonces Ministro de Obras Públicas y Transporte, Crotto, implementó una especie de certificado de pobreza y cuyo portador podía viajar gratis en los tranvías y trenes. Hoy en día se denomina con este nombre a toda persona mal vestida que con su apariencia denota su estado de indigencia.
CUARTETO.
En cualquier lugar del mundo se denomina cuarteto a un conjunto de cuatro integrantes, pero para los argentinos se trata, además, de un género musical con influencias de la tarantela y el pasodoble. Este ritmo tropical, que comenzó a bailarse en las zonas rurales de la provincia de Córdoba durante la década del 40 y se popularizó en todo el país en los 90, es una creación cien por ciento argentina. Sus dos exponentes más emblemáticos, Carlos “La Mona” Jiménez y Rodrigo Bueno, convirtieron a este género en una alegre y festiva marca de identidad.
DEL AÑO DEL ÑAUPA.
Se trata de una expresión muy antigua y, decirlo así, puede parecer redundante. Porque ñaupa es una voz quechua que significa viejo o antiguo. En general, se emplea para aludir a un acontecimiento que data de tiempo atrás. La creencia popular considera que Ñaupa fue una persona que tuvo una existencia asombrosamente prolongada. Muy utilizado en la década del 30, suele asociarse al lunfardo, en especial cuando se dice que un tango es “del año del ñaupa”. Su equivalente en España es “del tiempo de Maricastaña”. La versión moderna sería "del año del orto"
DESPIPLUME.
Muchas veces, los medios de comunicación masiva logran instalar expresiones en el habla cotidiana gracias a memorables personajes de ficción y, también, a los guiones de algunas publicidades. Es el caso de despiplume, una voz que nació en la década del 70 en un spot de la famosa marca de coñac Tres plumas protagonizado por Susana Giménez. A través de un juego de palabras, la idea fue asociar el término despiole al producto. Sin dudas, lo lograron, pues si bien hoy la expresión casi no se usa, cualquiera sabe qué queremos decir cuando afirmamos que “esto es un despiplume”.
DULCE DE LECHE.
“Más argentino que el dulce de leche”, dice la expresión popular. Sin embargo, son varios los países que se atribuyen su creación. Nuestra versión cuenta que esta delicia nacional nace de una casualidad. En 1829, Juan Manuel de Rosas esperaba a Juan Lavalle, su enemigo político, en una estancia. La criada hervía leche con azúcar para cebar el mate y olvidó la preparación por largo tiempo en el fuego. Aún así, Rosas quiso probar la sustancia espesa y amarronada que se había formado en la olla. Para sorpresa de la criada, le encantó y decidió bautizarla dulce criollo.
EN PAMPA Y LA VÍA.
Quedarse sin un peso, agotar los recursos, tener que vender la casa… Cualquiera de estas circunstancias puede expresarse con el mismo dicho: “Me quedé en Pampa y la vía”. ¿Alguna vez escuchaste de dónde viene este dicho? Tiene una ubicación geográfica muy precisa porque la calle La Pampa se cruza con la vía del tren muy cerca del hipódromo de Buenos Aires. Cuenta la leyenda que los jugadores que apostaban a los caballos, cuando tenían un día de mala racha y lo perdían todo, se iban del barrio en un ómnibus que salía del cruce de Pampa y la vía.
FIACA.
La historia de esta palabra –que todos asociamos a la pereza y desgano– se origina en el habla de los almaceneros de barrio procedentes de Italia. En genovés, fiacún alude al cansancio provocado por la falta de alimentación adecuada. Y fueron estos comerciantes quienes diseminaron el término que, con el uso coloquial, se transformó en fiaca. Como habrá sido que se instaló, que una de las famosas Aguafuertes porteñas de Roberto Arlt se refiere al tema: “No hay porteño, desde la Boca a Núñez, y desde Núñez a Corrales, que no haya dicho alguna vez: ‘Hoy estoy con fiaca”.
GAMBETA.
Proviene de gamba, que en italiano significa pierna, y es un término que usamos en diferentes contextos. Por ejemplo, “hacer la gamba” es ayudar a otra persona. Claro que, si las cosas no salen bien, decimos que lo que hicimos fue “meter la gamba”. Puntualmente, gambeta refiere a un movimiento de danza que consiste en cruzar las piernas en el aire. Pero en el Río de la Plata funciona como metáfora de otro arte, el fútbol: porque en el campo de juego, gambeta es el movimiento que hace el jugador para evitar que el contrario le arrebate la pelota. Por eso, en el uso cotidiano, cuando sorteamos obstáculos decimos que gambeteamos.
GAUCHADA.
En nuestro lenguaje cotidiano, hacer una gauchada es ayudar a alguien sin esperar nada a cambio. La gauchada era una actitud típica de los gauchos, un gesto completo de solidaridad. Es que estos hombres cumplieron un rol clave en la guerra de la Independencia por su valentía, habilidad para cabalgar y gran conocimiento del territorio. Por el contrario, hacer una guachada es cometer una traición, aunque detrás de esta expresión haya un sentido más trágico que desleal. Y es que guacho refiere a la cría animal que perdió a su madre, y por extensión, a los niños huérfanos.
GIL.
A la hora de dirigirse a alguien en forma peyorativa, gil es una de las expresiones preferidas por los argentinos. Asociada a la ingenuidad o a la falta de experiencia, algunos sostienen que proviene de perejil, otra voz coloquial que en una de sus acepciones puede emplearse con un significado parecido, puesto que hasta hace unos años era una hortaliza tan barata que los verduleros directamente la regalaban. Sin embargo, gil proviene del caló, una antigua lengua gitana en la que gilí quiere decir inexperto.
GUACHO.
En el campo se denomina como guacho al ternero que queda huérfano.
GUARANGO.
Es lamentable, pero algunas palabras que usamos cotidianamente provienen de situaciones históricas de discriminación y exclusión. Es el caso de guarango, que si bien en la actualidad se emplea como sinónimo de grosero, maleducado o malhablado, fue instalada por los españoles de la conquista como referencia despectiva y racista hacia los nativos que hablaban en guaraní. Decirle guarango a la persona que emplea un vocabulario soez es ofensivo pero no por la adjetivación que pretende, sino porque su origen alude a una descalificación arbitraria.
GUASO.
La frecuencia con que se emplea el término guaso en Córdoba lo convierte en un cordobesismo. Pero ser guaso en esta provincia tiene por lo menos dos niveles. Cuando alude a un hombre: “El guaso estaba tomando algo en el bar”, la palabra solo sirve para definirlo como individuo masculino (en este caso, guaso funciona como sinónimo de tipo, chabón, etc.). Pero también se emplea para hacer referencia a alguien grosero o de poca educación: “No seai guaso vo’”. Y es tal la dinámica del vocablo que permite hiperbolizarlo, de manera que algo guaso pueda crecer hasta ser guasaso.
GUITA.
En lunfardo, el dinero tiene infinidad de sinónimos: mango, viyuya, morlaco, vento, mosca, tarasca. También existe un lenguaje propio para hablar de su valor: luca es mil, gamba es cien y palo es millón. Sin embargo, el origen del término guita es difícil de rastrear. Una de las versiones más difundidas sostiene que proviene del alemán, específicamente del germano antiguo, de la voz witta, usada para denominar algo fundamental sin lo cual no se puede vivir. A su vez, witta también proviene del latín vita que significa vida.
GURÍ.
¿Alguna vez te dijeron gurí o gurisa? Seguramente fue cuando todavía eras un chico. Porque el término proviene de la voz guaraní ngiri y significa muchacho, niño. Es una palabra que podemos escuchar en Corrientes, Misiones y Entre Ríos, y por supuesto también en la República Oriental del Uruguay. “¡Tu recuerdo ya no es una postal, Posadas! Ni tu yerbatal, ni tu tierra colorada. Con un sapukay siento que tu voz me llama porque tengo en mí, alma de gurí”, dice la letra del chamamé Alma de gurí.
HUMITA.
La humita es mucho más que un gusto de empanada. Pero son pocos los que saben que la palabra proviene de la voz quechua jumint’a, un alimento que preparaban los antiguos pueblos indígenas del continente (incas, mayas y aztecas). Hecho a base de choclo triturado, la preparación incorpora cebolla, tomate y ají molido, se sirve envuelto en las mismas hojas de la planta del maíz. Este delicioso y nutritivo plato es típico de Chile, Bolivia, Ecuador, Perú y el norte argentino.
IRSE AL HUMO.
“Se me vino al humo” es una imagen cotidiana en el habla de los argentinos. El dicho alude al modo en que los indígenas convocaban a los malones y figura en el Martín Fierro, de José Hernández: “Su señal es un humito que se eleva muy arriba / De todas partes se vienen / a engrosar la comitiva”. Pero también la registra Lucio V. Mansilla en Una excursión a los indios Ranqueles: “El fuego y el humo traicionan al hombre de las pampas”, escribe dando a entender que una fogata mal apagada o la pólvora que quemaban los fusiles bastaban para que lanzas y boleadoras acudiesen a la humareda.
LABURAR.
Laburar surge naturalmente del verbo lavorare (trabajar en italiano), que a su vez deriva de labor en latín, cuyo significado es fatiga, esfuerzo. La connotación negativa se encuentra también en los orígenes del término en español ya que trabajar proviene del vocablo latín tripalium, traducido como tres palos: un instrumento de castigo físico que se usaba contra los esclavos. De modo que si bien el laburo dignifica y es salud; el origen de su locución nos remonta a situaciones que poco tienen que ver con esos significados.
MATE.
La propuesta es natural en cualquier parte: “¿Y si nos tomamos unos mates?”. Esta infusión, la más amada por los argentinos, toma su nombre, como muchas otras palabras, de la lengua quechua. Porque mati es la voz que empleaban los pueblos originarios para referirse a cualquier utensilio para beber. Y es que mate tiene la particularidad de aludir al contenido, pero también al continente. Un término que para los rioplatenses significa mucho más que una bebida. Porque la mateada es un ritual, un espacio de encuentro y celebración.
MORFAR.
Proviene de la palabra italiana morfa que significa boca. Con el tiempo y el uso, la expresión adquirió nuevos sentidos: padecer, sobrellevar, sufrir: “Me morfé cuatro horas de cola”. En el ámbito del deporte, especialmente en el terreno futbolístico, suele emplearse el giro “morfarse la pelota”, algo así como jugar solo sin pasar el balón a los otros jugadores. Pero tan instalado estaba el término en la década del 30, que el historietista Guillermo Divito creó un personaje para la revista Rico Tipo que se llamaba Pochita Morfoni, una señora a la que le gustaba mucho comer.
MOSCATO.
Quizás los más jóvenes asocian el término a la famosa canción de Memphis La Blusera, Moscato, pizza y fainá. Sin embargo, el tradicional vino dulce, llamado así porque está hecho con uva moscatel, perdura más allá del blues local y sigue siendo un clásico de los bodegones y pizzerías de todo el país. El hábito llegó con los inmigrantes italianos a fines del siglo XIX, pero la costumbre de servirlo cuando se come una buena porción de muzzarella es propia de nuestro país y comenzó a establecerse allá por 1930.
NO QUIERE MÁS LOLA.
Lola era el nombre de una galleta sin aditivos que a principios del siglo XX integraba la dieta de hospital. Por eso, cuando alguien moría, se decía: `Este no quiere más Lola`. Y, desde entonces, se aplica a quien no quiere seguir intentando lo imposible.
ÑANDÚ.
De norte a sur y hasta la provincia de Río Negro, el ñandú es una de las aves que más se destaca en los paisajes de la Argentina. Este fabuloso animal de gran porte, que puede llegar a medir hasta 1,80 m de altura, toma su nombre de la lengua guaraní, en la que ñandú significa araña. La explicación alude a las semejanzas entre los elementos de la naturaleza. Los pueblos originarios veían un notorio parecido entre el plumaje del avestruz americano -y las figuras que se forman en él- y los arácnidos que habitan las regiones subtropicales.
NI EN PEDO.
Para ser tajantes, a veces decimos que no haremos algo "Ni en pedo", "Ni mamado", o “Ni ebrios ni dormidos”. Algunos sostienen que la expresión nació cuando Manuel Belgrano encontró a un centinela borracho y dormido. Enseguida, habría establecido una norma por la que “ningún vigía podía estar ebrio o dormido en su puesto”. Otra versión dice que, tras el triunfo en Suipacha, alguien alcoholizado propuso un brindis “por el primer Rey y Emperador de América, Don Cornelio Saavedra”. Mariano Moreno se enteró y lo desterró diciendo que nadie “ni ebrio ni dormido debe tener expresiones contra la libertad de su país”.
NO QUIERE MÁS LOLA.
Cuando no queremos más complicaciones, nos cansamos de participar en algo, o necesitamos cesar alguna actividad, decimos: “No quiero más lola”. En la Buenos Aires de 1930 se fabricaban las galletitas Lola. Elaboradas con ingredientes saludables, eran indicadas en las dietas de los hospitales. En ese contexto, cuando un enfermo podía empezar a ingerir otro tipo de alimentos, se decía que “No quería más lola”. Otro uso, más oscuro: cuando fallecía un paciente internado, obviamente, dejaba de comer. De ahí el dicho popular: “Este no quiere más lola”.
PANDITO.
Los mendocinos emplean muchos términos propios que pueden escucharse en su territorio y también, debido a la cercanía, en Chile (y viceversa). Una de las voces más representativas de este intercambio lingüístico es guón, apócope del huevón chileno. Existen algunas otras, pero menos conocidas. Por ejemplo, pandito. ¿Pero qué significa? Proviene de pando y quiere decir llano o poco profundo. “Me quedo en lo pandito de la pileta” o “Donde topa lo pandito”, que alude a donde termina el llano y comienza la montaña.
PAPUSA.
El lunfardo, la creatividad de la calle y el tango se ocupan de piropear y resaltar la belleza de la mujer. Quizá, una de las palabras que mejor lo hace sea papusa, empleada para referirse a una chica bonita, atractiva o espléndida. Este término, que también funciona como sinónimo de papirusa, se puede encontrar en clásicos del tango rioplatense como El ciruja, de Alfredo Marino, o ¡Che, papusa, oí!, de Enrique Cadícamo, que inmortalizó los versos “Che papusa, oí los acordes melodiosos que modula el bandoneón”.
PATOVICA.
Llamamos patovicas a quienes se ocupan de la seguridad de los locales bailables. Pero esta expresión nació lejos de las discotecas y cerca de los corrales avícolas. Allá por 1900, Víctor Casterán fundó en Ingeniero Maschwitz un criadero de patos y lo llamó Viccas, como las primeras letras de su nombre y su apellido. Alimentados con leche y cereales, los patos Viccas eran fornidos y sin grasa. La semejanza entre estos animales y los musculosos de los gimnasios surgió enseguida. Que los hercúleos custodios de los boliches terminaran cargando con ese mote, fue cuestión de sentarse a esperar.
PIBE.
Los rioplatenses suelen utilizar la expresión pibe como sinónimo de niño o joven. Existen diferentes versiones sobre su origen. La más difundida señala que proviene del italiano, algunos creen que del lombardo pivello (aprendiz, novato) y otros que se tomó del vocablo genovés pive (muchacho de los mandados). Pero la explicación española aporta el toque de humor. La palabra pibe, del catalán pevet (pebete), denominaba una suerte de sahumerio que gracias a la ironía popular y la subversión del sentido pasó a nombrar a los adolescentes, propensos a los olores fuertes.
PIPÍ CUCÚ.
Este argentinismo se usa para decir que algo es espléndido o sofisticado. La divertida leyenda cuenta que se popularizó en la década del 70 cuando Carlos Monzón llegó a París para pelear con el francés Jean-Claude Bouttier. Antes del combate, el argentino recibió la llave de la ciudad y, al tomar el micrófono para agradecer el honor, se dispuso a repetir el discurso que había ensayado largamente. La carcajada de la platea se desató cuando Monzón, en lugar de decir “merci beaucoup” (muchas gracias en francés) tal como lo había practicado, expresó algo nervioso: “pipí cucú”.
PIRARSE.
Pirarse es piantarse. Es decir, “irse, tomarse el buque”. Y literalmente así nace este verbo. El piróscafo era un barco a vapor que, en los primeros años del siglo XX, constituía la forma más rápida de viajar de un continente al otro. Por eso, la expresión “tomarse el piro” empezó a usarse para decir que alguien se marchaba de un lugar de manera apresurada. Sin embargo, el tiempo le otorgó otro significado: el que se iba, podía hacerlo alejándose de la realidad: “Está pirado”, “No le digas así que se pira”. Entonces, pirarse pasó a ser sinónimo de enloquecer.
PONCHO.
El poncho es una prenda sudamericana típica por definición que forma parte de la tradición criolla. Por simpleza, comodidad y capacidad de abrigo, es utilizado hasta el día de hoy en la Argentina, Chile, Ecuador y Bolivia. El origen de la palabra que lo denomina tiene muchísimas variantes, pero una de las más difundidas explica que proviene del quechua, punchu, con el mismo significado. Otra versión la relaciona con punchaw (día en quechua), como una analogía entre el amanecer de un nuevo día y la acción de emerger la cabeza a través del tajo del poncho.
PORORÓ.
Si algo destaca al maíz y a sus distintas preparaciones en todo el mundo, especialmente en Latinoamérica, es la gran cantidad de voces que lo nombran. Lo que en Buenos Aires se conoce como pochoclo y en otros países son rosetas de maíz; en Misiones, Corrientes, Entre Ríos, Chaco, Formosa y Santa Fe se le llama pororó. Esta palabra encuentra su origen en el guaraní. Es que los nativos le decían pororó a todo aquello que generaba un sonido estruendoso y, como es sabido, la preparación de este alimento, provoca la idea de pequeñas explosiones.
TANGO.
El tango es uno de nuestros géneros musicales y de danza más tradicionales. Sin embargo, la etimología de su nombre es objeto de fuertes controversias. Hay quienes dicen que el término proviene de tangomao, un africanismo con el que se definía a los traficantes de esclavos en la época colonial. De este modo, en América se llamó tango a los sitios donde se reunían los africanos para bailar y cantar. Otra teoría señala que el mismo vocablo entró en la segunda mitad del siglo XIX, desde Cuba y Andalucía, para denominar un género musical que en el Río de la Plata adquirió su propia idiosincrasia.
TENER LA VACA ATADA.
“Vos tenés la vaca atada”, le decimos a quien disfruta de un garantizado bienestar económico. El dicho nace en el siglo XIX, cuando en la Argentina se impuso el modelo agroexportador y muchos estancieros se enriquecieron gracias a la vasta cantidad de hectáreas que podían explotar. En aquellos tiempos, era común que los nuevos ricos viajaran a Europa con sus familias. Era costumbre que también llevaran a su personal de servicio y una vaca para obtener la leche para sus hijos durante el viaje. El animal tenía que viajar sujeto en un rincón de la bodega del barco. Esa es la famosa vaca atada.
TILINGO.
Hay palabras que, como si se tratara de una moda, aparecen y desaparecen del uso cotidiano según el contexto histórico. Es el caso de tilingo, la expresión popularizada por Arturo Jauretche, quien la instaló en el habla de los argentinos como un adjetivo para calificar a las personas que se preocupan por cosas insignificantes y ambicionan pertenecer a una clase social más alta. Además, este pensador emblemático del siglo XX actualizó el empleo de cipayo e introdujo los términos vendepatria y medio pelo.
TIRAR MANTECA AL TECHO.
Seguramente más de una vez le habrás dicho a alguien: “Dejá de tirar manteca al techo”. El giro busca expresar la idea de un gasto ostentoso e innecesario y su origen se ubica en la Buenos Aires de 1920. Por entonces, los jóvenes adinerados se divertían en los restaurantes de moda arrojando rulitos de manteca con el tenedor. Le apuntaban al techo y el objetivo era competir para ver quién era capaz de dejar pegados más trozos al cielo raso, o cuál de todos se mantenía adherido por más tiempo. Una práctica absurda de la que, afortunadamente, solo nos queda la expresión cotidiana.
TODO BICHO QUE CAMINA VA A PARAR AL ASADOR.
Tomado del Martín Fierro, el libro de José Hernández icono de la literatura gauchesca, este refrán se basa en la idea de que cualquier animal se presta para ser asado y comido. Sabido es que en la Argentina amamos los asados y todo el ritual que los envuelve. Pero, además, con el tiempo el dicho “Todo bicho que camina va a parar al asador” evolucionó sumando otros significados. Durante las décadas del 40 y 50, la frase fue utilizada también para hacer alusión a las cosas o personas cuyas acciones tienen un final previsible.
TRUCHO.
Desde hace algunas décadas es un término de uso ineludible en nuestro lenguaje cotidiano. Para los argentinos, las cosas falsas, tramposas o de mala calidad son truchas. Y dentro de esa categoría entran también las personas fraudulentas. Deriva de la palabra truchimán, muy común en el español antiguo y que refiere a personas sin escrúpulos. El empleo de trucho se hizo popular en 1986 cuando, a raíz de la crisis ecológica causada por algunas empresas en el río Paraná, el periodista Lalo Mir comentó en su programa radial que los funcionarios debían dar la trucha (cara) porque si no eran unos truchos.
VAGO.
Córdoba tiene su propia tonada, su propia forma de hablar y, claro, su modo particular para usar las palabras. En cualquier otra región, el término vago hace referencia a alguien perezoso, a un holgazán que nunca tiene ganas de hacer nada. Pero en esta provincia, vago puede ser cualquiera. Es que la palabra se utiliza para dirigirse a otra persona en forma totalmente desenfadada. Así, una frase como “El vago ese quiere trabajar todo el día” no encierra ninguna contradicción si es pronunciada dentro de los límites del territorio cordobés.
VIVA LA PEPA.
Contra lo que pudiese creerse, `viva la Pepa` no es el grito de alegría de un buscador de oro, sino el que usaban los liberales españoles en adhesión a la Constitución de Cádiz, promulgada el 19 de marzo de 1812, en la festividad de San José Obrero. Como a los José se los apoda Pepe, en vez de decir `viva la Constitución` -lo que conllevaba llegar a ser reprimidos- los liberales gritaban `viva la Pepa`. Hoy, en Argentina, su significado se ha desvirtuado y se parece a `piedra libre`.
YETA.
Significa mala suerte y se cree que deriva de las palabras napolitanas jettatura (mal de ojos) y jettatore (hombre maléfico que con su presencia produce daño a los demás). En 1904 se estrenó la obra ¡Jettatore!, de Gregorio de Laferrere, sobre un hombre con un aura funesta, y, desde entonces, los supersticiosos mantienen viva la palabra yeta. Por ejemplo, se emplea la expresión “¡Qué yeta!” en lugar de “¡Qué mala suerte!” ante una situación desafortunada. También se dice que alguien es yeta cuando se sospecha que trae mala suerte o que está enyetado cuando todo le sale mal.
ZAMBA.
No hay que confundir zamba, género folklórico argentino, con samba, música popular brasileña. Porque el simple cambio de una letra nos puede hacer viajar de una cultura a otra. La historia cuenta que durante la conquista española se denominaba zambo al hijo varón de un negro con una indígena. Por extensión, la música y la danza de esta comunidad pasó a llamarse zamba, ya que las coplas que se cantaban iban dirigidas a las mujeres. Esta danza proviene de la zamacueca peruana que, al llegar a la Argentina, incorporó el pañuelo como elemento característico.
submitted by Pepe-Argento to argentina [link] [comments]


2019.08.27 21:22 Lacinho O dia que tentei chantagear alguém

Contexto: Sempre fui um cara muito tranquilo, estudioso, não brigava na escola e sempre tive notas boas. Não sou muito de sair de casa, muito menos balada e coisas do tipo. Enfim, o que quero dizer é, sempre fui muito tranquilo e até BEM certinhos no sentido puritano das coisas.
Na época do ensino médio, com uns 16 anos, arrumei a minha primeira namorada, e as coisas não deram certos por N motivos, sempre fui muito tardio pra esse tipo de coisa, mas sempre gostei muito de porno, quando comecei a transar, sempre gravei as minhas transas, com permissão da garota ou não, e essa minha primeira namorada foi esse caso. Chamarei ela de Maria, quando começamos a ter relações, eu sempre gravava com o celular, ou vídeo game (3DS), e ela tinha uma tara bem esquisita de fazer essas coisas em público eu com 17 anos e ela com a mesma idade), comecei a sentir bem com aquele perigo de ser flagrado a qualquer momento. Certa vez saímos do colégio e fomos pra uma rua meio deserta ou nos pegávamos e coisas mais num bar fechado. Ela começou a fazer sexo oral em mim e eu logo comecei a filar sem ela perceber. Quando terminamos coloquei esses arquivos na nuvem, sabe aquele e-mail antigo que você criou a muitos anos e até esqueceu que tinha? Foi num desses que upei os videos que tinha dela. E como terminamos, segui com a vida.
Passou uns 4 anos, e eu já nem lembrava mais da Maria, estava na faculdade, preocupado demais em manter as nota alta pra não perder a bolsa, tinha uma namorada que era uma garota maravilhosa e espetacular na cama, enfim, estava tudo tranquilo na minha vida. Numa dessas coisas de limpar o lixo digital, comecei a entrar em emails e dropboxs antigos pra baixar o que tinha lá e excluir a conta, esperando apenas ver algumas fotos engraçadas do tempo do ensino médio. E fiz isso em todos, e claro "quase que sem querer", achei os videos da Maria transando comigo e tals. Vídeo deu tratando ela muito mal, dando tapa na cara, cuspindo e coisas do tipo, eu era bem escroto quando adolescente, só por que tinha uma inteligencia acima da média, me achava superior a todos, e me sentia no "direito" de tratar ela como uma puta. Quando achei o vídeo, simplesmente pensei, "nossa, não vejo a Maria a anos, vou apagar essa merda", e logo depois, sem absolutamente nenhum motivo, pensei "nossa, até que ela era gostosinha, e se eu chantagear ela pra comer ela mais uma vez?"
Gente, nunca fui um cara desse tipo, esse tipo de coisas nunca me passou pela cabeça antes, minha vida estava completamente normal, e do nada eu já estava querendo cometer um crime por uma foda, e eu lembro que ela nem transava bem (como quase toda garota de 17 que acha que transa como ninguém com sua boceta de ouro). E assim começou o meu plano de chantagear ela, achei ela no Facebook, usei umas mensagens "prontas" dizendo que se ela não fosse até o lugar X me dar, eu ia divulgar o vídeo e besteiras do tipo. Ela apenas aceitou e perguntou data e local, informei um, perto de casa e eu imbecil fui achando que nada podia dar errado.
Assim que encontrei a Maria ela me deu um abraço, nos encontramos na rua, em um lugar bem publico. E quando ia levar ela pra "base", ela me segurou e gritou que eu queria estuprar ela, do nada, 3 caras se juntaram em mim e começaram a me espancar (era o namorado dela e 2 amigos dele), apanhei bem feio, veio a polícia, eles forjaram uma história que eu tinha batido nos 3 (nunca nem tinha visto eles), e um confirmou a história do outro. Enfim, deu uma merda federal.
Conselho: Caras, não importa se sua vida está chata, ou normal demais. Fica na sua. Deixa essa programação de querer meter em qualquer buraco de lado, não faça coisas erradas, se quer tanto comer alguém, vai num puteiro e seja feliz. Com isso que aconteceu comigo, concordo muito com aquele ditado "A ocasião faz o ladrão", fazer esse tipo de coisas, nunca me passou pela cabeça, mas assim que tive a oportunidade fiz sem pensar, IMAGINO que seja esse tipo de coisas que as feminazis falam que todos homem é um estuprador em potencial, por que na roda de amigos, você nunca falaria que faria isso, mas quando você estiver levado uma amiga pra casa e ela estiver bêbada demais pra fazer algo, e você tiver certeza que não será pego, provavelmente faremos.

Enfim, é isso, não escrevo bem e nem sei como formatar isso direito, mas vou aprendendo com o tempo. Lembrem-se, não julguem ninguém, estamos na internet e todos tem opinião de merda, a única pessoa que se fudeu nesse história fui eu (ainda bem).
submitted by Lacinho to arrependimentos [link] [comments]


2019.08.11 07:41 matinabr eu me sinto só :\

conheci uma garota incrível que tem problemas pessoais decidi ajudar ela , estando presente , elogiando ela acabei me apaixonando de forma inesperada comecei a ajudar ela pois eu me identificava ( não me lembro a data , mas foi mês passado ) oque eu não esperava é que eu iria me apaixonar dessa forma eu comecei a me apaixonar pois percebia que ao lado dela eu não me sentia só eu ficava feliz , era uma sensação única a gente estava próximos e decidi falar pra ela oq eu sentia hoje (10/08/2019) me declarei pra ela e deu ruim :\ fui pra uma festa , mesmo com tudo que acontece numa festa adolescente , eu nunca estive tão mal assim me sinto mal , só , triste, depressivo geralmente sou o cara que trás alegria , risadas no grupo mas nessa noite , levando ela pra casa eu não me senti acompanhado que nem antes eu perdi a esperança a alegria , sinto que perdi tudo perdi a vontade de comer , jogar, ouvir musica, malhar , ir ao colégio . acho que preciso de ajuda, nunca me senti assim .
chama no chat se quiser conversar cmg , eu gostaria muito <3
submitted by matinabr to desabafos [link] [comments]


2019.07.21 21:43 saludybelleza Cómo medir el pene: técnicas médicas comprobadas.

Como medir el pene: técnicas médicas comprobadas.

Como medir el pene

Te has preguntado alguna vez si existe un método acerca de como medir el pene?
La dimensión del miembro sexual masculino ha sido siempre un motivo de preocupación entre los hombres alrededor del mundo. Aprende como medir el pene ya mismo y quítate las dudas!
hoy en dia se cree cree que mayor tamaño de pene equivale a mayor placer sexual.
Sin embargo, la longitud y el grosor del pene no han sido apreciados de la misma manera en la historia de la humanidad.
En la antigua Grecia, se apreciaba más a hombres con penes pequeños debido a que se creía que poseían mayor capacidad intelectual, creativa y artística.
Por el contrario, a los brutos, torpes o inferiores física y mentalmentte se les representaba con enormes falos desproporcionados anatómicamente.
En los tiempos modernos, se instauró el pensamiento global que la satisfacción sexual tiene una relación directamente proporcional con el tamaño de los órganos sexuales.
Se utiliza el término “órganos sexuales” ya que no solo importa el tamaño del pene del hombre, sino también los pechos, los glúteos y vulva en las mujeres.

Mientras más grande, mejor. ¿Cuán cierto es esto?

La mayoría de los estudios clínicos realizados no han encontrado una relación directa entre las dimensiones del miembro masculino y el orgasmo o placer sexual en ambos miembros de la pareja.
De hecho, algunos reportes confirman que muchas mujeres encuentran dolorosas las relaciones sexuales con hombres con penes muy grandes.
Sin embargo esto no modifica las creencias de que lo ideal es tener un gran pene, pero ¿realmente se sabe si un pene tiene el tamaño adecuado? ¿Cómo podemos medir las verdaderas dimensiones del falo?
El surgimiento del internet y las redes sociales nos han proporcionado a la comunidad en general una fuente ilimitada de información acerca de cualquier tópico, sobre todo en temas sexuales.
Lamentablemente, el soporte científico en la gran mayoría de estas publicaciones es nulo. Son muy pocos los blogs, artículos o vídeos que obtienen sus datos de investigaciones sensatas, provenientes de boletines indexados o de libros serios.
Esa realidad es la que vamos a cambiar en tamañodelpene.com
Al finaldel artículo podrán leer referencias concretas, obtenidas a través de pruebas clínicas formales y extraídas de las más reconocidas revistas de sexualidad a nivel mundial.

¿Cómo medir el pene?

Esta una pregunta que raya en lo polémico cuenta con absoluta seriedad.
Desde el punto de vista urológico, el tamaño del pene es un elemento clínico fundamental en la evaluación total de un paciente, tanto pediátrico como adulto.
Existen técnicas descritas para medir el pene desde los primeros días de vida hasta la adultez.
Si bien medir el tamaño del pene no genera demasiado interés para el adulto, el procedimiento de medir el pene en bebes y niños aporta mucha información acerca de la salud de los mismos y permite hacer diagnósticos precoces de cualquier anormalidad.

Toma de medida del amaño del pene dentro del útero materno

De hecho, Perlitz Yuri y colaboradores (Prenatal Diagnosis, 2011) realizaron un estudio en el cual medían el tamaño del pene dentro del útero materno.
Dicha medición se llevaba a cabo a través de una ecografía materna transvaginal realizada entre las semanas 14 y 35 de la gestación, utilizando como referencias el borde proximal de los cuerpos cavernosos y la punta del glande.
El estudio concluyó que estas medidas pueden ayudar en el diagnóstico precoz de malformaciones genitales, incluyendo el micropene (link a articulo interno: que es un micropene?) o escaso desarrollo dimensional, pudiendo así establecerse el tratamiento hormonal temprano y evitar futuras complicaciones. (1)

Medida del tamaño del pene en individuos ya nacidos

Ahora bien, cuando se desea medir el tamaño del pene en individuos ya nacidos, se describen algunas técnicas para ello.
Tomova Analia y colaboradores (Arch Pediatr Adolesc Med. 2010) publicaron un enorme estudio llevado a cabo en más de 6000 niños y adolescentes de Bulgaria.
En el estudio describen el desarrollo de los genitales externos en dichos grupos de la misma edad.
Para ello, además de medir los parámetros antropométricos clásicos como la talla y el peso, se midió el tamaño del pene y el volumen testicular.
La longitud del pene fue medida en estado de flacidez utilizando una cinta métrica rígida desde la unión de la piel entre el pene y el pubis hasta la punta del glande, excluyendo el tejido redundante del prepucio.
Es importante destacar que esta medida se realiza ejerciendo la máxima extensión no dolorosa posible del órgano sexual.
La circunferencia del pene se midió en la base del mismo con una cinta métrica flexible.
El volumen de los testículos se calculó a través de un orquidómetro de Parder. (2)
Esta técnica de medida parece ser la más aceptada en el mundo científico.
Gabrich Pedro y colaboradores ya lo habían descrito en su estudio sobre niños y adolescentes de Brasil (Jornal de Pediatria, 2007), en el cual utilizaron una regla rígida graduada en milímetros para medir la longitud del pene y un paquímetro para el diámetro.
Al igual que en el estudio de Tomova, la longitud del pene se midió en estado de flacidez con la máxima tracción posible sin causar dolor.
En cambio, la circunferencia se midió en la mitad del pene y no en la base. (3)
También se describen en este estudio varias mediciones de la longitud, las cuales son de suma importancia en los resultados finales, especialmente cuando se extrapolan al adulto.
Son cuatro las medidas que se analizaron, a saber:
Longitud flácida aparente (LFA o AFL): desde la unión de la piel del pene con la del pubis hasta la punta del pene.
Longitud flácida real (LFR o RFL): desde la unión de la piel del pene con la del pubis, deprimiendo la grasa local, hasta el extremo final del glande.
Longitud flácida aparente con máxima extensión (LFA max o AFL max): Desde la unión de la piel del pene con la del pubis hasta la punta del pene, ejerciendo la mayor extensión posible del mismo sin causar dolor.
Longitud flácida real con máxima extensión (LFR max o RFL max): Desde la unión de la piel del pene con la del pubis, deprimiendo la grasa local, hasta el extremo distal del glande, ejerciendo la mayor extensión posible del órgano sexual sin causar dolor.
Hasta el momento hemos descrito las técnicas de medición de las dimensiones del pene en estado de flacidez.
Esta medida es muy importante porque sirve como un buen predictor para determinar el tamaño final en estado de erección.
De hecho, Veale David y colaboradores (BJU Int, 2015) publicaron un ensayo en el cual desarrollan nomogramas amplios relacionando la longitud y la circunferencia del pene, tanto en flacidez como en erección, después de analizar a más de 15000 hombres británicos.
Las conclusiones de dicho estudio reportan que existe una correlación consistente, aunque débil, entre la longitud del pene flácido estirado y la longitud del pene en plena erección. (4)
Ya algunos años atrás, Chen J. y su equipo (International Journal of Impotence Research, 2000) fijaron la relación entre el tamaño del pene en flacidez y en erección, estableciendo pautas sobre como medir el pene según el siguiente esquema.
Se acostó al paciente en una camilla ubicada en un cuarto privado. Una vez alcanzada la máxima erección se utilizó una regla calibrada para medir la longitud y un cáliper para medir la circunferencia.
La longitud se midió dorsalmente (por donde transcurre la vena central del pene) apoyando la regla en el hueso del pubis, alcanzando el punto del meato uretral.
Como en todos los casos anteriores, se aplicó una extensión gentil del pene tomándolo por el glande hasta que el paciente refería cierta molestia. (5)
Uno de los estudios más recientes e interesantes acerca de las técnicas sobre como medir el pene lo llevo a cabo Davoudzadeh y colaboradores (Sexual Medicine Reviews, 2018), quienes no solo revisaron mucha de la literatura disponible al respecto, sino que realizaron sus propias mediciones.
El método de medición fue muy parecido al realizado en los ensayos previos, la diferencia más importante radica en que las medidas de longitud y circunferencia se llevaron a cabo con una cinta flexible en vez de una regla rígida calibrada. (6)
Podemos ver que existe una cantidad interesante de trabajos de investigación en los que se realizan mediciones del pene.
Ahora bien, ¿es posible realizar una adecuada medición del pene en casa?
Son pocos los hombres que están dispuestos a visitar al urólogo o cualquier otro médico para que le tomen las medidas a su miembro viril.
Es por ello que muchos hombre desean aprender cómo medir el tamaño del pene en la comodidad de sus hogares.

¿Qué dice la ciencia al respecto?

Herbenick D. y su equipo de trabajo (J Sex Med, 2014) publicaron un estudio de 1661 hombres americanos sexualmente activos quienes se midieron personalmente sus penes en plena erección, sin haber recibido entrenamiento previo para ello.
La idea inicial del ensayo era determinar la talla adecuada de preservativos que estos hombres necesitarían, aunque la data se aprovechó para evaluar las diferentes técnicas de medición del pene.
Los investigadores concluyeron en que las dimensiones reportadas eran consistentes con otras realizadas en ambientes controlados por personal calificado.
El más interesante de los resultados fue que la manera de alcanzar la erección en casa no es igual a la utilizada en un laboratorio y es probable que esto afecte las dimensiones finales del pene.
Es lógico si pensamos que la excitación lograda en casa, utilizando cualquier método al alcance y sin presiones externas, debe ser más eficiente para lograr una erección enérgica que la obtenida en un sitio de experimentación sabiéndose observado y controlado. (7)
Otro interesante estudio realizado en la comunidad homosexual y bisexual de los Estados Unidos se basó en mediciones realizadas por los propios participantes.
Grov Christian y colaboradores (Archives of Sexual Behavior, 2012) determinaron que las medidas fueron demasiado variables tanto en longitud como en circunferencia, aunque muchos confesaron no haber alcanzado erecciones potentes debido a la falta de excitación.
La mayor parte de los hombres que formaron parte del estudio y consiguieron medidas adecuadas lo hicieron en medio de un momento de excitación intensa e incluso durante la relación sexual. (8)

Recomendaciones: como medir el pene

Analizando los datos provistos por los distintos trabajos de investigación, podemos aportar las siguientes recomendaciones para el hombre que desee saber cuánto mide su pene:
Pese al bombardeo mediático referente a como medir el pene y su tamaño, el 90% de los hombres tiene un falo de tamaño normal.
Si tienes dificultades para alcanzar erecciones efectivas o realmente tienes un pene cuyas dimensiones están por debajo de la media, conversa con tu pareja y acude al médico.
Puedes a su vez probar determinados geles que ayudan lalubricación del pene, haciendo más placentera el acto sexual o la masturbación.
Referencias
Perlitz Y y colaboradores (2011). Prenatal sonographic evaluation of the penile length. Prenatal Diagnosis. 2011; 31(13): 1283-1285, doi:10.1002/pd.2885.
Tomova A y colaboradores (2010). Growth and Development of Male External Genitalia. Arch Pediatr Adolesc Med. 2010; 164(12): 1152-1157.
Gabrich PN y colaboradores (2007). Penile anthropometry in Brazilian children and adolescents. Jornal de Pediatria. 2007; 83(5): 441-446.
Veale D y colaboradores (2014). Am I normal? A systematic review and construction of nomograms for flaccid and erect penis length and circumference in up to 15,521 men. BJU International. 2014; 115: 978-986, doi:10.1111/bju.13010.
Chen J y colaboradores (2000). Predicting penile size during erection. International Journal of Impotence Research. 2000; 12: 328-333.
Davoudzadeh EP y colaboradores (2018). Penile Length: Measurement Technique and Applications. Sexual Medicine reviews. 2018; 6(2): 261-271.
Herbenick Debby y colaboradores (2014). Erectile Penile Length and Circumference Dimensions of 1,661 Sexually Active Men in the United States. The Journal of Sexual Medicine. 11(1): 93-101, doi:10.1111/jsm.12244.
Grov C, Wells BE y Parsons JT (2012). Self-reported Penis Size and Experiences with Condoms Among Gay and Bisexual Men. Archives of Sexual Behavior. 2012; 42(2): 313-322, doi:10.1007/s10508-012-9952-4
submitted by saludybelleza to u/saludybelleza [link] [comments]